UMA FORMA DE DESPERTAR O INTERESSE PELOS MUSEUS por clara castilho

9349741_b7nUl

Para que servem os museus? Esta é uma das perguntas de um teste que irá dar um nível de inteligência. Das crianças a quem o aplico, poucas dão a resposta completa. Têm, sobretudo, a ideia de que é para irem ver coisas do antigamente. Porque são importantes as coisas do antigamente, isso já não sabem.

Tenho percebido que há programas na televisão em que se anda a perguntar às pessoas determinadas coisas, dando dinheiro se as souberem. E apanha-se cada uma! De facto, o nosso nível cultural é baixo…

E quem vai a museus? Estive há uns dias no Museu de Etnologia, com exposições interessantíssimas e encontrava-me sozinha naquelas salas, que não eram completamente silenciosas porque havia as vozes de vídeos a passar! Digamos que o preço também não convida – 3 euros.

Vem isto a propósito de um vídeo delicioso, com uma cena que se passa em Amsterdão.

O Rijksmuseum, museu de arte famoso dessa cidade, precisava de uma maneira de anunciar ao público que, depois de dez anos de ausência, suas maiores obras estavam de volta ao acervo.

Foi então que tiveram a ideia de recriar uma das obras mais famosas do mundo—‘A Ronda Nocturna’, de Rembrandt — ao vivo e a cores, dentro de um shopping center. A ideia foi brilhante e o resultado fantástico. Quem me dera que me acontecesse o mesmo, desafiando-me para ir a qualquer lado.

Ora apreciem!

Leave a Reply