IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (42)

imagenspoesia1

UM GRITO MUDO

SONY DSC
Um grito mudo dobra as esquinas
E uma doce melodia sai da garganta
Do teu corpo arqueado

E toda tu és minha.
Abandonada naquela manta
És orvalho, és pomar
Amora silvestre, música, telhado.

Como é gostoso viver para te amar,
Mesmo que seja só por um bocado.

(In Uma, Duas Vezes e Três)

1 Comment

Leave a Reply