ITÁLIA – CONTRA A EUROPA DOS BANQUEIROS E DA MAÇONARIA – CARTA ABERTA AOS APOIANTES DO MOVIMENTO CINCO ESTRELAS – M5S, por FERDINANDO IMPOSIMATO

italy_map_flag

Selecção, tradução e nota introdutória por Júlio Marques Mota 

imposimato-i

voce-delle-voci

Contra a Europa dos banqueiros e da Maçonaria –  Carta aberta aos apoiantes do Movimento Cinco Estrelas-  M5S

ferdinando-imposimato
Ferdinando Imposimato

Ferdinando Imposimato[1], Contro l’Europa di banchieri e massoni. Lettera aperta ai grillini

Voce delle voci, 10 Janeiro de 2017 

imposimato-ii

 

Queridos amigos do M5S, a vossa importância política e histórica não  vem  redimensionada mas sim reforçada pela decisão dos Liberais europeus para não aceitarem um acordo com o Movimento 5 Estrelas.

Pessoalmente, repudio esta Europa dos banqueiros e mações. As gentes do M 5S, mesmo com as suas limitações e os seus  erros são uma realidade da vida política e social da Itália e da Europa que não se vai apagar, uma herança da democracia, a única esperança para a mudança. E é ridículo o artigo de Repubblica de hoje, dia 10 de janeiro,  que fala de “Waterloo” do M5S, sem citar  e provar, o que mostraria um mínimo de vergonha, por conta de  Sorgenia, “O colosso da energia que é CIR, dirigida por  Carlo De Benedetti,  foi levado ao desastre para depois ser cortado e dividido pelos bancos,”, com um empréstimo de 600 milhões. Falarei  de  Waterloo, mas do Waterloo  de Sorgenia da família de Carlo De Benedetti, proprietário da Repubblica. No artigo de Repubblica de  10 de janeiro de  2017, dedicado à lista negra, não aparece o nome de Sorgenia nem  De Benedetti.

Se os  ideais europeus são aqueles  em que se baseiam personagens como Manuel Barroso e outros que, ao dirigirem a  Europa, faziam parte do grupo Bilderberg e eram conselheiros do Goldman Sachs, é melhor não fazer parte desta Europa. O grupo Bilderberg está envolvido na estratégia de tensão, como  escrevi no livro La Repubblica delle stragi impunite  em 2012. Isto resulta de  um documento de 1967 anexado para o indiciamento de Emilio Alessandrini (La Repubblica delle  stragi impunite, pág. 337), que até hoje não teve qualquer desmentido. Enquanto  esta Europa for dirigida  por esses personagens e outros que pertencem à mesma associação, melhor é não fazer parte dela.

Ferdinando Imposimato, sitio Voce, Contro l’Europa di banchieri e massoni. Lettera aperta ai grillini. Disponível em:_ http://www.lavocedellevoci.it/?p=9578

________

[1] Nota de Wikipédia: “Ferdinando Imposimato (born 9 April 1936) is an Italian magistrate, the Honorary President of the Supreme Court of Italy”

Ainda como referência: La rivista francese “Le Point” nel 1984 lo nomina “Uomo dell’Anno – Giudice Coraggio”; gli viene assegnato, inoltre, il premio dedicato a Carlo Alberto Dalla Chiesa, con il merito di aver proseguito la sua carriera a supporto della giustizia a dispetto delle numerose minacce subite da parte di esponenti mafiosi e dell’omicidio del fratello. I suoi meriti vengono riconosciuti a livello internazionale anche nei mesi seguenti: nel 1985, per esempio, il “Times” lo definisce “scudisciatore della mafia”, dedicandogli una pagina intera.

 

Leave a Reply