IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (110)

 

PROCURO O DESTINO DAS PALAVRAS

 

Procuro a vida secreta

Que entrevejo nas palavras

Na rima

Na imagem

No sabor e no cheiro

E não sei qual a minha meta.

Ignoro por onde vou

Que letras virão ao meu encontro,

Que segredo, que fuga

Que privilégio

Que farinha de moleiro

Que música discreta.

Uma atracção difícil

Por caminhos usuais

Um sabor esquisito

Cheio de lamentos

E revoltas,

Rumores

Denúncias fatais

E escravas,

Imagens soltas

Paixões estranhas,

Sacrilégios,

E coisas que tais,

Que em mim ficam

Como um fóssil

Clamando um grito

Com letras bravas

Com sinais

Entre a vida e a morte,

Entre a denúncia e o choro,

E com sorte,

Descobrir sem conflito

O destino das palavras.

 

.

About José Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

2 comments

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (110) | joanvergall

  2. Rachel Gutiérrez

    Bonito e inspirado, como sempre, caro José ! abraço grato da
    Rachel

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: