RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota

mapa_franca

Estes franceses que se imolam no maior silêncio

 Les Moutons Enragés

TEXTO DISPONIBILIZADO POR PHILIPPE MURER, MEMBRE DU BUREAU DU FORUM DÉMOCRATIQUE

PRÉSIDENT DE L’ASSOCIATION MANIFESTE POUR UN DÉBAT SUR LE LIBRE ÉCHANGE

O suicídio é um acto trágico, desesperado e um dos principais sinais do estado de  saúde de uma sociedade, contudo, existem realmente muito poucos dados estatísticos existem sobre o assunto, como sendo uma vergonha  ou um segredo que deva ser mantido… O Observatório de suicídios  diz-nos  em poucas palavras o que é: contam-se  200.000 tentativas de suicídio por ano; e são mais de 11.000 pessoas as que conseguiram ir até ao fim do seu gesto dramático. Sabe-se  que o número de pessoas que não encontram  nenhuma outra alternativa a este último gesto está fortemente subestimado em França “por causa de um defeito na declaração ou da existência de suicídios “escondidos”, inscritos  com outras causa de  morte, como  a intoxicação ou acidentes. «»

Sem estatísticas fiáveis neste domínio  é  difícil de quantificar a extensão do problema, apenas uma pista real , um artigo do jornal Direct matin  em que se  explica  que, no ano de 2012, o número de suicídios na rede ferroviária aumentou em 30%  relativamente aos 3-4 anos anteriores podendo-se , portanto, deduzir que houve um aumento pelo menos de 30% dos actos desesperados.

Se às vezes é difícil de entender este último gesto que é o suicídio, é ainda mais complicado entender a imolação que continua a ser um dos métodos mais terríveis e, se nos referimos  aos estudos e artigos publicados nos media,  nós ficamos a saber   que a auto-imolação se destina a assinalar às pessoas mais próximas  e ao mundo a sua intenção de  querer acabar dramaticamente e com uma mensagem de sofrimento indizível, mas é também igualmente  impressionante, muito reivindicativo  pela forma de questionar as pessoas que lhe são próximas  assim como  a sociedade como um todo. De acordo com um artigo em Le Figaro, ficamos a saber igualmente que “‘ a particularidade fundamental de imolação é a de assumir publicamente a sua própria morte na cena pública, expondo ao mundo o seu desespero, diz ao Figaro Smaïn Laacher, sociólogo do centro de estudos dos movimentos sociais do CNRS. Inversamente, o suicídio tal como é tradicionalmente entendido consiste em se suprimir por motivos pessoais num ambiente privado”. “Em suma, a finalidade da imolação permanece a mesma: uma mensagem forte e não “partir” sozinho no maior  silêncio.

  O que é importante aqui, além do facto de que as pessoas se imolam  é o número de imolações  que se verificaram, e os media  informam-nos muito pouco deste  tipo de informação, mas em que, por exemplo, o mês de Maio esteve carregado . Aqui está uma lista das últimas imolações em  França:

  • Texto: Ces français qui s’immolent dans le plus grand silence… disponível em:

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: