Trickle down ou trickle up eis a questão. E qual tem sido a opção? Parte II – 18. O organismo mais absurdo do Estado Profundo (Deep State)? Por Bill Bonner

Uma nova série sobre as novas tempestades que se vislumbram já no horizonte

Imagem 2 Trickle-Down CADILLAC

 Seleção e tradução de Júlio Marques Mota

Parte II – 18. O organismo mais absurdo do Estado Profundo (Deep State)?

Por Bill Bonner Parte II texto 18 bill bonner

Agora newLogo2018 , em 23 de fevereiro de 2018

O Instituto de Investigação Financeira, dependente do FED, tem como objetivo alertar o público em caso de perigo para o sistema financeiro e, assim, evitar qualquer catástrofe.

«Apollo! Apollo! Deus realmente terrível para mim, Tu levaste-me à perdição sem retorno e eu já por duas vezes senti os teus golpes.» – Da peça Agamenon, de Ésquilo [525 a.C. – 456 a.C.], em que Cassandra lamenta ter conhecido Apolo.

Finalmente uma verdadeira melhoria vinda de Washington!

Durante o pânico que se seguiu à crise financeira de 2008, o Congresso dos EUA criou o Instituto de Investigação Financeira (OFR –  Office of Financial Research).

O princípio era o seguinte: esta instituição tocaria o sinal de alarme no caso do perigo iminente no sistema financeiro.

Já não era sem tempo. Nada a temer a partir de agora! As autoridades dir-nos-ão quando é que é seguro comprar… e quando se deve fugir. [Nota: uma tal façanha é impossível… ou quase: um insider da CIA pôs em prática um sistema para antecipar os grandes movimentos de ações-para beneficiar dele antes da multidão. Clique aqui para saber mais]

Mas o que vemos aqui?

Hoje, dez anos depois, as ações são três vezes mais caras. A dívida também é muito maior. Por si só as autoridades levantaram dos mercados um adicional de 10 milhões de milhões de dólares.

Uma existência inútil

O Instituto de Investigação Financeira foi, no entanto, especificamente incumbido de nos alertar sobre os picos de volatilidade que se anunciam. E aqui estamos nós… sem nenhum aviso.

O que é que está a acontecer? O Wall Street Journal diz-nos mais:

«Quase uma década e cerca de 500 milhões dólares depois, a agência esforçou-se por ganhar um lugar em Washington. Grandes projetos foram atrasados ou limitados. O moral foi abaixo, entre as lutas de território com outros reguladores e com a oposição dos republicanos. E uma das suas iniciativas mais ambiciosas – o desenvolvimento de uma base de dados de contratos financeiros – não foi mais longe do que um relatório de 16 páginas que solicitava ‘sessões de recolha de informação’ entre os seus constituintes».

E eis que o Grande Perturbador, Donald J. Trump, parece ter o OFR debaixo de mira.

O Wall Street Journal de novo:

«A história do mau desempenho do OFR tornou-o um alvo fácil. Em novembro, os funcionários do Departamento do Tesouro disseram aos funcionários que o orçamento do Instituto seria reduzido de um quarto e o seu pessoal em mais de um terço.»

O quê? Um corte só de um quarto? Por que não suprimir tudo?

Trickle down Parte II Texto 18 4

 

As catástrofes previsíveis nunca acontecem

A própria criação do OFR denota uma ingenuidade tão grande sobre os mercados que até nos confunde.  Isso equivale a dar a alguém que não gosta de nós um pau para nos espancar … ou até mesmo a seringa para fazermos eutanásia.

Na realidade, o que é que fazem estes 1.000 economistas diplomados que dizem trabalhar para o FED?

Não seria razoável esperar que eles verifiquem a pressão na caldeira de vez em quando… e que depois nos informem antes que todos os mercados entrem em explosão?

Se você pudesse montar uma equipa de engravatados governamentais para o informarem de quando os mercados estão prestes a enlouquecer, porque não perguntar-lhes também quais os valores que sobem … por quanto tempo ainda … e até onde?

Já que estamos nisso, porque não pedir-lhes para nos colocarem em ligação com o espírito de fogo da avó?

Se eles fossem realmente capazes de dizer quando uma bolha está prestes a explodir, não poderíamos nós esperar que isso acabe por se saber… talvez através dos corretores a gerirem as suas contas pessoais? Eles poderiam então eliminar a pressão, para que a explosão nunca aconteça… não é?

Oh, caro leitor… que Congresso cretino votou em algo tão absurdo?

Se pudéssemos ver os desastres a chegar, eles nunca aconteceriam.

Comprou um bilhete no Titanic? Troque-o imediatamente!

E quem permaneceria a investir em ações sabendo que elas vão cair?

Oh, e este casamento… com essa artista de strip-tease a trabalhar em Las Vegas que tem gostos luxuosos…… nunca teria acontecido!

Já existem milhares de analistas e investigadores em tempo integral. Sem mencionar os milhões de amadores.

Todos os dias essas pessoas – tanto os génios como os imbecis – estudam os números e os céus, à procura de pistas. Com certeza, se uma tempestade se estivesse a preparar, esses observadores vê-la-iam, não é assim?

No entanto, o nevoeiro aumenta … as nuvens escurecem… e os jornais dizem que o desemprego está a cair. De acordo com o FED, “um surto de crescimento global sincronizado” está agora a começar.

O presidente americano diz que tudo está perfeito… “magnífico “… e que tudo vai melhorar.

Todos esses patriotas e poltrões não iriam tão longe ao ponto de nos desapontarem, não é assim?

O fim pouco invejável dos sinais de alarme

Quanto aos pobres estatísticos e meteorologistas… o que podem eles pensar?

Eles também são humanos, afinal.

Talvez eles estejam a ver alguns números muito assustadores. Mas… pela minha fé… os cortes de impostos dos republicanos estão a começar a fazer efeito! E esses gigantescos aumentos de gastos de defesa só podem ser bons para Raytheon e GE, não é verdade?

“Ei, eu sou apenas um funcionário público. E eu teria que arriscar a minha cabeça, para dizer ao Presidente que ele está a falar de tudo e mais alguma coisa?”

“Eu não vou contradizer os maiores génios do mundo no FED! Tenho um bom emprego. Tenho a escola particular dos miúdos para pagar. Tenho que pensar na minha família!”

“Além disso, nunca se tem a certeza, com todas essas coisas. Greenspan disse que as bolhas eram indetetáveis. Talvez ele esteja certo quanto a isso.”

“Se eu lançar publicamente um alerta de bolha… o que é que daí resultaria? Provavelmente seria despedido. O fim da minha carreira. Mesmo que a coisa exploda fazendo estragos por muitas milhas em redor, ninguém vai apreciar o facto de eu os ter avisado.”

“Eles vão-me acusar de ser ‘negativo’… e ‘alarmista’. As instituições não me vão querer manter como empregado. Serei considerado um lunático.”

“Porque todos sabem que os engenheiros do FED e do Tesouro podem lidar com a situação. Toda a gente sabe que eles estão a monitorizar os dados e que se assegurarão que nunca haverá uma grande explosão… ou depressão… ou uma crise de crédito.”

“Porque, bem, se há uma grande explosão de bolha agora, isso significa que eles são apenas um bando de incompetentes pretensiosos, não é verdade?”

“Isso significa que eles estavam todos errados. Ninguém quer ouvir isso. Eu serei tratado como um leproso… como um negacionista … ou alguém que não acredita em mudanças climáticas.”

“Eu vou ter que encontrar um emprego como professor de economia numa escola secundária suburbana. Os meus filhos terão que ir para a escola pública…”

“E vou acabar como essa grega, aquela que sempre anunciou más notícias, Alessandra, ou algo assim. Ninguém acreditou nela. Depois disso, serei estuprado num templo… e então terei um fim terrível… “

“Não, obrigado.”

 

Texto original em http://la-chronique-agora.com/ofr-deep-state/

O autor:

Bill Bonner, fundador e presidente de Agora, Inc. e co-fundador da editora Bonner & Partners

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: