IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (102)

OS CAMINHOS DOS MEUS DIAS

Trocaria
O teu corpo pelo meu
Se os meus dedos te não percebessem
E os meus olhos de ti se perdessem
Para que, tocando-me
Te aprender
E saber
Dos caminhos por onde seguias.

.
Trataria
Cada átomo meu como se fosse teu
Procurando que me recebessem
E aos poucos me entendessem
Para que, sabendo-me
Te aprender
E saber
Dos momentos em que gemias.

.
Amaria então
O teu corpo como se fosse meu
Sabendo que me entenderias
E que tudo por mim farias
Para que, mesmo errando-me
Me entenderes
E saberes
Dos caminhos dos meus dias.

 

 

 

About José Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

2 comments

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (102) | joanvergall

  2. maria filomena couto soares

    Amei este poema. Lindo, sentido, até comove.
    Beijos, meu amigo Zé Fernando!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: