UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (309)

 

.

VI COLÓQUIO INTERNACIONAL CAMINHOS DE SANTIAGO

Gastronomia no Caminho

.

Realizou-se nos dias 15 e 16 de Novembro o VI Colóquio Internacional Caminhos de Santiago, cujo tema foi “Gastronomia no Caminho”.

Foram dezoito os palestrantes, oriundos de Portugal, Espanha, França e Brasil, que em São Pedro de Rates nos brindaram com os seus conhecimentos.

António Céspedes Mimbrero, de Sevilha, apresentou “Gastronomia en el Caminho Jacobeo de la Frontera”.

Laureano Tomás Sapiña, de Sevilha, presenteou os conferencistas e convidados, com a confecção de duas paellas e um arroz à Valenciana de excepcional qualidade. Este manjar “dos deuses” foi apresentado no Museu do Linho.

Estefania López Salas, da Corunha, apresentou “Sobre los espacios para alimentar el cuerpo en San Julián de Samos: Rito y Arquitectura”.

José Augusto Maia Marques, da Maia, apresentou “Um Caminho de Cozinhas”.

Jean-Claude Benazet, de França, compositor da letra de ULTREIA, apresentou “Três libros para resumir el nexo entre Caminho de Santiago y Gastronomia”.

Carlos Madadelo, da Covilhã, falou de “Caminho de Séculos, quilómetros e sabores”.

José Fernando Magalhães, do Porto, falou de “Os Caminhos do Norte e a Gastronomia”.

Arlindo de Magalhães Ribeiro da Cunha, do Porto, apresentou “Caminhar … caminhar”.

Flávio Avelino de Novais, de S. Salvador da Baía, apresentou “Santiago nos Caminhos da Bahia”.

José Valle de Figueiredo, de Tondela, falou de “Ao Tom do Caminho de Santiago”.

Agnelo Laranjeira, de Tondela, falou do “Albergue de Santiago de Besteiros”.

Rosa Mendez Fonte, de Ferrol, apresentou “El Camiño através de los sentidos”.

José Ramón Yzquierdo Perrin, da Corunha, apresentou “La iconografia del banquete en construciones galegas desde el último tercio del siglo XI hasta medianos del XIII”.

Manuel José Araújo Rodrigues, do Porto, falou dos “Refeitórios Espirituais no Porto ao longo dos tempos”.

Rafael Sanchez Bargiela, de Tui, falou de “Notícia dunha peregrinacion a pé pelo Camiño Portugues a finais do século XIX”.

Francisco Singul, de Santiago de Compostela, apresentou “Vinho, imaginário e cultura na peregrinação a Santiago de Compostela na Idade Média”.

.

LUÍS FERREIRA – LUÍS DIAMANTINO – PAULO JOÃO LOPES DA SILVA – PADRE MANUEL SÁ RIBEIRO

 

ANA RITA ALMEIDA

 

                                                           PAULO SÁ MACHADO

 

MANUEL COSTA

 

ANTÓNIO CÉSPEDES MIMBRERO

 

LAUREANO TOMÁS SAPIÑA

 

ESTEFANIA LÓPEZ SALAS

 

JOSÉ AUGUSTO MAIA MARQUES

 

JEAN-CLAUDE BENAZET

 

CARLOS MADALENO

 

JOSÉ FERNANDO MAGALHÃES

 

ARLINDO MAGALHÃES RIBEIRO DA CUNHA

 

FLÁVIO AVELINO DE NOVAIS

 

JOSÉ VALLE DE FIGUEIREDO

 

AGNELO LARANJEIRA

 

ROSA MENDEZ FONTE

 

RAMÓN YZQUIERDO PERRIN

 

MANUEL JOSÉ ARAÚJO RODRIGUES

 

RAFAEL SANCHEZ BARGIELA

 

FRANCISCO SINGUL

 

PAULO SÁ MACHADO

.

.

Como nas edições anteriores, este Colóquio trouxe novos conhecimentos e novas abordagens aos Caminhos de Santiago, desta vez no que concerne à temática “gastronomia”.

Os cheiros e os olhares marcam cada viagem, e o cansaço da caminhada merece ser recompensado com os sabores únicos de um bom alimento.

.

.

Na sessão de encerramento actuou o Coral Ensaio da Escola de Música da Póvoa de Varzim.

.

CORAL ENSAIO da ESCOLA de MÚSICA da PÓVOA de VARZIM

Ao longo do dia e meio que durou este Colóquio, a par da excelência das intervenções, devemos realçar o óptimo acolhimento que tivemos da parte da Junta de Freguesia de S. Pedro de Rates na pessoa do seu Presidente Dr. Paulo João Lopes da Silva, e do Comissário Geral destes Colóquios, Dr. Paulo Sá Machado.

De destacar ainda a presença da Dra. Ana Rita Almeida, Presidente da Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago, do Dr. Manuel Costa, Director da Biblioteca da Póvoa de Varzim, do Dr. Luís Diamantino, Vice-Presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, da Dra. Lucinda Amorim, Vereadora do Turismo da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, e do Dr. Luís Ferreira, em representação da Secretaria de Estado da Cultura.

.

O Coral Ensaio da Escola de Música da Póvoa de Varzim, abrilhantou a sessão de encerramento com várias trechos de excepcional execução, de que destaco uma versão de UlLTREIA que aqui apresento

.

 

.

.

.

IGREJA DE SÃO PEDRO DE RATES

 

MONUMENTO AO EMIGRANTE – MONTE SÃO FÉLIX

.

.

.

 

About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

10 comments

  1. Pingback: UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (309) | joanvergall

  2. Adriano Silva

    Adorei. Belíssima reportagem. Pena não poder ter ido…

    Liked by 1 person

  3. Mário Fleming

    Deve ter sido muito interessante a avaliar pelo teor das apresentações. Infelizmente estive impossibilitado de estar presente.

    Liked by 1 person

  4. Pingback: UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães – Asociación Villae Naevae-Camino de Santiago de la Frontera

  5. Muchas gracias a todos en nombre de la Asociacion Villae Naevae/Camino Jacobeo de la Frontera y en el mío propio por la atención prestada hacia nosotros, en especial al Sr. Jose Fernando Magalhaes por esta magnifica presentacion, al Dr. Paulo Sa Machado y al Sr. PAULO JOÃO LOPES DA SILVA. Gracias

    Liked by 1 person

  6. Agnelo Laranjeira

    Excelente reportagem. Parabéns José Magalhães e obrigado pela amizade…

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: