Sobre a próxima queda da Venezuela. Por Júlio Marques Mota

america latina 1

Sobre a próxima queda da Venezuela 

julio-marques-motaPor Júlio Marques Mota

em 21 de fevereiro de 2019

A Venezuela irá cair, disso não tenhamos dúvidas. Irá cair , abalada pelos fortes ventos de um enorme furacão que tem como ponto de formação Washington.

 Quando se acena com a bandeira da fome, ou melhor de alimentos e onde a sua necessidade impera, está tudo dito quanto ao que se vai seguir.

Num outro continente, lembremo-nos do que a União Europeia e Mario Draghi fizeram à Grécia no início de Julho de 2015. E o Syriza que se conhecia até aí, esse  simplesmente morreu, com o referendo da sua revolta. E um dia destes, quando começarmos a editar uma série de textos dedicados à Europa em ano de eleições sob o título A   União  Europeia um espaço económico em decomposição, voltaremos a falar da Grécia, uma vez que o que agora e aqui nos importa é a Venezuela.   

A pergunta-chave que aqui nos interessa é saber que caminhos sinuosos tomaram os políticos neoliberais, seja Trump, sejam os dirigentes europeus, ou as  instituições que direta ou indiretamente estão sob a sua alçada, para que a degradação a que se assiste na Venezuela tenha desembocado na situação em que este país se encontra agora.

Aqui somos levados  a relembrar um texto de Harold James que nos diz que “Quando se trata de falhas de caráter e de incompetência dos líderes, 2019 é um ano tão preocupante  quanto o foi  1919.” Sabemos as consequências a prazo do que aconteceu em 1919, sabemos o que tem sido a pratica política destes últimos anos, e estamos em 2109, um século depois e o ano em que  o Euro comemora  o seu vigésimo aniversário.

Quanto às incompetências e à falta de caráter dos dirigentes políticos e financeiros em 2019, relembro aqui um texto que o meu amigo Francisco Tavares editou no blog A Viagem dos Argonautas, sobre a Venezuela. Com a sua leitura, tudo se torna claro. Vejamo-lo então:

“O extrato que a seguir se apresenta consta do relatório As consequências económicas do boicote à Venezuela, de 08/02/2019, do  celag– Centro Estratégico Latinoamericano de Geopolítica, e é uma demonstração, que mais clara não pode ser, sobre os inescrutáveis caminhos dos “paladinos” da democracia e dos direitos humanos, comandados pelos Estados Unidos e seus aliados da União Europeia e da América Latina, quando falam sobre a necessidade e a urgência de ajuda humanitária à Venezuela. Será possível ser-se mais hipócrita?

FT

____________________

” (…) Segue-se uma lista cronológica de obstáculos específicos enfrentados pela Venezuela:

  • Abril de 2016: Instituições financeiras começam a deixar de receber pagamentos em dólares de instituições venezuelanas
  • Maio de 2016: Commerzbank Bank (Alemanha) fecha contas bancárias venezuelanas e da PDVSA
  • Julho de 2016: o Citibank fecha contas correspondentes de instituições e bancos venezuelanos, incluindo o Banco Central da Venezuela. O fecho das contas correspondentes reduz a capacidade de efetuar pagamentos em dólares, impondo custos adicionais para realizar transações em outras moedas.
  • Agosto 2016: o Banco Novo de Portugal proíbe transações com bancos e instituições venezuelanas.
  • Julho de 2017: a empresa Delaware, agente de pagamento da PDVSA, recusa-se a receber fundos da companhia petrolífera venezuelana.
  • Julho 2017: o Citibank recusa-se a receber fundos venezuelanos para importar 300.000 doses de insulina.
  • Maio de 2017: empresas de origem russa, empreiteiras encarregadas de elaborar a cadeia de blocos Petro utilizando o código NEM, desistem de continuar com o contrato argumentando razões de força maior após terem sido pressionadas pela Security Exchange Commission dos Estados Unidos.
  • Agosto 2017: Os bancos chineses informam que não podem realizar operações em moeda estrangeira em favor da Venezuela devido à pressão do Departamento do Tesouro dos EUA, e a Rússia relata a impossibilidade de realizar transações com bancos venezuelanos devido à restrição dos bancos correspondentes dos EUA.
  • Agosto de 2017: o banco correspondente do banco chinês BDC Shandong paralisa durante três semanas uma transação de 200 milhões de dólares sacados pela China.
  • Agosto de 2017: devido à pressão da OFAC, a empresa Euroclear retém 1.200 milhões de dólares sem possibilidade de mobilização.
  • Outubro 2017: o Deutsche Bank fecha as contas correspondentes do Citic Bank chinês para processar pagamentos da PDVSA, o que demonstra a pressão sobre a banca internacional.
  • Outubro 2017: A entrada de vacinas no país é adiada por quatro meses porque o bloqueio dos EUA torna impossível fazer pagamentos ao banco suíço UBS.
  • Novembro 2017: a Venezuela faz pagamento para comprar primaquina e cloroquina (para tratamento antimalárico), solicitado ao laboratório médico da BSN na Colômbia. O governo colombiano bloqueia a entrega de medicamentos.
  • Novembro 2017: o Deutsche Bank, principal correspondente do BCV, encerra definitivamente as contas correspondentes desta instituição.
  • Dezembro de 2017: foram devolvidos 29,7 milhões de dólares de bancos na Europa para pagamento a fornecedores de alimentos através do programa alimentar CLAP. Também nesse mês, as autoridades colombianas impediram a transferência para a Venezuela de mais de 1.700 toneladas de perna de porco.
  • Maio de 2018: o pagamento de 9 milhões de dólares para a compra de material de diálise foi bloqueado.
  • Novembro 2018: A partir deste mês, o Banco da Inglaterra reteve 1,2 bilhão de dólares que o governo venezuelano havia depositado nessa entidade.”

2 comments

  1. Os filhos do capeta estadunidenses vêm sabotando a Venezuela e os venezuelanos há quase uma década de olho no petróleo daquele países daquela nação. Filhos do capeta embargam, sabotam e sacaneam o povo venezuelano há muito tempo, tempo demais.

    São os mesmos filhos do capeta que vem detonando com nosso país tentam a todo custo agora nos empurrar para um conflito contra nossos irmãos latino-americanos da Venezuela.

    São os mesmos filhos do capeta que usam as fronteiras da Colômbia e da Bolívia para cada vez criar mais constrangimentos para o povo venezuelano na tentativa de derrubar um governo democrático e tomar no seu povo suas riquezas.

    Diferente daqui do Brasil, onde nós entregamos nossas riquezas graciosamente para os filhos do capeta, o povo venezuelano tem quem os defenda contra ambição desenfreada da canalha estadunidense. Diferente daqui onde os poderes todos se voltam contra o povo.

    Lá se foi o pré sal, lá vai o Brasil DESCENDO A LADEIRA! Com nossas forças armadas a empurrar ladeira abaixo e as nossas elites aplaudir esta cretina ‘ajuda humanitária’ de merda estadunidense à Venezuela.

    Lá os venezuelanos lutam pelo que é seu tentando a todo custo evitar de serem espoliados pelos capetas e filhos do capeta estadunidense. Aqui alguns de nós balançam bandeiras estadunidenses e sionistas e bradam serem patriotas e cidadãos de bem. Cidadão de bem é o KRAIO!! CAMBADA de filhos do CAPETA ou adoradores do Lúcifer estadunidense.

    SALVEM A NÓS E À VENEZUELA DAS GARRAS DESTA ÁGUIA NOJENTA DO MAL.

    -*-*-*

    Los hijos del capeta estadounidenses vienen saboteando a Venezuela ya los venezolanos hace casi una década de ojo en el petróleo de aquellos países de aquella nación. Hijos del capeta embargan, sabotean y sacan al pueblo venezolano desde hace mucho tiempo, demasiado tiempo.

    Son los mismos hijos del capeta que viene detonando con nuestro país intentan a toda costa ahora empujarnos hacia un conflicto contra nuestros hermanos latinoamericanos de Venezuela.

    Son los mismos hijos del capeta que usan las fronteras de Colombia y Bolivia para cada vez crear más restricciones para el pueblo venezolano en el intento de derribar un gobierno democrático y tomar en su pueblo sus riquezas.

    A diferencia de aquí de Brasil, donde entregamos nuestras riquezas graciosamente a los hijos del capeta, el pueblo venezolano tiene quienes los defienden contra ambición desenfrenada de la canalla estadounidense. Diferente de aquí donde los poderes todos se vuelven contra el pueblo.

    Y en el caso de que se trate de una persona, Con nuestras fuerzas armadas a empujar ladera abajo y nuestras elites aplaudir esta cretina ‘ayuda humanitaria’ de mierda estadounidense a Venezuela.

    Allí los venezolanos luchan por lo que es su tentativa a toda costa evitar de ser espoliados por los capetos e hijos del capeta estadounidense. Aquí algunos de nosotros sacuden banderas estadounidenses y sionistas y gritan ser patriotas y ciudadanos de bien. ¡El ciudadano de bien es el KRAIO !! CAMBADA de hijos del CAPETA o adoradores del Lucifer estadounidense.

    SALVAMOS A NOSOTROS Y VENEZUELA DE LAS GARRAS DE ESTA AGUA NOJENTA DEL MAL.

    Gostar

  2. Carlos Leça da Veiga

    E um cenário semelhante ao da Baía dos Porcos?CLV

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: