Posts Tagged: 25 de abril

“SEI QUE ESTÁS EM FESTA, PÁ!” por Luísa Lobão Moniz

A Revolução dos Cravos devolveu a Liberdade e a Liberdade não existe se não se puder informar todas as pessoas do que se passa nos países onde vivemos. A informação sobre questões sociais corre o risco de muitos pensarem que

“SEI QUE ESTÁS EM FESTA, PÁ!” por Luísa Lobão Moniz

A Revolução dos Cravos devolveu a Liberdade e a Liberdade não existe se não se puder informar todas as pessoas do que se passa nos países onde vivemos. A informação sobre questões sociais corre o risco de muitos pensarem que

A MINHA LIBERDADE por Luísa Lobão Moniz

Libertamo-nos da ditadura, conquistamos a democracia, perdemos o medo, fizemos a descolonização, alfabetizamos o povo, demos água e luz, podemos dizer não, temos liberdade de expressão, respeitamos as diferentes opções sexuais, lutamos pelos direitos da mulher, da criança, das minorias,

A MINHA LIBERDADE por Luísa Lobão Moniz

Libertamo-nos da ditadura, conquistamos a democracia, perdemos o medo, fizemos a descolonização, alfabetizamos o povo, demos água e luz, podemos dizer não, temos liberdade de expressão, respeitamos as diferentes opções sexuais, lutamos pelos direitos da mulher, da criança, das minorias,

25 de Abril, hoje. Por Francisco Tavares

 por Francisco Tavares em 25 de Abril de 2019 Como dizia o Zeca, Grândola Vila morena Terra da fraternidade O povo é quem mais ordena Dentro de ti ó Cidade Mas, hoje, 25 de Abril de 2019, será ainda assim?

25 de Abril, hoje. Por Francisco Tavares

 por Francisco Tavares em 25 de Abril de 2019 Como dizia o Zeca, Grândola Vila morena Terra da fraternidade O povo é quem mais ordena Dentro de ti ó Cidade Mas, hoje, 25 de Abril de 2019, será ainda assim?

A propósito de uma exposição enviada ao Primeiro-ministro, ao Ministro da saúde, ao Hospital Pediátrico de Coimbra, e de um texto de reflexão sobre o 25 de Abril de outrora e o 25 de Abril de agora, uma precisão adicional aqui vos deixo. Por Júlio Marques Mota

A propósito de uma exposição enviada ao Primeiro-ministro, ao Ministro da saúde, ao Hospital Pediátrico de Coimbra, e de um texto de reflexão sobre o 25 de Abril de outrora e o 25 de Abril de agora, uma precisão adicional

A propósito de uma exposição enviada ao Primeiro-ministro, ao Ministro da saúde, ao Hospital Pediátrico de Coimbra, e de um texto de reflexão sobre o 25 de Abril de outrora e o 25 de Abril de agora, uma precisão adicional aqui vos deixo. Por Júlio Marques Mota

A propósito de uma exposição enviada ao Primeiro-ministro, ao Ministro da saúde, ao Hospital Pediátrico de Coimbra, e de um texto de reflexão sobre o 25 de Abril de outrora e o 25 de Abril de agora, uma precisão adicional

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (231)

  A LINGUETA DO CANTO DA PONTE O porto comercial do Porto, possuía vários lugares de amarração de navios, cujos nomes lhes foram dados, na sua maioria, pelas gentes que trabalhavam na barra. Em muitos desses pontos de amarração existiam

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (231)

  A LINGUETA DO CANTO DA PONTE O porto comercial do Porto, possuía vários lugares de amarração de navios, cujos nomes lhes foram dados, na sua maioria, pelas gentes que trabalhavam na barra. Em muitos desses pontos de amarração existiam

Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota

Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito de

Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota

Adenda sobre a carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito de

Carta de Júlio Marques Mota enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra.

Carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito de Abril de agora.   Coimbra,

Carta de Júlio Marques Mota enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra.

Carta enviada ao Primeiro-Ministro, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito de Abril de agora.   Coimbra,

Sobre uma carta enviada ao Primeiro-ministro António Costa, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota

Sobre uma carta enviada ao Primeiro-ministro António Costa, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito

Sobre uma carta enviada ao Primeiro-ministro António Costa, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra. Por Júlio Marques Mota

Sobre uma carta enviada ao Primeiro-ministro António Costa, ao Ministro da Saúde e ao Diretor do Hospital Pediátrico de Coimbra Por Júlio Marques Mota  Algumas reflexões em torno do espírito de Abril de outrora e algumas lágrimas sobre o espírito

25 de ABRIL – ADÃO CRUZ

O Vinte e cinco de Abril é um poema universal. É muito difícil entender a alma quase cósmica dos valores, dos princípios, e dos magníficos versos deste profundo poema. Recordar o 25 de Abril não é relembrar apenas o facto

25 de ABRIL – ADÃO CRUZ

O Vinte e cinco de Abril é um poema universal. É muito difícil entender a alma quase cósmica dos valores, dos princípios, e dos magníficos versos deste profundo poema. Recordar o 25 de Abril não é relembrar apenas o facto

DIÁSPORA. OPERAÇÃO VIRAGEM HISTÓRICA, por Moisés Cayetano Rosado.

Fernando Mão de Ferro, el incansable editor de Edições Colibri, que tiene en su catálogo las principales publicaciones salidas de y sobre Alentejo, me acaba de proporcionar un libro extraordinario, recién sacado de la imprenta, sobre lo que conocemos como

DIÁSPORA. OPERAÇÃO VIRAGEM HISTÓRICA, por Moisés Cayetano Rosado.

Fernando Mão de Ferro, el incansable editor de Edições Colibri, que tiene en su catálogo las principales publicaciones salidas de y sobre Alentejo, me acaba de proporcionar un libro extraordinario, recién sacado de la imprenta, sobre lo que conocemos como

O 25 DE ABRIL DE TODAS AS CONSPIRAÇÕES- por Carlos de Matos Gomes

A partir do Verão de 1973 todas as fações do regime, todas as personalidades marcantes e todas as instituições conspiram uns com os outros ou contra os outros. A partir do Verão de 1973 todas as fações do regime tinham

O 25 DE ABRIL DE TODAS AS CONSPIRAÇÕES- por Carlos de Matos Gomes

A partir do Verão de 1973 todas as fações do regime, todas as personalidades marcantes e todas as instituições conspiram uns com os outros ou contra os outros. A partir do Verão de 1973 todas as fações do regime tinham