IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (42)

imagenspoesia1

UM GRITO MUDO

SONY DSC
Um grito mudo dobra as esquinas
E uma doce melodia sai da garganta
Do teu corpo arqueado

E toda tu és minha.
Abandonada naquela manta
És orvalho, és pomar
Amora silvestre, música, telhado.

Como é gostoso viver para te amar,
Mesmo que seja só por um bocado.

(In Uma, Duas Vezes e Três)

About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

One comment

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (42) | joanvergall

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: