Posts Tagged: josé magalhães

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (103)

COMO EM QUALQUER OUTRO LUGAR   Falando do tempo E da minha desejada eternidade Escrevo do dia que há-de vir Recomeçando o movimento Da escrita das palavras Mostrando o resíduo da dor Como se tivesse a certeza De que amanhã,

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (103)

COMO EM QUALQUER OUTRO LUGAR   Falando do tempo E da minha desejada eternidade Escrevo do dia que há-de vir Recomeçando o movimento Da escrita das palavras Mostrando o resíduo da dor Como se tivesse a certeza De que amanhã,

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (194)

O PORTO EM IMAGENS (35)             Contagem decrescente para a Red Bull Air Race      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (194)

O PORTO EM IMAGENS (35)             Contagem decrescente para a Red Bull Air Race      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (193)

IMAGENS DO PORTO (34)   Vila Nova de Gaia (Devesas) – Antigas Oficinas da CP         Já há concurso para a requalificação do Matadouro de Campanhã     Porto e Matosinhos acolhem Campeonato do Mundo de Vela

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (193)

IMAGENS DO PORTO (34)   Vila Nova de Gaia (Devesas) – Antigas Oficinas da CP         Já há concurso para a requalificação do Matadouro de Campanhã     Porto e Matosinhos acolhem Campeonato do Mundo de Vela

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (102)

OS CAMINHOS DOS MEUS DIAS Trocaria O teu corpo pelo meu Se os meus dedos te não percebessem E os meus olhos de ti se perdessem Para que, tocando-me Te aprender E saber Dos caminhos por onde seguias. . Trataria

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (102)

OS CAMINHOS DOS MEUS DIAS Trocaria O teu corpo pelo meu Se os meus dedos te não percebessem E os meus olhos de ti se perdessem Para que, tocando-me Te aprender E saber Dos caminhos por onde seguias. . Trataria

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (192)

IMAGENS DO PORTO (33)   Tenham todos umas boas férias, e aproveitem para visitar, ou revisitar o PORTO.       .

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (192)

IMAGENS DO PORTO (33)   Tenham todos umas boas férias, e aproveitem para visitar, ou revisitar o PORTO.       .

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (101)

CONSERVADAS EM SAL-GEMA     Se me acontece escrever Pensamentos, ideias, palavras movediças e soltas E com eles formar versos, e mais tarde um poema Só eles, os versos, sabem o que me querem dizer, Que caminho me indicam, que

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (101)

CONSERVADAS EM SAL-GEMA     Se me acontece escrever Pensamentos, ideias, palavras movediças e soltas E com eles formar versos, e mais tarde um poema Só eles, os versos, sabem o que me querem dizer, Que caminho me indicam, que

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (191)

O PORTO EM IMAGEM (32)       Conheça o projeto de reabilitação para o Pavilhão Rosa Mota      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (191)

O PORTO EM IMAGEM (32)       Conheça o projeto de reabilitação para o Pavilhão Rosa Mota      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (190)

CARÍSSIMOS AMIGOS: Entrei já em modo de férias, em tempo em que tendo de retemperar forças, não escreverei as habituais crónicas. Não deixarei, no entanto, de vos enviar as minhas cartas, só ou essencialmente com fotografias da mais linda cidade

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (190)

CARÍSSIMOS AMIGOS: Entrei já em modo de férias, em tempo em que tendo de retemperar forças, não escreverei as habituais crónicas. Não deixarei, no entanto, de vos enviar as minhas cartas, só ou essencialmente com fotografias da mais linda cidade

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (189)

  O PORTO EM IMAGENS (30) Com Vistas para o RIO DOURO                 Anthony Bourdain Parts Unknown: Porto      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (189)

  O PORTO EM IMAGENS (30) Com Vistas para o RIO DOURO                 Anthony Bourdain Parts Unknown: Porto      

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (188)

O PORTO EM IMAGENS (29)                   AGRADEÇO A TODOS QUANTOS PUDERAM COMPARECER NA APRESENTAÇÃO DO MEU LIVRO, TANTO EM LEÇA DA PALMEIRA, NO DIA 3 DE JUNHO, COMO NO CASTELO DA FOZ,

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (188)

O PORTO EM IMAGENS (29)                   AGRADEÇO A TODOS QUANTOS PUDERAM COMPARECER NA APRESENTAÇÃO DO MEU LIVRO, TANTO EM LEÇA DA PALMEIRA, NO DIA 3 DE JUNHO, COMO NO CASTELO DA FOZ,

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães – EDIÇÃO ESPECIAL

24 de JUNHO DE 1128 – DATA DA FUNDAÇÃO DE PORTUGAL Por: Pedro Baptista * Comemora-se hoje, dia 24 de Junho e de São João, o 889º aniversário da fundação de Portugal como país independente. Com efeito, a vitória do

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães – EDIÇÃO ESPECIAL

24 de JUNHO DE 1128 – DATA DA FUNDAÇÃO DE PORTUGAL Por: Pedro Baptista * Comemora-se hoje, dia 24 de Junho e de São João, o 889º aniversário da fundação de Portugal como país independente. Com efeito, a vitória do

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (187)

ALMINHAS (3B) Uma vez mais por indicação do nosso Amigo José Carlos Oliveira, descobrimos na Freguesia de Aldoar, uma quinta Alminha. Situada na Rua de António Aroso, muito perto da Avenida da Boavista, lá está na parede de uma casa

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (187)

ALMINHAS (3B) Uma vez mais por indicação do nosso Amigo José Carlos Oliveira, descobrimos na Freguesia de Aldoar, uma quinta Alminha. Situada na Rua de António Aroso, muito perto da Avenida da Boavista, lá está na parede de uma casa

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (186)

RAUL BRANDÃO VEIO JANTAR CONNOSCO Na passada segunda-feira, 12 de Junho deste venturoso ano de 2017, pouco passava das 20h30, teve início, na Tasca do Bairro, o nosso local costumeiro para estas aventuras, o jantar convívio cujo convidado de honra

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (186)

RAUL BRANDÃO VEIO JANTAR CONNOSCO Na passada segunda-feira, 12 de Junho deste venturoso ano de 2017, pouco passava das 20h30, teve início, na Tasca do Bairro, o nosso local costumeiro para estas aventuras, o jantar convívio cujo convidado de honra

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (100)

O MAR DA FOZ   Ondas enormes batem no farol. Sentado na esplanada Do castelo da Foz Olho o mar Por entre camadas de sol E de nuvens de água feita em nada. Ouço das ondas a voz Que se

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (100)

O MAR DA FOZ   Ondas enormes batem no farol. Sentado na esplanada Do castelo da Foz Olho o mar Por entre camadas de sol E de nuvens de água feita em nada. Ouço das ondas a voz Que se

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (185)

O MOLHE DE CARREIROS (2) A 25 de Maio p.p., escrevi sobre o molhe de Carreiros e sobre o estado deplorável em que se encontrava (Carta nº183).   Passaram-se duas semanas e a A.P.D L., por certo que não por

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (185)

O MOLHE DE CARREIROS (2) A 25 de Maio p.p., escrevi sobre o molhe de Carreiros e sobre o estado deplorável em que se encontrava (Carta nº183).   Passaram-se duas semanas e a A.P.D L., por certo que não por