Posts Tagged: Literatura

A GALIZA COMO TAREFA – propaganda – Ernesto V. Souza

Resulta interessante considerar como a noção que hoje temos a respeito do que é a Literatura é aplicada a todas as manifestações das escritas antepassadas. Fazemos com tudo, é verdade, interpretando e dando sentido ao passado, a cada vez, em

A GALIZA COMO TAREFA – propaganda – Ernesto V. Souza

Resulta interessante considerar como a noção que hoje temos a respeito do que é a Literatura é aplicada a todas as manifestações das escritas antepassadas. Fazemos com tudo, é verdade, interpretando e dando sentido ao passado, a cada vez, em

CARLOS MATOS GOMES E A LITERATURA DA GUERRA COLONIAL – por MANUEL SIMÕES

Embora a literatura da guerra colonial seja um “género” ainda com grande vitalidade, podemos já hoje avaliar – ainda que provisoriamente – qual o peso específico que o tema adquiriu na literatura portuguesa, a partir da data mítica do 25

CARLOS MATOS GOMES E A LITERATURA DA GUERRA COLONIAL – por MANUEL SIMÕES

Embora a literatura da guerra colonial seja um “género” ainda com grande vitalidade, podemos já hoje avaliar – ainda que provisoriamente – qual o peso específico que o tema adquiriu na literatura portuguesa, a partir da data mítica do 25

O NARCISISMO E POESIA NA LITERATURA por Rachel Gutiérrez

(Continuação) Esse Narciso que pode criar a si mesmo e o mundo outra vez é o poeta , pois o ato por meio do qual o homem se funda e se revela a si mesmo é a poesia, como afirmou

O NARCISISMO E POESIA NA LITERATURA por Rachel Gutiérrez

(Continuação) Esse Narciso que pode criar a si mesmo e o mundo outra vez é o poeta , pois o ato por meio do qual o homem se funda e se revela a si mesmo é a poesia, como afirmou

QUEREMOS O SUZUKI NO GOVERNO!

A aula começa e a professora diz: – Vamos ver quem conhece a história americana.  Quem disse: ‘Dê-me a liberdade ou a morte?’   Silêncio total na sala.   Apenas Suzuki levanta a mão: – ‘Patrick Henry em 1775, em Filadélfia’.

QUEREMOS O SUZUKI NO GOVERNO!

A aula começa e a professora diz: – Vamos ver quem conhece a história americana.  Quem disse: ‘Dê-me a liberdade ou a morte?’   Silêncio total na sala.   Apenas Suzuki levanta a mão: – ‘Patrick Henry em 1775, em Filadélfia’.

A GALIZA COMO TAREFA – literatura [nacional] – Ernesto V. Souza

Deem licença, mais uma vez, para perguntar sobre literatura, que neste mundo que andamos a sobressaltos, é difícil encontrar razão, em meio de tanto discurso e paixão nacional, religiosa, política. Deem, pois quem diria que começar o século XXI (todavia

A GALIZA COMO TAREFA – literatura [nacional] – Ernesto V. Souza

Deem licença, mais uma vez, para perguntar sobre literatura, que neste mundo que andamos a sobressaltos, é difícil encontrar razão, em meio de tanto discurso e paixão nacional, religiosa, política. Deem, pois quem diria que começar o século XXI (todavia

ARTISTAS UNIDOS – filme ÁLVARO LAPA: A LITERATURA, de JORGE SILVA MELO – ciclo A PALAVRA AOS ARTISTAS – 25 de Janeiro, pelas 18.30 – SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

E-Card Janeiro 2016 Convite | ÁLVARO LAPA: A LITERATURA | A PALAVRA AOS ARTISTAS | 25 de Janeiro Por ocasião da exposição Narrativa de uma Colecção – Arte Portuguesa na Colecção da Secretaria de Estado da Cultura (1960-1990), (actualmente no

ARTISTAS UNIDOS – filme ÁLVARO LAPA: A LITERATURA, de JORGE SILVA MELO – ciclo A PALAVRA AOS ARTISTAS – 25 de Janeiro, pelas 18.30 – SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

E-Card Janeiro 2016 Convite | ÁLVARO LAPA: A LITERATURA | A PALAVRA AOS ARTISTAS | 25 de Janeiro Por ocasião da exposição Narrativa de uma Colecção – Arte Portuguesa na Colecção da Secretaria de Estado da Cultura (1960-1990), (actualmente no

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (99)

O REGRESSO Estão, as Cartas do Porto, de regresso, depois de uns dias de “férias”. Como é meu hábito, desde há alguns anos, passei este tempo quase todo na minha cidade. Aqui tenho tudo! Tenho excelentes passeios para fazer. Tenho

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (99)

O REGRESSO Estão, as Cartas do Porto, de regresso, depois de uns dias de “férias”. Como é meu hábito, desde há alguns anos, passei este tempo quase todo na minha cidade. Aqui tenho tudo! Tenho excelentes passeios para fazer. Tenho

Revista da Semana por Luís Rocha

  De 18/01 a 25/01/2015 MAIS RELEVANTE DA SEMANA Mário Draghi o Presidente do Banco Central Europeu (BCE) anuncia injectar na Economia da Zona EURO 1,14 biliões de EUROS 22/01/2015   É um dia histórico para a zona euro. O

Revista da Semana por Luís Rocha

  De 18/01 a 25/01/2015 MAIS RELEVANTE DA SEMANA Mário Draghi o Presidente do Banco Central Europeu (BCE) anuncia injectar na Economia da Zona EURO 1,14 biliões de EUROS 22/01/2015   É um dia histórico para a zona euro. O

DIA DE LISBOA – LISBOA E OS LIVROS – por João Machado

Transcrito de Estrolabio   A primeira referência escrita que se encontra sobre Lisboa, feita por um romano, é a do académico Marco Terêncio Varrão (116 – 27, a. C.). Informa que as éguas locais concebem pelo vento, sem necessidade de

DIA DE LISBOA – LISBOA E OS LIVROS – por João Machado

Transcrito de Estrolabio   A primeira referência escrita que se encontra sobre Lisboa, feita por um romano, é a do académico Marco Terêncio Varrão (116 – 27, a. C.). Informa que as éguas locais concebem pelo vento, sem necessidade de

BREYTEN BREYTENBACH, UM RESISTENTE AO APARTHEID, EM LISBOA, NUMA CONFERÊNCIA e NO TEATRO – DIA 3 DE SETEMBRO

No dia 3 de Setembro, na sala 5.2, da Faculdade de Letras da Faculdade de Lisboa, das 15h às 17h, vai haver uma conversa com Breyten Breytenbach, escritor e pintor . Como opositor do regime de apartheid, refugiou-se em Paris,

BREYTEN BREYTENBACH, UM RESISTENTE AO APARTHEID, EM LISBOA, NUMA CONFERÊNCIA e NO TEATRO – DIA 3 DE SETEMBRO

No dia 3 de Setembro, na sala 5.2, da Faculdade de Letras da Faculdade de Lisboa, das 15h às 17h, vai haver uma conversa com Breyten Breytenbach, escritor e pintor . Como opositor do regime de apartheid, refugiou-se em Paris,

CASA FERNANDO PESSOA – CICLO INTERNACIONAL DE CONFERÊNCIAS “FERNANDO PESSOA: ENTRE FILOSOFIA E LITERATURA”

1ª Sessão: 11 de Julho, 18h30 Paulo Borges (Universidade de Lisboa) – Mistério trans-ontológico e transfiguração do mundo em Álvaro de Campos Cláudia Souza (Universidade de São Paulo) – Pessoa & Novalis: ressonâncias no espólio Nuno Ribeiro (Universidade Federal de

CASA FERNANDO PESSOA – CICLO INTERNACIONAL DE CONFERÊNCIAS “FERNANDO PESSOA: ENTRE FILOSOFIA E LITERATURA”

1ª Sessão: 11 de Julho, 18h30 Paulo Borges (Universidade de Lisboa) – Mistério trans-ontológico e transfiguração do mundo em Álvaro de Campos Cláudia Souza (Universidade de São Paulo) – Pessoa & Novalis: ressonâncias no espólio Nuno Ribeiro (Universidade Federal de