A Cimeira de Gotemburgo vista do Japão – 7. O pilar social na Cimeira Europeia de Gotemburgo, por Hanne Cokelaere

bla bla 1

 

 

 

 

 

text 7 2A

7. O pilar social na Cimeira Europeia de Gotemburgo

 

Por Hanne Cokelaere(*), em 17 de novembro de 2017

 

 

Adaptado por Júlio Mota [1]

Os líderes europeus reúnem-se em Gotemburgo na sexta-feira para trabalharem sobre a forma como hão de convencer os cidadãos céticos de que a UE é mais do que um cão de guarda fiscal cuja resposta à crise financeira fez com que muitos dos seus cidadãos ficassem em pior situação.

O pilar social, uma criação e um projeto de estimação do Presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, e o seu preferido projeto é uma tentativa de amortecer os duros efeitos das políticas de austeridade através da promoção de condições justas e equitativas de trabalho, a igualdade de oportunidades e uma maior proteção social, para que a UE possa ganhar o que se chama na linguagem de Bruxelas o estatuto “social Triplo-A”.

Um “painel de avaliação social dos resultados” acompanhará o progresso dos países da UE nas áreas da política social que são competências nacionais e inclui a igualdade entre homens e mulheres, o direito a salários justos e a uma situação de equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, um rendimento mínimo e pensões adequadas.

CIDADÃOS CÉTICOS DA UE. Resposta à pergunta: “Confio que o meu governo tem em conta o impacto financeiro das decisões políticas sobre as gerações futuras”

text 7 3

Fonte: ICAEW

No que se refere à política social, a Comissão Europeia debate-se perante um dilema: embora com poderes para promover a liberdade económica na base do mercado único, não pode interferir nas políticas sociais dos países membros, apesar de – como a reforma controversa das regras quanto aos trabalhadores destacados demonstrou — estas duas áreas serem difíceis de separar.

As regras sobre os trabalhadores destacados permitem que as empresas enviem trabalhadores para o exterior, mas pagam impostos e concedam subsídios ao nível nacional do país de origem, dando aos trabalhadores e aos empregadores em países com menos benefícios uma vantagem competitiva. O Presidente francês Emmanuel Macron liderou uma campanha para parar o que ele chamou de “corrida para o fundo em termos de regulamentação social”, mas este enfrentou a oposição de países de baixos salários na Europa Oriental e do Sul.

Salário mínimo e evoluções diferenciadas entre 2008 e 2017:

text 7 4

 

Na sua comunicação de 2017 sobre O Estado da União Europeia, Juncker apelou para um entendimento comum do que é socialmente justo, mesmo que “sistemas sociais nacionais ainda permaneçam diversos e separados por um longo período de tempo.”

UNIÃO CADA VEZ MAIS ESTREITA ? As economias dos Estados-membros são tão díspares quanto as suas políticas sociais. Os Estado-membros cartografados de acordo com a sua pontuação em equidade social e o PIB per capita (em PPP)

text 7 5

text 7 6

Com o pior da crise financeira já passado, os líderes da UE salientaram a necessidade de uma “Europa social”, a fim de evitar danos duradouros sobre o mercado de trabalho. A recuperação mascara as divisões que permanecem, incluindo um elevado número de jovens que não estão empregados, que não estão a estudar, que não estão em formação, especialmente no Sul.

Desemprego em 2016, país a país:

text 7 7

Evolução do desemprego ao nível da zona euro, de 2004 a 2016:

text 7 8

E a situação do desemprego não é igual em todos os lados como se viu acima nem é igual para todas as camadas da população:

Situação em 2016 país a país das faixas etárias jovens

text 7 9

 

Situação do desemprego em 2016 por faixas etárias a nível europeu:

text 7 10

A igualdade de oportunidades e o equilíbrio entre a vida profissional e a vida privada têm formas muito diferentes nos países membros. Não existe uma abordagem tipo para analisar a manta de retalhos dos sistemas sociais da UE.

LICENÇA PARENTAL (MATERNIDADE/PATERNIDADE): Número de semanas de que as mães podem beneficiar antes e depois do parto. Estes dados não cobrem licenças adicionais

text 7 11

Número de semanas de que os pais podem beneficiar depois do parto. Estes dados não cobrem licenças adicionais

text 7 12

DISPARIDADE SALARIAL ENTRE GÉNEROS. Estimativa da diferença salarial entre géneros por país em percentagem do rendimento bruto do homem

text 7 13

 

Uma montagem feita a partir do texto publicado pelo sitio POLITICO e intitulado “EU pushes Social Pillar at Gothenburg summit-Economic recovery masks stubborn divisions and there is no one-size-fits-all approach to social systems. “

Texto disponível em: https://www.politico.eu/article/social-pillar-unemployment-anti-social-europe/

[1] Agradeço ao Luis Peres a elaboração de alguns dos gráficos aqui utilizados.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: