Posts Tagged: luta contra a ditadura

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – III

  (continuação)   (continua amanhã às 10 horas) ________ Para ler a parte II deste trabalho de Artur Pinto, publicada ontem em A Viagem dos Argonautas, clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/23/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-ii/ Para ler a parte IV deste trabalho de Artur Pinto, que será

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – III

  (continuação)   (continua amanhã às 10 horas) ________ Para ler a parte II deste trabalho de Artur Pinto, publicada ontem em A Viagem dos Argonautas, clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/23/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-ii/ Para ler a parte IV deste trabalho de Artur Pinto, que será

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – II

(continuação) (continua amanhã às 10 horas) Para ler a parte I deste trabalho de Artur Pinto, publicada ontem em A Viagem dos Argonautas, clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/22/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-i/ Para ler a parte III deste trabalho de Artur Pinto, que será publicada amanhã

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – II

(continuação) (continua amanhã às 10 horas) Para ler a parte I deste trabalho de Artur Pinto, publicada ontem em A Viagem dos Argonautas, clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/22/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-i/ Para ler a parte III deste trabalho de Artur Pinto, que será publicada amanhã

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – I

    (continua) Amanhã, 23 de Abril, publicaremos a segunda parte deste trabalho do Artur Pinto, também às 10 horas. Para ler a segunda parte deste trabalho de Artur Pinto clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/23/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-ii/  

A CRISE ACADÉMICA DE 1962 – OS ESTUDANTES CONTRA O REGIME, por ARTUR PINTO – I

    (continua) Amanhã, 23 de Abril, publicaremos a segunda parte deste trabalho do Artur Pinto, também às 10 horas. Para ler a segunda parte deste trabalho de Artur Pinto clique em: https://aviagemdosargonautas.net/2019/04/23/a-crise-academica-de-1962-os-estudantes-contra-o-regime-por-artur-pinto-ii/  

LANÇAMENTO de “MEMÓRIAS DE UMA FALSIFICADORA – A LUTA NA CLANDESTINIDADE PELA LIBERDADE EM PORTUGAL”, de MARGARIDA TENGARRINHA – AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, 25 de MAIO, às 18 horas, na UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO.

Em de 25  de Maio, às 18H00, realiza-se na sede da UPP o lançamento do livro de Margarida Tengarrinha “MEMÓRIAS DE UMA FALSIFICADORA – A Luta na Clandestinidade pela Liberdade em Portugal”. Esta iniciativa conjunta da Universidade Popular do Porto

LANÇAMENTO de “MEMÓRIAS DE UMA FALSIFICADORA – A LUTA NA CLANDESTINIDADE PELA LIBERDADE EM PORTUGAL”, de MARGARIDA TENGARRINHA – AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, 25 de MAIO, às 18 horas, na UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO.

Em de 25  de Maio, às 18H00, realiza-se na sede da UPP o lançamento do livro de Margarida Tengarrinha “MEMÓRIAS DE UMA FALSIFICADORA – A Luta na Clandestinidade pela Liberdade em Portugal”. Esta iniciativa conjunta da Universidade Popular do Porto

SINAIS DE FOGO – A VISÃO MARCELISTA DA DITADURA – JOÃO VARELA GOMES (1924/2018) – por Soares Novais

    O presidente Marcelo, sempre lesto a falar sobre tudo, demorou 48 horas a apresentar condolências à família de João Varela Gomes – “O primeiro capitão de Abril”. Em escassas três linhas, o filho do escolhido por Salazar para

SINAIS DE FOGO – A VISÃO MARCELISTA DA DITADURA – JOÃO VARELA GOMES (1924/2018) – por Soares Novais

    O presidente Marcelo, sempre lesto a falar sobre tudo, demorou 48 horas a apresentar condolências à família de João Varela Gomes – “O primeiro capitão de Abril”. Em escassas três linhas, o filho do escolhido por Salazar para

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – III

Ano 2017 FOTO DA CAPA: SOLDADOS DA 1ª COMPANHIA DO BATALHÃO Nº 2 DA G.N.R., AQUARTELADOS NAS JANELAS VERDES, SOB O COMANDO DO CAPITÃO VIEIRA, JUNTO AO MIRADOURO DE S. PEDRO DE ALCÂNTARA EM LISBOA, NO DE CURSO DA REVOLUÇÃO

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – III

Ano 2017 FOTO DA CAPA: SOLDADOS DA 1ª COMPANHIA DO BATALHÃO Nº 2 DA G.N.R., AQUARTELADOS NAS JANELAS VERDES, SOB O COMANDO DO CAPITÃO VIEIRA, JUNTO AO MIRADOURO DE S. PEDRO DE ALCÂNTARA EM LISBOA, NO DE CURSO DA REVOLUÇÃO

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – II

Ano 2017 FOTO DA CAPA: SOLDADOS DA 1ª COMPANHIA DO BATALHÃO Nº 2 DA G.N.R., AQUARTELADOS NAS JANELAS VERDES, SOB O COMANDO DO CAPITÃO VIEIRA, JUNTO AO MIRADOURO DE S. PEDRO DE ALCÂNTARA EM LISBOA, NO DE CURSO DA REVOLUÇÃO

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – II

Ano 2017 FOTO DA CAPA: SOLDADOS DA 1ª COMPANHIA DO BATALHÃO Nº 2 DA G.N.R., AQUARTELADOS NAS JANELAS VERDES, SOB O COMANDO DO CAPITÃO VIEIRA, JUNTO AO MIRADOURO DE S. PEDRO DE ALCÂNTARA EM LISBOA, NO DE CURSO DA REVOLUÇÃO

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – I

Ano 2017 Foto da capa: Soldados da 1ª Companhia do Batalhão Nº 2 da G.N.R., aquartelados nas Janelas Verdes, sob o comando do Capitão Vieira, junto ao miradouro de S. Pedro de Alcântara em Lisboa, no de curso da Revolução

UM MILITAR DA 1.ª REPÚBLICA NA LUTA PELA DEMOCRACIA – MANUEL ANTÓNIO VIEIRA (1874 – 1951) – por RUI ROSADO VIEIRA – I

Ano 2017 Foto da capa: Soldados da 1ª Companhia do Batalhão Nº 2 da G.N.R., aquartelados nas Janelas Verdes, sob o comando do Capitão Vieira, junto ao miradouro de S. Pedro de Alcântara em Lisboa, no de curso da Revolução