Posts Tagged: análise política

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – GRÃ-BRETANHA: AS RAZÕES DE UMA DERROTA – LUTO E ORGANIZAÇÃO, por TARIQ ALI

  Faire son deuil et s’organiser, por Tariq Ali Contretemps, 16 de Dezembro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A recusa dos trabalhistas  em apoiar a implementação dos resultados do referendo Brexit e, na sua maioria,

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – GRÃ-BRETANHA: AS RAZÕES DE UMA DERROTA – LUTO E ORGANIZAÇÃO, por TARIQ ALI

  Faire son deuil et s’organiser, por Tariq Ali Contretemps, 16 de Dezembro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A recusa dos trabalhistas  em apoiar a implementação dos resultados do referendo Brexit e, na sua maioria,

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – GRÃ-BRETANHA: AS RAZÕES DE UMA DERROTA – INTRODUÇÃO: CORBYN TROPEÇA NO BREXIT, por STATHIS KOUVÉLAKIS

  Introduction: Corbyn trébuche sur le Brexit, par Stathis Kouvélakis Contretemps, 16 de Dezembro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     Neste terrível verão de 2015, o inesperado sucesso de Jeremy Corbyn, eleito líder de um

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – GRÃ-BRETANHA: AS RAZÕES DE UMA DERROTA – INTRODUÇÃO: CORBYN TROPEÇA NO BREXIT, por STATHIS KOUVÉLAKIS

  Introduction: Corbyn trébuche sur le Brexit, par Stathis Kouvélakis Contretemps, 16 de Dezembro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     Neste terrível verão de 2015, o inesperado sucesso de Jeremy Corbyn, eleito líder de um

CARTA DE BARCELONA – Ens cal joc net. En tindrem? – por JOSEP A. VIDAL

  No és possible descriure un laberint de dins estant. Menys encara si no se’n té coneixement previ ni es disposa de cap altre referent. Per descriure’l amb el mínim d’objectivitat que cal és necessari un angle de perspectiva extern;

CARTA DE BARCELONA – Ens cal joc net. En tindrem? – por JOSEP A. VIDAL

  No és possible descriure un laberint de dins estant. Menys encara si no se’n té coneixement previ ni es disposa de cap altre referent. Per descriure’l amb el mínim d’objectivitat que cal és necessari un angle de perspectiva extern;

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – INSTABILIDADE E POLARIZAÇÃO POLÍTICAS NA GRÃ-BRETANHA – por THIERRY LABICA

  Instabilité et polarisation politiques en Grande-Bretagne, por Thierry Labica Contretemps, 19 de Dezembro de 2018 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Os desenvolvimentos nas negociações do Brexit foram um elemento adicional na instabilidade da vida política britânica

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – INSTABILIDADE E POLARIZAÇÃO POLÍTICAS NA GRÃ-BRETANHA – por THIERRY LABICA

  Instabilité et polarisation politiques en Grande-Bretagne, por Thierry Labica Contretemps, 19 de Dezembro de 2018 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Os desenvolvimentos nas negociações do Brexit foram um elemento adicional na instabilidade da vida política britânica

O QUE HÁ DE VERDADE NO PLANO DE MELHORIAS DO SNS (PMR-SNS) DO GOVERNO, A SUBORÇAMENTAÇÃO EM 2020, A CONTINUAÇÃO DO ENDIVIDAMENTO DO SNS, E AS DIFICULDADES DOS PORTUGUESES NO ACESSO À SAÚDE – por EUGÉNIO ROSA

A ALTERAÇÃO DOS DADOS DO RELATÓRIO DO ORÇAMENTO DO ESTADO DE 2019 PARA APRESENTAR AUMENTOS MAIS ELEVADOS EM 2020 O AUMENTO REAL DAS TRANSFERÊNCIAS DO ORÇAMENTO DO ESTADO PARA O SNS EM 2020 É INFERIOR ÀQUELE QUE O GOVERNO APREGOA

O QUE HÁ DE VERDADE NO PLANO DE MELHORIAS DO SNS (PMR-SNS) DO GOVERNO, A SUBORÇAMENTAÇÃO EM 2020, A CONTINUAÇÃO DO ENDIVIDAMENTO DO SNS, E AS DIFICULDADES DOS PORTUGUESES NO ACESSO À SAÚDE – por EUGÉNIO ROSA

A ALTERAÇÃO DOS DADOS DO RELATÓRIO DO ORÇAMENTO DO ESTADO DE 2019 PARA APRESENTAR AUMENTOS MAIS ELEVADOS EM 2020 O AUMENTO REAL DAS TRANSFERÊNCIAS DO ORÇAMENTO DO ESTADO PARA O SNS EM 2020 É INFERIOR ÀQUELE QUE O GOVERNO APREGOA

PORQUE CORBYN PERDEU? UM POST-MORTEM SOBRE AS ELEIÇÕES INGLESAS, por SLAVOJ ŽIŽEK

OBRIGADO A SLAVOJ ŽIŽEK, ARTUR RENZO E BLOG DA BOITEMPO   Porque Corbyn perdeu? Um post-mortem das eleições inglesas, por Slavoj Žižek Blog da Boitempo, 17 de Dezembro de 2019 Tradução de Artur Renzo   Há uma série de fatores por

PORQUE CORBYN PERDEU? UM POST-MORTEM SOBRE AS ELEIÇÕES INGLESAS, por SLAVOJ ŽIŽEK

OBRIGADO A SLAVOJ ŽIŽEK, ARTUR RENZO E BLOG DA BOITEMPO   Porque Corbyn perdeu? Um post-mortem das eleições inglesas, por Slavoj Žižek Blog da Boitempo, 17 de Dezembro de 2019 Tradução de Artur Renzo   Há uma série de fatores por

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – RAZÕES PARA CORBYN, por WILLIAM DAVIES

  Reasons for Corbyn, por William Davies London Review of Books, 13 de Julho de 2017 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Quando a internet se tornou parte da vida quotidiana no final dos anos 1990, ela foi

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – RAZÕES PARA CORBYN, por WILLIAM DAVIES

  Reasons for Corbyn, por William Davies London Review of Books, 13 de Julho de 2017 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Quando a internet se tornou parte da vida quotidiana no final dos anos 1990, ela foi

PONTO – NEWSLETTER – INFORMAÇÃO SEM RUÍDO – PARCERIA com BRASIL DE FATO – selecção de CAMILO JOSEPH

29 de novembro de 2019 Olá, a fala de Paulo Guedes sobre o AI-5 comprova: não existe programa ultraliberal de desmonte do Estado sem o respaldo de um projeto de poder autoritário. Não existe o governo Bolsonaro de um lado

PONTO – NEWSLETTER – INFORMAÇÃO SEM RUÍDO – PARCERIA com BRASIL DE FATO – selecção de CAMILO JOSEPH

29 de novembro de 2019 Olá, a fala de Paulo Guedes sobre o AI-5 comprova: não existe programa ultraliberal de desmonte do Estado sem o respaldo de um projeto de poder autoritário. Não existe o governo Bolsonaro de um lado

BOLÍVIA, ANATOMIA DE UM GOLPE, por SLAVOJ ŽIŽEK

Bolívia, anatomia de um golpe, por Slavoj Žižek Blog da Boitempo, 18 de Novembro de 2019 Tradução de Artur Renzo   É precisamente por terem sido bem-sucedidos que Evo Morales, García Linera e seus seguidores representavam um incômodo tão grande

BOLÍVIA, ANATOMIA DE UM GOLPE, por SLAVOJ ŽIŽEK

Bolívia, anatomia de um golpe, por Slavoj Žižek Blog da Boitempo, 18 de Novembro de 2019 Tradução de Artur Renzo   É precisamente por terem sido bem-sucedidos que Evo Morales, García Linera e seus seguidores representavam um incômodo tão grande

CARTA DE BARCELONA – El llarg viatge cap a enlloc de la política espanyola – por JOSEP A. VIDAL

  En vuit mesos, els espanyols han estat convocats dues vegades a les urnes per a la constitució de les Corts, que integren el Parlament i el Senat. El passat mes d’abril, tot i haver guanyat les eleccions, el líder

CARTA DE BARCELONA – El llarg viatge cap a enlloc de la política espanyola – por JOSEP A. VIDAL

  En vuit mesos, els espanyols han estat convocats dues vegades a les urnes per a la constitució de les Corts, que integren el Parlament i el Senat. El passat mes d’abril, tot i haver guanyat les eleccions, el líder

PONTO – NEWSLETTER – INFORMAÇÃO SEM RUÍDO – PARCERIA com BRASIL DE FATO – selecção de CAMILO JOSEPH

    15 de novembro de 2019 Olá, Bolsonaro já tinha antecipado o debate das eleições de 2022, mas agora a oposição tem seu contraponto: Lula está de volta. Antes das eleições presidenciais, porém, ainda há 2020 e sempre vale

PONTO – NEWSLETTER – INFORMAÇÃO SEM RUÍDO – PARCERIA com BRASIL DE FATO – selecção de CAMILO JOSEPH

    15 de novembro de 2019 Olá, Bolsonaro já tinha antecipado o debate das eleições de 2022, mas agora a oposição tem seu contraponto: Lula está de volta. Antes das eleições presidenciais, porém, ainda há 2020 e sempre vale

A IRRELEVÂNCIA POLÍTICO-MILITAR DA EUROPA E O DECLÍNIO DO OCIDENTE – por RÓMULO MACHADO

    A recente retirada dos EUA da Síria, que abriu a porta ao ataque turco às forças curdas, aliadas do Ocidente que permitiram a derrota do Estado Islâmico com base territorial, constitui mais uma demonstração da irrelevância politico-militar da

A IRRELEVÂNCIA POLÍTICO-MILITAR DA EUROPA E O DECLÍNIO DO OCIDENTE – por RÓMULO MACHADO

    A recente retirada dos EUA da Síria, que abriu a porta ao ataque turco às forças curdas, aliadas do Ocidente que permitiram a derrota do Estado Islâmico com base territorial, constitui mais uma demonstração da irrelevância politico-militar da