Posts Tagged: ue

Hoje é dia de eleições europeias – “A trajetória de Theresa May, de Primeira-Ministra a governadora da UE para a província da Grã-Bretanha – Parte II”, por Jonathan Story

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  Por Jonathan Story, professor emérito, INSEAD Publicado por Writing about history, politics & economics, em 19 de maio de 2019 (texto original aqui)   O Partido primeiro, o País depois Como uma Conservadora

Hoje é dia de eleições europeias – “A trajetória de Theresa May, de Primeira-Ministra a governadora da UE para a província da Grã-Bretanha – Parte II”, por Jonathan Story

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  Por Jonathan Story, professor emérito, INSEAD Publicado por Writing about history, politics & economics, em 19 de maio de 2019 (texto original aqui)   O Partido primeiro, o País depois Como uma Conservadora

Hoje é dia de eleições europeias – “A trajetória de Theresa May, de Primeira-Ministra a governadora da UE para a província da Grã-Bretanha – Parte I”, por Jonathan Story

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  Por Jonathan Story, professor emérito, INSEAD Publicado por Writing about history, politics & economics, em 19 de maio de 2019 (texto original aqui)   A UE27 está triunfante. É esta a narrativa de

Hoje é dia de eleições europeias – “A trajetória de Theresa May, de Primeira-Ministra a governadora da UE para a província da Grã-Bretanha – Parte I”, por Jonathan Story

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  Por Jonathan Story, professor emérito, INSEAD Publicado por Writing about history, politics & economics, em 19 de maio de 2019 (texto original aqui)   A UE27 está triunfante. É esta a narrativa de

“O ÚLTIMO LANÇAMENTO DE DADOS DO ESTABLISHMENT “: O QUE ACONTECERÁ À EUROPA? – por ALASTAIR CROOKE

  Por Alastair Crooke, Ex-diplomata britânico, fundador e diretor do Fórum de Conflitos de Beirute. Publicado por Strategic Culture Foundation em 15 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão de Francisco Tavares  

“O ÚLTIMO LANÇAMENTO DE DADOS DO ESTABLISHMENT “: O QUE ACONTECERÁ À EUROPA? – por ALASTAIR CROOKE

  Por Alastair Crooke, Ex-diplomata britânico, fundador e diretor do Fórum de Conflitos de Beirute. Publicado por Strategic Culture Foundation em 15 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão de Francisco Tavares  

SALÁRIOS REAIS DIMINUEM EM PORTUGAL ENTRE 2015 E 2018 SEGUNDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO – por EUGÉNIO ROSA

http://gep.msess.gov.pt/estatistica/gerais/be.html Quadro 1 – Evolução da Remuneração Base Mensal e do Ganho Mensal nominais e reais dos trabalhadores portugueses – setor privado- período 2015/2018 A EXPULSÃO PARA O ESTRANGEIRO DOS TRABALHADORES MAIS QUALIFICADOS Quadro 2 – A variação da Remuneração

SALÁRIOS REAIS DIMINUEM EM PORTUGAL ENTRE 2015 E 2018 SEGUNDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO – por EUGÉNIO ROSA

http://gep.msess.gov.pt/estatistica/gerais/be.html Quadro 1 – Evolução da Remuneração Base Mensal e do Ganho Mensal nominais e reais dos trabalhadores portugueses – setor privado- período 2015/2018 A EXPULSÃO PARA O ESTRANGEIRO DOS TRABALHADORES MAIS QUALIFICADOS Quadro 2 – A variação da Remuneração

A INQUIETANTE E PERSISTENTE IMOBILIDADE NA EUROPA. – A HISTÓRIA DE MELVILLE SOBRE A EUROPA – por MARIO PIANTA

Restive Immobility – Melville’s Tale of Europe, por Mario Pianti Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão de Francisco Tavares O texto Restive Immobility – Melville’s Tale of Europe é publicado em A Viagem dos Argonautas com a autorização

A INQUIETANTE E PERSISTENTE IMOBILIDADE NA EUROPA. – A HISTÓRIA DE MELVILLE SOBRE A EUROPA – por MARIO PIANTA

Restive Immobility – Melville’s Tale of Europe, por Mario Pianti Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão de Francisco Tavares O texto Restive Immobility – Melville’s Tale of Europe é publicado em A Viagem dos Argonautas com a autorização

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (6/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (6/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (6/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (6/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (5/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (5/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (5/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (5/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (4/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (4/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (4/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (4/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (3/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (2/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (2/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (2/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (2/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (1/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (1/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 16. A nova morfologia do risco na zona euro (1/6). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. A nova morfologia do risco na zona euro (1/6)  Por Marcello Minenna Publicado por  em 25 de fevereiro de 2019 (texto original aqui) [N.E.: Este texto conclui a série Do plano técnico

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 15. O BCE deve levar a cabo uma reviravolta nacional com os seus reinvestimentos. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 15. O BCE deve levar a cabo uma reviravolta nacional com os seus reinvestimentos  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 24 de janeiro de 2019 (texto original aqui) Este texto

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 15. O BCE deve levar a cabo uma reviravolta nacional com os seus reinvestimentos. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 15. O BCE deve levar a cabo uma reviravolta nacional com os seus reinvestimentos  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 24 de janeiro de 2019 (texto original aqui) Este texto

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,