FRATERNIZAR – O maior embuste nestes 18 anos do terceiro milénio – PAPA FRANCISCO: PERSEGUIDO OU PERSEGUIDOR? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 

Querem convencer-nos que o papa Francisco tem a sua vida em risco. Teólogos cristãos, filósofos e ateus progressistas, todos farinha do mesmo saco, andam a dizer-nos isto desde o início. Parece que querem fazer dele um mártir. Referem-se-lhe como vindo “do fim do mundo”, só porque é argentino, um motivo mais, no entender deles, para ser perseguido pelos cardeais da Cúria romana. Como se alguma vez a Ordem dos Jesuítas, cujo superior geral é conhecido como “o papa negro”, deixasse algum dos seus antigos provinciais correr riscos, precisamente, quando, pela primeira vez na história do papado, um dos seus cardeais consegue a proeza de concentrar em si o pleno do Poder monárquico papal-absoluto. E o mais espantoso é que todos eles acham que Francisco tem um grande plano de reforma da Cúria romana e da igreja católica, esquecidos de que uma e outra prosseguem o império romano e são hoje muito mais perversas do que ele, graças aos meios sofisticadíssimos de que dispõem. O que faz com que vão sempre à frente, não em humanidade, como nos querem fazer crer, mas em tudo o que é técnica de domínio-manipulação das mentes-consciências dos seres humanos e dos povos.

Só mesmo a ingenuidade ilustrada das elites ateias e crentes cristãs, quanto mais progressistas pior, porque totalmente vazias de lucidez e de sabedoria, duas realidades de todo impossíveis de acontecer nas universidades do Saber – e, se confessionais, pior – as leva a escrever e a afirmar-garantir que Francisco é um papa perseguido. Quando a realidade é exactamente o inverso: o papa Francisco é o perseguidor-mor dos seres humanos que o são de dentro para fora e, como Jesus Nazaré, o ser humano pleno e integral, prosseguem, em cada tempo e lugar, as suas mesmas práticas políticas maiêuticas, nos antípodas das práticas do Poder político-religioso. O muito Saber dos intelectuais progressistas, crentes e ateus, não os deixa ver a realidade mais real, que só os pequeninos vêem. E porque não vêem, são os escolhidos para dirigir as grandes cátedras de filosofia e de teologia, de literatura e de história, de matemática e de Ciência das religiões. Do alto das quais, ensinam que Francisco – dois-papas, o negro e o branco, num-só – é perseguido, quando na verdade é o perseguidor-mor!!!

Tudo no Papado é obsceno, qualquer que seja o papa de turno. É a parte de leão do Pecado do mundo, no teológico dizer de JESUS SEGUNDO JOÃO. A Besta, no teológico dizer do Apocalipse. Tanto assim que, logo no início do seu pontificado, Francisco esclarece, numa entrevista concedida ao Director de uma famosa revista italiana, que se lhe mostra intrigado por o ouvir falar tanto em S. Paulo e praticamente silenciar Inácio de Loyola, o fundador dos Jesuítas, “É que sem S. Paulo – responde – não haveria cristianismo.” Com esta resposta, sibilinarmente jesuítica, Francisco revela-se o potente holofote que deixa totalmente cego o seu interlocutor. Não fosse assim e, como entrevistador, o ateu Director da revista teria logo ripostado ao seu entrevistado, Mas então o que fizeram o cristianismo petrino-paulino-imperial e suas igrejas cristãs todas de Jesus histórico?! Esta é a grande questão silenciada nestes dois mil anos!

É bom de ver que nestes séculos de Cristandade, a basílica e a praça de S. Pedro sempre foram o grande holofote com que cada papa de turno cega e mantém cegas as populações crentes e não crentes. Como é bom de ver também que todas as fés religiosas e cristãs, como os ateísmos ilustrados são cegos e guias cegos. E que só mesmo a Fé e a Teologia de Jesus que rebentam no mais fundo de cada uma, cada um de nós nos fazem seres humanos religados uns aos outros, em estado de saúde-salvação. Enquanto as fés cristãs-e-ateísmos ilustrados, porque actuam de fora para dentro de nós, nos deixam na mais sádica das alienações.

 

www.jornalfraternizar.pt

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

2 comments

  1. JUNQUEIRO JÚNIOR

    CALEMBUR

    Ó Jesuítas, vós sois dum faro tão astuto,
    Tendes tal corrupção e tal velhacaria,
    Que é incrível até que o filho de Maria
    Não seja inda velhaco e não seja corrupto,
    Andando há tanto tempo em tão má companhia.

    – Guerra Junqueiro

    Gostar

  2. Mário de Oliveira

    Sempre oportuno e contundente, o nosso Guerra Junqueiro. Obrigado Junqueiro Júnior por o trazer aqui. Como livrar-nos deles e do seu jesuitismo, eis a questão. O meu abraço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: