ALARME, A POLÍCIA GREGA ESTÁ EM ‘CONLUIO’ COM O PARTIDO DA EXTREMA-DIREITA AURORA DOURADA, por Paul Mason

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

(conclusão)

Uma peça de Paul Mason, uma peça  da BBC.

Yiannis, uma das pessoas detidas, conta a história:

“Eles procuraram-nos,  fizeram-me  despir,  colocaram-nos de joelhos. Bateram-me na cabeça e nos joelhos. Disseram-nos  que  sabiam  onde todos nós vivemos.

Eu encontrei  Yiannis e Maria, dois daqueles que alegaram  maus tratos,  num calmo  apartamento em Exarchia, o bairro boémio de Atenas.

Ambos aceitaram falar  apenas na condição  de  que alterássemos os  seus nomes e os filmássemos  sem mostrar os seus rostos. Eventualmente, terão sido acusados de delitos menores, mas  ambos foram detidos por  quatro noites em custódia na polícia.

Yiannis continua: “eles disseram:  és um homem acabado, e as coisas não estão a ir   no sentido em que estavam antes, estão a mudar daqui para a frente.

“Disseram-nos  que iriam passar o vídeo em que nos  filmaram para a Aurora Dourada . Acrescentaram que nos iam usar para servir como um exemplo para os outros. Eles fizeram-me dizer para cada novo detido : ‘ se  lhes desobedecer  estes atacarão também a vossa mãe. “

Maria, que  tinha estado calma e confiante, enquanto nos estávamos a preparar  para a entrevista, começa depois a ficar  perturbada enquanto  conta a sua história.

“Eles fizeram-me despir em frente de todos “, diz ela.

“A brigada da polícia Delta chegou e falou acerca da Aurora Dourada , como se fossem seus irmãos, incluindo o oficial responsável. Eles elogiaram Hitler, dizendo que ele era  bem melhor do que Staline.

” Disseram-nos que devemos recordar isto – que eles agora são adeptos da Aurora Dourada.”

A questão que alimenta o apoio à Aurora Dourada  é bem  claro: a imigração ilegal “

Ao longo deste nosso  calvário, os oficiais da Força Delta que nos prenderam  diz Maria, continuamente estiveram a mostrar ser evidente  o  seu apoio político a Aurora Dourada.

Eu coloquei as  questões   ao oficial  Christos Manouras, o porta-voz da polícia de Atenas. Ele respondeu-me:

“Eu sou categórico de que nesse incidente nenhuma dessas coisas aconteceu no edifício-sede da polícia de Ática.  A polícia grega respeita os  direitos humanos – e esta é uma não-história”.

E  acrescentou: “essas acusações nunca foram feitas à polícia. Não seriam pressionados a nenhuns custos,  e a  polícia poderia olhar para isso desde o início.

” São todos os mesmos, se alguém quiser identificar-se – ou mesmo se uma alegação geral chega até nós – nós investigá-la-emos  aprofundadamente . Se isso envolve a polícia, se se trata  de violência racista ou violência contra outra qualquer pessoa, seja ela grega ou imigrante, podemos investigar em profundidade.”

Dimitris Psaras, cujo novo livro, Golden Dawn’s Black Bible, explica em detalhe  o recente aumento da organização, acredita que a influência da extrema direita dentro das forças policiais funciona a um  nível insidioso:

“Há uma osmose dos apoiantes da Aurora Dourada,  entre aqueles que trabalham na polícia e aqueles que trabalham na segurança privada, bem como entre aqueles  que fornecem a protecção dos clubes nocturnos”.

“Às vezes a mesma pessoa pode ser fornecer todos estes três serviços. Eles geralmente encontram-se  em academias locais e em cafés bem específicos de propriedade daqueles que partilham da mesma ideologia.”

O senhor  Psaras acredita que um  tratamento duro das forças policiais para com os  criminosos de droga e para com os imigrantes dá um sinal tacitamente à Aurora Dourada de que os seus  ataques ilegais sobre estes grupos são bem-vindos.

Várias vezes coloquei a questão ao oficial da polícia  Manouras assim como sobre a estratégia que os comandantes de polícia adoptaram para mitigar  os riscos de que o apoio individual dos agentes da polícia à Aurora Dourada  pudesse então comprometer as operações da polícia.

” Diariamente  fazemos planos operacionais para decidir  como lidar com tais fenómenos,” diz ele.

“Fique seguro  de que  estamos ao lado dos  cidadãos e que nós tentamos evitar tais situações”.

“Claro que não podemos  estar  em cada esquina. Não somos mágicos, para sermos  capazes  de assegurar, dentro de dois minutos que nada esteja  errado. Mas podemos intervir imediatamente para normalizar a situação.”

Apoio crescente

O partido Aurora Dourada   ganhou terreno espectacularmente em duas  grandes fases . A primeira, foi durante o Verão de 2011, quando a ala direita do partido nacionalista cristão Laos se desintegrou o que aconteceu  depois de se ter ligado à  coligação pró-austeridade.

No mês passado, o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, advertiu a Europa de que o seu país estava à beira de um colapso social do  estilo do que teve a Alemanha de Weimar. “

Desaparecido o partido Laos é então  Aurora Dourada que  tomou o seu lugar, obtendo  6-7% nas eleições gregas inconclusivas de Maio e Junho de 2012.

O segundo elemento do seu fortalecimento dá-se agora  em que o  governo de coligação – que inclui os conservadores, socialistas e “moderados” marxistas do partido da esquerda democrática – falhou totalmente na sua suposta resposta à crise .

E a questão do apoio crescente a Aurora Dourada é claro : a imigração ilegal.

Confrontados com fronteiras praticamente incontroláveis, o governo de coligação  lançou   rusgas na detecção de imigrantes ilegais nas ruas das cidades   e colocou cerca de  4.000 em campos improvisados. Para além de 3000 mais que foram deportados.

Um jurista  e grande responsável nas decisões  do partido Nova Democracia disse-me, já na altura, em Junho, : “o que vai resolver o problema da Aurora Dourada  será uma política de imigração  . Nós não temos nenhuma.”

Mas a repressão agora existente contra a  imigração não parou a contínua  ascensão de Aurora Dourada. Como os media  se juntaram –  relacionando de uma forma implacável  os  estrangeiros com o crime – a posição da extrema-direita grega nas sondagens subiu.

Theodora Oikonomides, um jornalista na rede da rádio alternativa RadioBubble, que fez a cobertura do aparecimento e do crescimento de Aurora Dourada  expressa um medo comum a muita gente:

” Os temas  favoritos de  Aurora Dourada,  tais como a homofobia, a xenofobia e o anti-semitismo tornaram-se  parte do discurso público grego, quer a nível  político quer a nível social.”

“Ao não tomar medidas contra o partido  Aurora Dourada , acenando com a cabeça e piscando o olho ao seu eleitorado em todas as oportunidades, os políticos gregos – que agora estão no poder com o apoio dos parceiros europeus – abriram uma caixa de Pandora que que estará para durar,  que não irá  fechar tão depressa”.

Guerra política

No mês passado, o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, advertiu a Europa que o seu país estava à beira de um colapso social ao estilo do que teve a Alemanha de Weimar. .

O que eu  tenho visto nas ruas de Atenas convence-me que nisto não  há aqui nenhuma retórica . A situação está a mudar e muito rapidamente, acrescente-se.

Há aqui um partido de extrema-direita violento, os seus membros no parlamento  cometem  e incitam à  violência com toda  a impunidade  do mundo; há aqui uma polícia que não pode ou não quer impedir  Aurora Dourada  de apresentar   uma força uniformizada nas ruas. e temos aqui uma classe média que se sente cada vez mais impotente para transformar a situação à sua volta.

Quando Angela Merkel chegou aqui na semana passada, houve cenas violentas e houve também um bloqueio total da cidade. Somente a partir das notícias dadas pela TV  é que a  Chanceler alemã  pode  testemunhar  o impacto da austeridade imposta pela EU.

Bem, isto  aqui está  com isto a  parecer-se cada vez mais  com  o que disse o segundo comando  da Aurora, Ilias Panagiotaros.

No jardim e já  fora da sua loja, protegida por altas cercas de 15 pés e de musculosos colegas com as  t-shirt pretas, ele diz-me:

“Aurora Dourada  está em guerra com o sistema político e com aqueles que o representam, com os banqueiros nacionais e internacionais, estamos em guerra com esses invasores – os imigrantes”.

“E se Syriza ganha as próximas eleições,  nós iremos ganhar imediatamente as seguintes . Não se trata de   sonho que dentro de um, dois ou três anos  nós seremos  o primeiro partido político.”

E aqui está como a situação é vista por  Laertis Vassiliou, o  director de teatro, cuja representação foi interdita:

“Se o Comissário Europeu para os direitos humanos, se o Parlamento Europeu, se o Parlamento grego não intervir nessa situação eu tenho muito medo de ser levado a pensar o que é que vai acontecer. A Europa deve fazer o que for possível  se não se quer reviver a situação de  um Terceiro Reich  novamente.”

Em grande plano, por outras palavras, o resultado social e político das políticas impostas pelo  FMI (Fundo Monetário Internacional) e pelo  programa de austeridade da UE (União Europeia) e pela  implosão da política dominante na Grécia, parece transformar-se  numa  grande catástrofe para a democracia.

Paul Mason, Economics editor, Newsnight. BBC. Alarm at Greek police ‘collusion’ with far-right Golden Dawn, disponível em : http://www.bbc.co.uk/news/world-19976841

Leave a Reply