QUEREMOS O “LUGAR AO SUL” NUM HORÁRIO DECENTE! – por Álvaro José Ferreira

Perante o horário esconso e indigno em que Rui Pêgo, em Janeiro de 2011, colocou o programa “Lugar ao Sul” na grelha da Antena 1 (às 7:00 da madrugada de sábado), e não estando eu disposto a sacrificar o meu merecido descanso depois de uma extenuante semana de trabalho, a gravação pré-programada tem sido o expediente usado para continuar a ouvir, a horas decentes (geralmente, depois das 09:00), as deliciosas conversas de Rafael Correia ilustradas com o melhor da música de Portugal. Ora ao pôr a tocar a gravação de hoje, apareceu-me não o “Lugar ao Sul” mas o José Candeias a conversar com camionistas. Disse para comigo: «Há aqui qualquer coisa de errado! Este indivíduo não estava entre as 05:00 e as 07:00 da madrugada, de segunda a sexta-feira?!». Fiquei a ouvir um pouco, apesar do desprazer, e pude então perceber que se tratava de uma colagem dos “melhores momentos” das emissões realizadas durante a semana. Fiz esta dedução: atendendo ao desdém que sempre nutriram pelo “Lugar ao Sul”, e empenhados em dar mais visibilidade à falhada aposta em José Candeias para o crepúsculo matutino da Antena 1, Rui Pêgo e António Luís Marinho terão pensado que os admiradores da arte de Rafael Correia não se importariam com a troca. Pois se assim pensaram, estão redondamente enganados. O “Lugar ao Sul” não é um programa substituível por qualquer outro, por mais agradável de ouvir seja esse outro, que não é notoriamente o caso do espaço – banal e entediante q.b. – de José Candeias.

Na dúvida se o programa fora extinto ou transferido para outro horário, tratei de averiguar. Vim então a tomar conhecimento pela página do arquivo online que, embora não apresentando as edições após o dia 29 de Junho, o “Lugar ao Sul” desceu ainda mais para o escuro: 06:00 da madrugada! Como é possível?! Está-se mesmo a ver a intenção: reduzir o auditório, tradicionalmente bastante heterogéneo em termos de estratos sócio-económico-culturais, a uns quantos padeiros para depois, sem contestação, dar ao programa o golpe de misericórdia, com o argumento hipócrita de que deixou de ter audiência. Pérfido e revoltante!

Volto a afirmar, pela enésima vez: os srs. Rui Pêgo e António Luís Marinho têm todo o direito de não gostar do “Lugar ao Sul”, embora isso seja difícil de compreender, tendo em conta o agrado que o programa sempre gerou no auditório da Antena 1 (e da RDP-Internacional) e os sucessivos elogios que recebeu de distintas personalidades, entre as quais os três anteriores Provedores do Ouvinte, mas não lhes assiste o direito de confundir os seus gostos pessoais com as funções directivas que lhes foram confiadas, que se devem reger pela máxima ponderação, equilíbrio e imparcialidade. A rádio pública não existe nem é financiada pelos cidadãos e empresas de Portugal para satisfazer o umbigo ou alimentar os caprichos de quem ocupa os cargos de chefia. Existe para prestar serviço público! Sendo o aclamado “Lugar ao Sul” um dos programas que melhor cumpre essa prerrogativa, aliando como nenhum outro no actual panorama radiofónico a componente recreativa e cultural – por mérito exclusivo do seu autor – e constituindo o respectivo arquivo um fabuloso manancial de tesouros por explorar, não é admissível que seja tratado de modo tão indigno e humilhante. Os fiéis ouvintes e, bem assim, todas as pessoas dotadas de sensibilidade para apreciarem e desfrutarem de tão maravilhoso programa exigem respeito e jamais deixarão de clamar: «Queremos o “Lugar ao Sul” num horário decente!»

Textos relacionados:
As Escolhas do Provedor: “Lugar ao Sul”
“Lugar ao Sul” sofre novo ataque
“Lugar ao Sul” sofre novo ataque (II)
Amigos do LUGAR AO SUL no My Space
“Lugar ao Sul”: um programa-património
Rafael Correia: o eremita da rádio
É preciso resgatar a memória do “Lugar ao Sul”
“Lugar ao Sul” regressa à Antena 1
“Lugar ao Sul” mutilado, não!
“Lugar ao Sul” mutilado, não! (II)
“Lugar ao Sul” mutilado, não! (III)
“Lugar ao Sul”: calinadas da ‘editora’ Cláudia Almeida
Porquê a suspensão do “Lugar ao Sul”?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: