Category Archives: Temas Sociais

O PROJETO DE DECRETO-LEI DO GOVERNO, SÓ PERMITE AOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PUBLICA A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA SE AOS 60 ANOS TIVEREM PELO MENOS 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÕES. SE NÃO TIVEREM NUNCA A PODERÃO OBTER – por EUGÉNIO ROSA

O QUE DIZ O PROJETO DE DECRETO- LEI DO GOVERNO QUE FOI ENVIADO AOS SINDICATOS SOBRE O DIREITO A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA: a confirmação de uma caricatura A ELIMINAÇÃO DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE: em que condições é eliminado O FATOR DE

O PROJETO DE DECRETO-LEI DO GOVERNO, SÓ PERMITE AOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PUBLICA A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA SE AOS 60 ANOS TIVEREM PELO MENOS 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÕES. SE NÃO TIVEREM NUNCA A PODERÃO OBTER – por EUGÉNIO ROSA

O QUE DIZ O PROJETO DE DECRETO- LEI DO GOVERNO QUE FOI ENVIADO AOS SINDICATOS SOBRE O DIREITO A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA: a confirmação de uma caricatura A ELIMINAÇÃO DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE: em que condições é eliminado O FATOR DE

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 10º Texto: A Europa sob Merkel IV: o Balanço da Impotência – Parte B

(Wolfgang Streeck, Verão de 2018)

Para a Alemanha, em particular, o colapso do euro pode significar o fim da bonança económica que Merkel defendeu com unhas e dentes em nome da “ideia europeia”.  Se a Itália pudesse criar a impressão de que está politicamente preparada para explodir, levando consigo o resto da zona do euro, aumentaria enormemente o seu poder de negociação europeu, assegurando assim a continuidade do financiamento estatal através do BCE e um resgate euro-alemão do seu setor bancário praticamente de graça.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 10º Texto: A Europa sob Merkel IV: o Balanço da Impotência – Parte B

(Wolfgang Streeck, Verão de 2018)

Para a Alemanha, em particular, o colapso do euro pode significar o fim da bonança económica que Merkel defendeu com unhas e dentes em nome da “ideia europeia”.  Se a Itália pudesse criar a impressão de que está politicamente preparada para explodir, levando consigo o resto da zona do euro, aumentaria enormemente o seu poder de negociação europeu, assegurando assim a continuidade do financiamento estatal através do BCE e um resgate euro-alemão do seu setor bancário praticamente de graça.

PORTUGAL NÃO TEM CALÇADA PARA O RACISMO por Luísa Lobão Moniz

Ouvir dizer que Portugal é um país racista faz doer a nossa existência, enquanto seres humanos que lutam pelas liberdades e pelos direitos individuais e colectivos. “A negação, a persistência na desvalorização do fenómeno conduzem ao desastre e à radicalização

PORTUGAL NÃO TEM CALÇADA PARA O RACISMO por Luísa Lobão Moniz

Ouvir dizer que Portugal é um país racista faz doer a nossa existência, enquanto seres humanos que lutam pelas liberdades e pelos direitos individuais e colectivos. “A negação, a persistência na desvalorização do fenómeno conduzem ao desastre e à radicalização

A PROPÓSITO DO DIA DA INDEPENDÊNCIA NOS ESTADOS UNIDOS, DUAS IMAGENS CAPTADAS POR RAJAN MENON – IMAGEM 2.

  Tomgram: Rajan Menon, The Death(s) of the Working Class in the Age of Trump 18 de Junho de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Introdução   A morte da classe operária na era de  Trump Tom

A PROPÓSITO DO DIA DA INDEPENDÊNCIA NOS ESTADOS UNIDOS, DUAS IMAGENS CAPTADAS POR RAJAN MENON – IMAGEM 2.

  Tomgram: Rajan Menon, The Death(s) of the Working Class in the Age of Trump 18 de Junho de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Introdução   A morte da classe operária na era de  Trump Tom

SINAIS DE FOGO – CORJA COM MUITOS MILHÕES. – por Soares Novais

    __________  (1) Segundo o Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte a associação patronal do sector apresentou uma proposta de “14.73 euros para actualização salarial (Grupo  XIV) e 5 cêntimos para o subsídio de refeição”. O sindicato repudia tais

SINAIS DE FOGO – CORJA COM MUITOS MILHÕES. – por Soares Novais

    __________  (1) Segundo o Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte a associação patronal do sector apresentou uma proposta de “14.73 euros para actualização salarial (Grupo  XIV) e 5 cêntimos para o subsídio de refeição”. O sindicato repudia tais

A PROPÓSITO DO DIA DA INDEPENDÊNCIA NOS ESTADOS UNIDOS, DUAS IMAGENS CAPTADAS POR RAJAN MENON – IMAGEM 1. A (IN)SEGURANÇA NACIONAL NOS ESTADOS UNIDOS DA DESIGUALDADE

Tomdispatch, Tomgram: Rajan Menon, The Wages of Poverty in America 15 de Julho de 2018 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota   Introdução Tom Engelhardt: Rajan Menon, Os salários de pobreza na América   [Note for TomDispatch Readers]: Eu sugiro

A PROPÓSITO DO DIA DA INDEPENDÊNCIA NOS ESTADOS UNIDOS, DUAS IMAGENS CAPTADAS POR RAJAN MENON – IMAGEM 1. A (IN)SEGURANÇA NACIONAL NOS ESTADOS UNIDOS DA DESIGUALDADE

Tomdispatch, Tomgram: Rajan Menon, The Wages of Poverty in America 15 de Julho de 2018 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota   Introdução Tom Engelhardt: Rajan Menon, Os salários de pobreza na América   [Note for TomDispatch Readers]: Eu sugiro

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 10º Texto: A Europa sob Merkel IV: o Balanço da Impotência – Parte A

(Wolfgang Streeck, Verão de 2018)

A Europa da ideia europeia é um futuro sem passado, atrativamente inocente para um continente carregado de memórias de guerra e de genocídio. No entanto, é também um futuro sem presente: para ser aceitável para os seus diversos constituintes, só pode ser vagamente definido para que todos possam ler nele  o que quiserem. As tensões entre a diversidade nacional e a unidade supranacional não podem, portanto, ser abordadas de forma eficaz, uma vez que isso revelaria tanto o vazio da ideologia como os conflitos escondidos debaixo dela.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 10º Texto: A Europa sob Merkel IV: o Balanço da Impotência – Parte A

(Wolfgang Streeck, Verão de 2018)

A Europa da ideia europeia é um futuro sem passado, atrativamente inocente para um continente carregado de memórias de guerra e de genocídio. No entanto, é também um futuro sem presente: para ser aceitável para os seus diversos constituintes, só pode ser vagamente definido para que todos possam ler nele  o que quiserem. As tensões entre a diversidade nacional e a unidade supranacional não podem, portanto, ser abordadas de forma eficaz, uma vez que isso revelaria tanto o vazio da ideologia como os conflitos escondidos debaixo dela.

UMA SEMENTE DE AFECTO por Luísa Lobão Moniz

As mudanças sociais são acompanhadas pelas instituições que as suportam enquanto sociedades dinâmicas. Por vezes essa mudança não se vive de forma pacífica devido a divergências ideológicas, a percas de pequenos poderes, a crises de valores que as sociedades não

UMA SEMENTE DE AFECTO por Luísa Lobão Moniz

As mudanças sociais são acompanhadas pelas instituições que as suportam enquanto sociedades dinâmicas. Por vezes essa mudança não se vive de forma pacífica devido a divergências ideológicas, a percas de pequenos poderes, a crises de valores que as sociedades não

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 9º Texto: A evolução da proteção dada pelos rendimentos mínimos garantidos (Parte B)

(Antoine MATH, Janeiro de 2019)

Como todos os sistemas de proteção social, os RMG são da competência exclusiva dos Estados nos termos da lei e, por conseguinte, das opções nacionais, o que explica, em especial, porque razão, tal como outros sistemas de proteção social, estes sistemas são muito diferentes de um país para outro. Os tratados europeus previam competências para a UE em matéria social, mas em questões que nunca tiveram qualquer efeito real na configuração dos RMG.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 9º Texto: A evolução da proteção dada pelos rendimentos mínimos garantidos (Parte B)

(Antoine MATH, Janeiro de 2019)

Como todos os sistemas de proteção social, os RMG são da competência exclusiva dos Estados nos termos da lei e, por conseguinte, das opções nacionais, o que explica, em especial, porque razão, tal como outros sistemas de proteção social, estes sistemas são muito diferentes de um país para outro. Os tratados europeus previam competências para a UE em matéria social, mas em questões que nunca tiveram qualquer efeito real na configuração dos RMG.

SERÁ A DÍVIDA PÚBLICA UM PROBLEMA? – ANTÓNIO COSTA JÁ AFIRMOU QUE O OBJETIVO DO PS NA PRÓXIMA LEGISLATURA É REDUZIR A DÍVIDA PÚBLICA PARA 100%, O QUE É SÓ POSSÍVEL COM A CONTINUAÇÃO DA POLÍTICA DE CORTES ENORMES NA DESPESA PÚBLICA ESSENCIAL

O RITMO DE AUMENTO, A DIMENSÃO DA DÍVIDA PÚBLICA, E COMO TEM SIDO FINANCIADA Quadro 1 – Evolução da Dívida Pública 2009/2019 e seu financiamento O INVESTIMENTO PÚBLICO CORRESPONDEU APENAS A 66% DOS JUROS PAGOS Quadro 2 – Investimento público

SERÁ A DÍVIDA PÚBLICA UM PROBLEMA? – ANTÓNIO COSTA JÁ AFIRMOU QUE O OBJETIVO DO PS NA PRÓXIMA LEGISLATURA É REDUZIR A DÍVIDA PÚBLICA PARA 100%, O QUE É SÓ POSSÍVEL COM A CONTINUAÇÃO DA POLÍTICA DE CORTES ENORMES NA DESPESA PÚBLICA ESSENCIAL

O RITMO DE AUMENTO, A DIMENSÃO DA DÍVIDA PÚBLICA, E COMO TEM SIDO FINANCIADA Quadro 1 – Evolução da Dívida Pública 2009/2019 e seu financiamento O INVESTIMENTO PÚBLICO CORRESPONDEU APENAS A 66% DOS JUROS PAGOS Quadro 2 – Investimento público