ULURU – UMA FORMAÇÃO ROCHOSA N0 INTERIOR DA AUSTRÁLIA. Por JOÃO MACHADO.

Uluru_Australia(1)
Pôr do sol em Uluru
Obrigado a Wikimedia Commons. Fotografia tirada por Thomas Schoch, em 2005

Uluru é o nome tradicional desta formação rochosa que fica no centro da Austrália. A altura de Uluru atinge 348 metros (868 m acima do nível do mar), o comprimento 2,5 quilómetros e o perímetro é de quase dez quilómetros.  É constituído por arenito, uma rocha sedimentar, sendo o feldspato e o quartzo os minerais com maior presença na sua composição. A maior parte da formação, extremamente compacta, está no subsolo. Forma um inselberg, uma elevação abrupta no meio de uma planície. Kata Tjuta, outra formação semelhante fica a cerca de 25 quilómetros para ocidente.

Uluru - 220px-Uluru_2
Arte rupestre em Uluru
Obrigado a Wikimedia Commons

Um dos primeiros europeus a ali chegar, no século XIX, chamou-lhe Ayers Rock, em honra de um governador provincial. Há vestígios de ocupação humana na região com mais de 10 000 anos. Foi ali criado o Parque Natural de Uluru – Kata Tjuta, com 1326 quilómetros quadrados de superfície, para preservar um ecossistema próprio de uma região desértica, com fauna e flora muito características, incluindo algumas espécies endémicas, cuja preservação tem de ser acautelada. A UNESCO registou o Parque como um World Heritage Site. Os aborígenes que habitam a região são os Anangu.  A propriedade do Uluru, a partir de 1985, foi reconhecida como pertencendo aos aborígenes locais, na condição de a administração pertencer ao serviço de Parques Nacionais. Embora os Anangu não concordem com o turismo, ele é intenso na região,  A escalada do Uluru, apesar da oposição dos aborígenes, que o consideram como um local sagrado, é um dos atractivos principais.

Leave a Reply