IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (54)

imagenspoesia1

AMEI-TE LOUCAMENTE

 

Expo 17a 27-2 600x

Que é que foi? Que te fiz eu?
Porque me atormentas?
Limitei-me a deixar de ser
A viver a tua vida, e a não ver
Razão para que invoques o que lamentas
E o egoísmo que te consome
Encapotado em firmeza
Matou a minha sede, a minha fome
E a minha certeza.
Gostei de ti, amei-te loucamente
Deixei a minha casa, esqueci a minha gente
Por ti abandonei o meu modo de viver
Por momentos quis ser a tua imagem
Cheguei a pensar que morrer
(Por ti)
Era um acto de amor e não de coragem.

Quero chorar,
Não tenho lágrimas para provar
A tristeza que me consome.
Quero partir,
Não tenho caminhos para ir
Que matem a minha fome.
Fizeste-me infeliz,
Inseguro e carente,
Mas tudo foi porque eu quis.

Gostei de ti, amei-te loucamente.

 

 

1 Comment

Leave a Reply