PARA ONDE É QUE ELES IRÃO? – A GRANDE MIGRAÇÃO CLIMÁTICA – por ABRAHM LUSTGARTEN e MERIDITH KOHUT – IV

          Where will they go?: The Great Climate Migration, por Abrahm Lustgarten e  fotografias por Meridith … More

PARA ONDE É QUE ELES IRÃO? – A GRANDE MIGRAÇÃO CLIMÁTICA – por ABRAHM LUSTGARTEN e MERIDITH KOHUT – III

          Where will they go?: The Great Climate Migration, por Abrahm Lustgarten e  fotografias por Meridith … More

PARA ONDE É QUE ELES IRÃO? – A GRANDE MIGRAÇÃO CLIMÁTICA – por ABRAHM LUSTGARTEN e MERIDITH KOHUT – II

          (continuação) Where will they go?: The Great Climate Migration, por Abrahm Lustgarten e  fotografias por … More

JEREMY CORBYN, UM POLÍTICO QUE SE DISTINGUE PELA SUA SERIEDADE – a razão de ser de uma série – por João Machado

  Ao Júlio Marques Mota, que teve a ideia desta série    Apresentámos aqui  n’A Viagem dos Argonautas, nos últimos … More

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 7º Texto – Alemanha. A noite em que a Alemanha perdeu o controle – Parte VI

(Georg Blume e outros, 16 de Agosto de 2016)

O erro de Merkel, diz um dos principais políticos alemães, foi o seu foco constante numa solução europeia comum para a questão dos refugiados, porque já tinha ficado claro, muito antes da decisão da Hungria, que os seus homólogos europeus não estavam interessados em se associarem nesta crise dos refugiados.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 7º Texto – Alemanha. A noite em que a Alemanha perdeu o controle – Parte V

(Georg Blume e outros, 16 de Agosto de 2016)

É a primeira reunião da força de intervenção da crise. A contagem do dia anterior: 6.780 refugiados chegaram à Estação Central de Munique só no sábado. Todos precisam de exames médicos; alguns até têm ferimentos de bala. Vários refugiados, no entanto, estão simplesmente a entrarem para  a clandestinidade tentando seguir o  seu caminho por conta própria. Deixou de haver um registo ordenado dos refugiados. Ninguém sabe quantos chegarão hoje. A Polícia Federal não está a  fornecer números fiáveis e nenhuma informação está a   ser dada pelo governo federal. “Um alto funcionário da cidade pergunta ao grupo: “Berlim existe mesmo?

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 7º Texto – Alemanha. A noite em que a Alemanha perdeu o controle – Parte IV

(Georg Blume e outros, 16 de Agosto de 2016)

A declaração conjunta dos três Ministros dos Negócios Estrangeiros está concluída. Merkel e Faymann já decidiram que a chanceleria austríaca deveria ser a primeira a anunciar a notícia devido à sua maior proximidade com a situação. A mensagem também deve ser enviada via Facebook para que aqueles que marcham ao longo da rodovia também possam lê-la. Também isso foi discutido.