IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (128)



HOJE PRECISEI DE TI



 
Hoje precisei de ti
De madrugada,
Era para ser só hoje.
Na penumbra
Da sala gelada,
Vi uma sombra de ti
Um sorriso qualquer
Uma palavra qualquer
Mesmo sem a tua presença.
Precisei encontrar-te
Em qualquer lado,
E chorei lágrimas de ti
Num orgasmo atempado.
Era para ser só hoje
De madrugada
Precisei de ti
É o meu fado
E apesar da tua presença falhada
Não morri,
Vivo para estar a teu lado.

.
.


About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

2 comments

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (128) | joanvergall

  2. Rachel Gutiérrez

    Muito comovente, caro José. abraço da
    Rachel

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: