RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

DYLAN GRICE:  A austeridade grega está a reabrir feridas sociais profundas e pode levar à Guerra Civil

Por Matthew Boesler, Business Insider

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

 Business Insider Video

Na semana passada, destacamos a reportagem de  Paul Mason da BBC em que se explicava  que o que acontece nas ruas da Grécia está agora e cada vez mais nas mãos de extremistas do partido político a Aurora Dourada:

Os esquadrões de ataque de Aurora Dourada  percorrem as ruas a intimidarem  os imigrantes numa prática já  regular … e a polícia também está declaradamente contra eles o  que significa que as vítimas não têm verdadeiramente para onde se virar.

Panagiotaros disse a Mason que estima que 50-60 por cento da polícia grega apoia a Aurora Dourada e que esta proporção vai  crescendo dia a dia  – o  que significa que a polícia não se envolve quando a Aurora Dourada ataca. Alguns gregos afirmam que se praticam terríveis maus tratos às  mãos da polícia, que abertamente se gabam da  sua lealdade à Aurora Dourada.

O estratega Dylan Grice do banco  Société  Générale também olhou para o relatório de Mason  e  na sua última  nota, levanta  algumas perguntas assustadoras:

Com um tom marcadamente mais brando pela parte do FMI, o seu economista-chefe  Olivier Blanchard, num discurso em Tóquio  falou de forma bastante séria e considerou  que os decisores da política grega  devem agora ser  prudentes e estarem  “prontos ” para ajustar as metas [orçamentais] se  considerarem que atingir essas metas se torna muito doloroso. É o medicamento amargo da ortodoxia até então inabalável do FMI, considerada catártica para as vítimas das calamidades económicas havidas nos mercados emergentes a ser  considerado  então uma pílula demasiado amarga para os paladares ocidentais mais sensíveis?

Um relatório angustiante da BBC sugere mais uma vez  que a Grécia se está a balcanizar. Estamos recordados  de que a sua guerra civil só terminou em 1949 e que a extraordinária dureza da austeridade aplicada   está a  reabrir feridas sociais profundamente.  Por seu lado a guerra civil em Espanha  terminou apenas alguns anos antes, e há ainda uma geração que impôs  uma  ditadura militar fascista.  E não será que pode acontecer agora a  mesma coisa uma vez que os  povos estão a ficar sujeitos às mesmas causas?

O Prémio de Nobel da Economia, Paul Krugman relembra  que  a austeridade é uma política  “fundamentalmente louca” e ao que que parece toda a gente razoável está de acordo com o seu  diagnóstico.  A  Espanha parece finalmente destinada a beneficiar da rotativa do BCE   desde que assuma a lógica e a prática da condicionalidade imposta. E a pobre Grécia, que esteve perto de ser solta no início do ano, está mais uma vez aninhada  no seio quente de um abraço de ferro alemão … bem…estão-lhe a dar mais tempo, pelo menos, para poder fingir que é capaz de pagar o que não é pagável …

Hoje, falharam  completamente as  negociações entre os partidos da coligação no governo grego que incidem sobre um novo pacote de cortes necessários para garantir mais ajuda da Troika.

O Líder da  Esquerda Democrática e membro do Parlamento grego  Fotis Kouvelis criticou o plano da troika,  e considera que com isto se “nivelam ” as relações de trabalho e que nada disto tem  ” tem  a ver com a reforma orçamental; essencialmente eles querem que os salários fiquem fixos a valores muito baixos”, segundo informa a Athens News Agency.

DYLAN GRICE: Greek Austerity Is Reopening Deep Social Wounds And Could Lead To Civil War.  Em Business insider.

Read more: http://www.businessinsider.com/dylan-grice-greek-civil-war-2012-10#ixzz2AcdKzjwL

Leave a Reply