Posts Tagged: austrália

A INCAPACIDADE DE RESPOSTA DOS NEOLIBERAIS FACE ÀS SITUAÇÕES DE CATÁSTROFE: AUSTRÁLIA, REINO UNIDO E PORTUGAL COMO EXEMPLOS EMBLEMÁTICOS – IV – AS CONSEQUÊNCIAS GEOPOLÍTICAS DOS FOGOS FLORESTAIS NA AUSTRÁLIA. A TRAGÉDIA ESTÁ BEM DOCUMENTADA, MAS OS EFEITOS GLOBAIS POTENCIAIS NÃO – por ALLISON FEDIRKA

      The Geopolitical Consequences of Australia’s Wildfires. The tragedy has been well documented, but its potential global effects have not, por Allison Fedirka GPF – Geopolitical Futures, 20 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques

A INCAPACIDADE DE RESPOSTA DOS NEOLIBERAIS FACE ÀS SITUAÇÕES DE CATÁSTROFE: AUSTRÁLIA, REINO UNIDO E PORTUGAL COMO EXEMPLOS EMBLEMÁTICOS – IV – AS CONSEQUÊNCIAS GEOPOLÍTICAS DOS FOGOS FLORESTAIS NA AUSTRÁLIA. A TRAGÉDIA ESTÁ BEM DOCUMENTADA, MAS OS EFEITOS GLOBAIS POTENCIAIS NÃO – por ALLISON FEDIRKA

      The Geopolitical Consequences of Australia’s Wildfires. The tragedy has been well documented, but its potential global effects have not, por Allison Fedirka GPF – Geopolitical Futures, 20 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques

A DISTOPIA DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS DA AUSTRÁLIA – UMA OUTRA ENTRADA PARA O BOLETIM NEOLIBERAL – por BILL MITCHELL

Australia’s bushfire dystopia – another entry for the neoliberal report card, por Bill Mitchell Bill Mitchell – Modern Monetary Theory, 9 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A crise da Austrália É difícil sentir

A DISTOPIA DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS DA AUSTRÁLIA – UMA OUTRA ENTRADA PARA O BOLETIM NEOLIBERAL – por BILL MITCHELL

Australia’s bushfire dystopia – another entry for the neoliberal report card, por Bill Mitchell Bill Mitchell – Modern Monetary Theory, 9 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A crise da Austrália É difícil sentir

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão). Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 (2ª

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão). Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 (2ª

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 21/02/ a 27/02/2016 A semana teve como acontecimentos mais noticiados: O orçamento do estado português para 2016, aprovado pela primeira vez por uma maioria dita de “esquerda”; as repetidas advertências do exterior, acompanhadas de sanções anunciadas,

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 21/02/ a 27/02/2016 A semana teve como acontecimentos mais noticiados: O orçamento do estado português para 2016, aprovado pela primeira vez por uma maioria dita de “esquerda”; as repetidas advertências do exterior, acompanhadas de sanções anunciadas,

FLASH MOB – UMA IMPROVISAÇÃO NO CAFÉ ARGO em ADELAIDE, AUSTRÁLIA – AGOSTO de 2013

Obrigado ao Café Argo on the Parade, em Adelaide, Austrália, e ao seu pessoal. O improviso pode não ter sido muito bom, mas os presentes parece que se divertiram bastante.

FLASH MOB – UMA IMPROVISAÇÃO NO CAFÉ ARGO em ADELAIDE, AUSTRÁLIA – AGOSTO de 2013

Obrigado ao Café Argo on the Parade, em Adelaide, Austrália, e ao seu pessoal. O improviso pode não ter sido muito bom, mas os presentes parece que se divertiram bastante.

FLASH MOB – NATAL na ESTAÇÃO CENTRAL – SIDNEY, AUSTRÁLIA – LEONARD COHEN – DEZEMBRO de 2011

Obrigado a M O’Malley Gray, ao coro SingUp!, elementos  da orquestra de Câmara de Sidney e ao Youtube. Dance me to the end of love, de Leonard Cohen Vejam ainda em: http://song-happy.blogspot.pt/2011/12/christmas-flash-mob.html  

FLASH MOB – NATAL na ESTAÇÃO CENTRAL – SIDNEY, AUSTRÁLIA – LEONARD COHEN – DEZEMBRO de 2011

Obrigado a M O’Malley Gray, ao coro SingUp!, elementos  da orquestra de Câmara de Sidney e ao Youtube. Dance me to the end of love, de Leonard Cohen Vejam ainda em: http://song-happy.blogspot.pt/2011/12/christmas-flash-mob.html  

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 18/10 a 24/10/2015 Como se previa o Presidente da República indigitou Passos Coelho para formar governo Em comunicação ao país na passada quinta-feira dia 22/10/2015 o Presidente da República indigitou, de acordo com os resultados eleitorais

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 18/10 a 24/10/2015 Como se previa o Presidente da República indigitou Passos Coelho para formar governo Em comunicação ao país na passada quinta-feira dia 22/10/2015 o Presidente da República indigitou, de acordo com os resultados eleitorais

FLASH MOB AFRICA – MELBOURNE DJEMBE – 29 de Junho de 2013

Melbourne Djembe – Bourke St Mall Flash Mob – 29th June 2013 Obrigado ao Melburne Djembe, Bassidi Kone, Yoshitomo Sonada, Mitzi McRae e ao Youtube  

FLASH MOB AFRICA – MELBOURNE DJEMBE – 29 de Junho de 2013

Melbourne Djembe – Bourke St Mall Flash Mob – 29th June 2013 Obrigado ao Melburne Djembe, Bassidi Kone, Yoshitomo Sonada, Mitzi McRae e ao Youtube  

Discriminação racial na Austrália – por Carlos Loures

Um artigo de John Pilger publicado há semanas no London Daily Mirror, chama a atenção para o facto de a discriminação racial dos aborígenes australianos não ser menos desumana do que o apartheid sul africano, passando mais despercebida . E

Discriminação racial na Austrália – por Carlos Loures

Um artigo de John Pilger publicado há semanas no London Daily Mirror, chama a atenção para o facto de a discriminação racial dos aborígenes australianos não ser menos desumana do que o apartheid sul africano, passando mais despercebida . E

ULURU – UMA FORMAÇÃO ROCHOSA N0 INTERIOR DA AUSTRÁLIA. Por JOÃO MACHADO.

Uluru é o nome tradicional desta formação rochosa que fica no centro da Austrália. A altura de Uluru atinge 348 metros (868 m acima do nível do mar), o comprimento 2,5 quilómetros e o perímetro é de quase dez quilómetros.  É

ULURU – UMA FORMAÇÃO ROCHOSA N0 INTERIOR DA AUSTRÁLIA. Por JOÃO MACHADO.

Uluru é o nome tradicional desta formação rochosa que fica no centro da Austrália. A altura de Uluru atinge 348 metros (868 m acima do nível do mar), o comprimento 2,5 quilómetros e o perímetro é de quase dez quilómetros.  É

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – Machassusetts

O conjunto musical “The Bee Gees” foi constituído pelos irmãos Gibb, (Barry o mais velho e os gémeos Robin e Maurice) oriundos da Isle of Man, localizada entre a Grã-Bretanha e a Irlanda. Em 1958 a família Gibb decidiu ir

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – Machassusetts

O conjunto musical “The Bee Gees” foi constituído pelos irmãos Gibb, (Barry o mais velho e os gémeos Robin e Maurice) oriundos da Isle of Man, localizada entre a Grã-Bretanha e a Irlanda. Em 1958 a família Gibb decidiu ir

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – I’ll never find another you

O grupo de música “folk” australiano “The Seekers” formou-se em 1963 e teve como elementos Judith Durham, Athol Guy, Keith Potger, Bruce Woodley. A carreira desta banda iniciou-se na Austrália, onde editaram o primeiro álbum intitulado “Introducing The Seekers”. Tendo

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – I’ll never find another you

O grupo de música “folk” australiano “The Seekers” formou-se em 1963 e teve como elementos Judith Durham, Athol Guy, Keith Potger, Bruce Woodley. A carreira desta banda iniciou-se na Austrália, onde editaram o primeiro álbum intitulado “Introducing The Seekers”. Tendo