IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (24)

imagenspoesia1

 

NA SALA OVAL – POEMA A JOANA

Le Nid du Rest
Le Nid du Rest

 

 

Na sala oval
Joana esperava.
O corpo nu
Como nascera …
Tal e qual.

Tinha o cabelo ao vento
À janela desferrada
E a flor erecta, acordada
Lançava no ar um lamento

Joana esperava,
Pelo tempo
Que havia de vir,
E mesmo enjoada
Esperava, esperava
Sabendo do contratempo
Ouvindo mentir.

Sua vida fora madrasta
E a sua existência gasta
Em muitos e muitos regaços
Sem lhe darem alibi.
E apesar da cor dos Paços
E de todos os seus fracassos
A Esperança vivia ali.

(In Uma, Duas Vezes e Três)

3 Comments

Leave a Reply