Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota

25-de-abril-sempre 2018

Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra

Por Júlio Marques Mota JULIO_MOTA

Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito de Abril de agora

Nesta adenda publico a resposta dada, e não pedida, de um Organismo do Ministério da Saúde, o Serviço Nacional de Saúde, resposta que é de arrepiar. Envio também a reação de uma ativista dos direitos cívicos face a esta resposta, a de um antigo Diretor Hospital quando se confrontou com a exposição agora enviada, a de um antigo ministro do tempo de Mário Soares, a de um antigo deputado do PS, a de um emigrante a residir desde há algumas décadas na Alemanha, a de uma emigrante a residir na Bélgica, dando-nos estes últimos a visão que têm os nossos emigrantes dos serviços de saúde em Portugal. Esclarecedora.

____________________________________________________________

1. Resposta do Ministério da Saúde via Serviço Nacional de Saúde:

atendimento@sns24.gov.pt

Anexos09:32 (há 7 horas)

para mim

Exmo Sr Júlio Marques Mota

O SNS 24 está disponível para:

Situações de doença e esclarecimento clínico onde pode ser atendido por um enfermeiro e caso se justifique ser encaminhado para uma instituição de saúde do SNS (serviço permanente);

Serviços informativos e administrativos, nomeadamente marcação de consultas nos CSP; dúvidas relacionadas com a área de cidadão (Portal SNS); Isenção de Taxas Moderadoras (serviços disponíveis das 8h às 22h nos dias úteis).

 – E-mail: atendimento@sns24.gov.pt

 – Telefone: 808 24 24 24

Se pretende esclarecer dúvidas sobre uma unidade de saúde em específico, consulte informações e contactos em https://www.sns.gov.pt/sns/pesquisa-prestadores/.

Se pretende submeter Reclamações, Elogios e Sugestões sobre o Serviço Nacional de Saúde, contacte a Entidade Reguladora da Saúde, através de: 

Contacto Geral  Website: https://www.ers.pt/

Horário: 9h às 17h30  Telefone: 222 092 350 Fax: 222 092 351 E-mail: geral@ers.pt

Call Center ERS

Horário: 9h às 17h30 Telefone: 309 309 309

Com os nossos melhores cumprimentos

Carla Cristina Filipe Carvalho

SNS 24 – 808 24 24 24 https://www.sns24.gov.pt/

__________________________________________________________________

2. Comentário de uma ativista de direitos cívicos

que horror, Júlio, a cidadania rejeita e alerta sobre este género de gestão da res publica e bens públicos.

estamos juntos

esta coisa é uma resposta externalizada e automatizada de um call-center e merece, pela negativa, ser copy-pasted e enviada para:

portal do governo: PM e Ministro das Finanças

jornais – Carta ao Editor

Blogues/ Facebook/Twitter: Carta Aberta

Provedor do Utente

Provedor do Cidadão

Provedor do Contribuinte

quem será esta senhora Carla Cristina Filipe Carvalho, que nem leu a sua carta? será um robot? uma inteligência artificial?

merece investigação e perguntas com alguns telefonemas

um abraço solidário

LM

_________________________________________________________________

3. Comentário de um antigo administrador hospitalar

Caro Professor

Saúde.

Sobre o seu desabafo, que compreendo, e não sendo médico mas um simples administrador aposentado, sugeria, para resolver o problema da neta com celeridade aceitável, que consultasse os sítios da Idealmed ou Sanfil, NET, onde há uma pleiade de médicos da área clínica em causa, que poderão resolver a questão. Quanto a pagamento, e no pressuposto que sua filha não tem cobertura em qualquer subsistema de seguro de saúde, público ou privado, tem duas alternativas: ou paga a tabela estabelecida ou serve-se do “vaucher” que me pareceu já ter ou que lhe passariam para a miúda ser tratada cá fora. Mas neste caso não sei se não estará condicionado pela indicação oficial da instituição ou instituições com protocolo quanto a escolha de médico.

Não terei ajudado, mas a intenção é boa.

Um abraço

JR.

_____________________________________________________________

4. De um antigo ministro de Mário Soares:

É efectivamente uma vergonha. Acho que devia mandar tudo para Ordem dos Médicos, Ordem dos Enfermeiros, Assembleia da Republica e Grupos Parlamentares e depois em função do que acontecesse entregar tudo a um jornal que se interesse por este tipo de situação ou televisão.

AS.

_____________________________________________________________

5. De um antigo deputado do PS:

Caro Professor

Com base na minha experiência, que é antiga, prevejo que não receberá qualquer resposta.

Abraço

H.

_____________________________________________________________

6. Reação de um antigo colega de escola primária, há mais de 50 anos a residir na Alemanha

Meu caro amigo

Não passando eu de um quase analfabeto, não posso deixar de condenar a resposta que te foi dada pela tal “senhora” robot.

Infelizmente, aqueles que chegam ao poleiro, esquecem muito facilmente todos os outros. Confesso-me por isso desiludido com o sistema que, a meu ver deveria ser um exemplo para toda a Europa, actualmente governada por uma direita neo-liberal e nalguns casos direi mesmo neo-fascista. Sempre pensei que esta geringonça, que sempre apoiei, fizesse mais pelos cidadãos pensando sobretudo naqueles que, como nós, nasceram e são pobres. Também eu, como tu, recordo por vezes a nossa juventude, embora me não tenha deixado saudades, e tenho-me esforçado por transmitir aos meus filhos o exemplo que tu representas para mim. Recordo-me perfeitamente da tua coragem de então, éramos ainda umas crianças, ao escreveres ao Ministro. Obrigado amigo por teres tido a coragem de levares aos nossos governantes de hoje este caso que, infelizmente é o de muitos milhares de crianças do nosso País ou, melhor ainda é o problema de milhares de cidadãos do nosso País. Como sabes vivo há mais de meio século fora de Portugal e é por causa deste problema da saúde para ricos e para pobres que tenho medo de, tomar a iniciativa de regressar ao nosso País, dando assim cumprimento aquele que foi o meu sonho de todos os anos em que trabalhei e foram quase cinquenta.

Um grande abraço e espero, e faço votos para que as respostas do senhor Primeiro Ministro, do Senhor Ministro de Saúde bem como dos senhores deputados nos tragam mais esperanças do que aquela que recebeste da “senhora” robot.

Z.E.

Gesendet: Freitag, 13. April 2018 um 18:22 Uhr

Von: “Julio Mota” <jmarquesmota2016@gmail.com>

An: undisclosed-recipients: Betreff: Kein Betreff

___________________________________________________________

7. Na sequência do texto anterior diz-me uma portuguesa a residir em Bruxelas:

“ Bom Dia, Júlio

sim, esse é também o meu receio, por mim e pelos meus amigos belgas um pouquito mais velhos que se sentem atraídos por Portugal”.

___________________________________________________________

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: