Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto 1. Por enquanto, a zona euro é um fracasso


Por enquanto, a zona euro é um fracasso

(Patrick Artus, 05 de Setembro de 2018)

SG1

 

Por enquanto, podemos considerar que a zona euro é um fracasso, uma vez que não observamos nela as características esperadas numa União Económica e Monetária:

  1. a mobilidade dos capitais entre os países da área do euro desapareceu desde a crise de 2010-2013 na zona euro;
  2. o comércio entre os países da zona euro não beneficiou tanto quanto seria de esperar da integração monetária e económica;

As empresas europeias de novas tecnologias não aproveitaram a presença do mercado único para se desenvolverem.

Por conseguinte, a zona do euro não permite atualmente que as poupanças sejam investidas onde são mais eficazes na zona do euro e não mostrou um efeito significativo a nível do mercado único.

A primeira fraqueza da zona euro: o desaparecimento da mobilidade de capitais entre países

Uma das motivações essenciais para a criação de uma União Monetária é promover, através do desaparecimento do risco cambial, a mobilidade do capital entre países, o que permite que a poupança financie  investimentos na União Monetária onde os investimentos são mais rentáveis.

No entanto, desde a crise de 2010-2013 na zona  euro, a mobilidade de capitais desapareceu entre os países da zona  euro. Uma tal situação  deve-se ao  facto do excedente externo da Alemanha e dos Países Baixos já não tem como contrapartida o défice externo dos outros países da zona  euro, mas sim por um excedente externo global da zona euro (Gráfico 1).

sg2

Em particular, os países periféricos da zona  euro tiveram de fazer desaparecer  os seus défices externos comprimindo  a sua procura interna (Gráficos 2ª/b).

sg3

Conclusão: Por conseguinte, a unificação monetária já não proporciona à zona  euro a capacidade de transferir as poupanças para financiar os investimentos mais eficientes.

Segunda deficiência da zona euro:

  1. o comércio entre países não foi significativamente impulsionado pelo mercado único
  2. a livre circulação de bens e serviços e o desaparecimento do risco cambial deverão normalmente conduzir, numa União Monetária, a um aumento do comércio entre países.

Os Gráficos 3a a 3i mostram que, destes nove países da área do euro, apenas um (Finlândia) registou um aumento do peso das suas exportações para a zona euro no total das suas exportações, aumento esse  superior ao aumento do PIB da zona euro relativamente ao PIB mundial.

sg4

sg5sg6

Por conseguinte, o mercado único não impulsionou significativamente o comércio entre os países da zona  euro.

Terceira deficiência da zona euro, o grande mercado único não levou ao aparecimento  de grandes empresas das Novas Tecnologias.

O mercado interno da zona euro é apenas 30% inferior ao dos Estados Unidos em termos de PIB e maior em termos de população (Gráficos 4a/b).

sg7

No entanto, surgiram grandes empresas de Nova Tecnologia nos Estados Unidos e não na zona  euro (Figura 5), apesar da grande dimensão do mercado interno da área do euro.

Resumo: porque é que no total podemos dizer que a zona euro é um fracasso.

Espera-se normalmente que a criação de uma União Económica e Monetária:

  1. aumente a mobilidade dos capitais entre as regiões desta União, facilitando assim o financiamento dos investimentos mais eficientes;
  2. aumente o comércio entre as regiões desta União;
  3. promova a criação de grandes empresas de novas tecnologias que se desenvolvem no grande mercado interno da União.

 Nenhum destes três objetivos está atualmente a ser alcançado na zona do euro


O segundo texto desta série será publicado amanhã, 20/02/2019, 22h


Tradução de Júlio Marques Mota – Fonte aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: