REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

revista semana

Revista da semana

De 07/02/ a 13/02/2016

A leitura das notícias que publico esta semana fala por si e por isso me dispenso de comentários:

ARTIGOS PUBLICADOS

 1 – Economês

 2 – Défice estrutural: magia negra

 3 – Índice da miséria. Portugal entre a Colômbia e a Costa Rica

 4 – Americanos e chineses tomam conta dos seguros em Portugal

 5 – Juros da dívida em 4,5% pela primeira vez desde Março de 2014

 6 – A máfia laboral

 7 – Travão às reformas antecipadas já em Março

 8 – “Quem tem 2000 euros de rendimento tem uma posição privilegiada

 9 – Rajoy usa exemplo de Portugal contra aliança de esquerdas

 10- Bashar al-Assad admite risco de invasão da Arábia Saudita ou Turquia

 11 – Síria. Quase meio milhão de pessoas já morreram em cinco anos de guerra civil

12- Acordo para cessar-fogo na Síria

13 – Europa poderá contar com sistema de defesa antimíssil dos EUA já a partir de julho

14- Nasceu uma “nova Guerra Fria” avisa a Medvedev

15 – Que espuma é esta que turva o Tejo?

16 – Como mudámos o nosso Planeta

17 – Lapa: um pedaço da história de Portugal para conhecer no Porto

 1 – Economês – João Adelino Faria/Dinheiro Vivo (13/02/2016)

Mário Centeno e Eduardo Ferro Rodrigues. Fotografia: EPA/JOAO RELVAS

Milhões. Percentagens, défice orçamental e estrutural, variáveis, estimativas. Tudo serve para mostrar que sabem muito.

É infelizmente uma das piores características portuguesas. Vivemos num país em que as pessoas se valorizam pelos títulos que têm e sobretudo pela complexidade do discurso que utilizam. Em vez de simplificar, parece que dá algum estatuto em Portugal falar de forma muito elaborada, rebuscada e técnica. E, quando chegamos à época de orçamentos, nada como ir buscar o “economês” para enganar o povo e disfarçar problemas e fragilidades. É muito mais fácil falar de forma complexa do que construir frases com um sentido simples, claro e eficaz. […]

Ler o artigo em: http://www.dinheirovivo.pt/opiniao/economes/

2 – Défice estrutural: magia negra – Mariana Mortágua/Público (09/02/2016)

Alguém sabe exactamente como se calcula o indicador que determina as nossas vidas? Se tiver a paciência necessária para ler este texto, gostaria de tentar provar a seguinte tese: o saldo estrutural é uma abstracção teórica, de impossível verificação.[…]

Vamos por partes: o que é o saldo estrutural?; como é que funciona?[…]

Este é o aspecto dos saldos estruturais um pouco por toda a zona euro ao longo dos últimos anos

Como é que se calcula? Esta é a parte mais complicada. Nada do saldo estrutural é observável. Todas as suas componentes são conceitos abstractos, estimados por modelos económicos que existem apenas no papel.[…]

SALDO ESTRUTURAL = SALDO NOMINAL – MEDIDAS EXTRAORDINÁRIAS – EFEITO CICLO

 – SALDO NOMINAL: esta é fácil. O saldo nominal é uma medida contabilística e observável. É calculada pelo INE e resulta, genericamente, da diferença entre todas as despesas e todas as receitas do Estado.

MEDIDAS EXTRAORDINÁRIAS o problema aqui está na classificação do que é extraordinário e o que é estrutural.[…]

 – EFEITO CICLO: aqui a coisa complica-se. Este efeito calcula-se em vários passos:[…]

Agora reparem no que aconteceu em Portugal segundo os dados da AMECO. Em 2015 a taxa de desemprego em Portugal já estará no seu nível “natural”. Estranho, não é?

[…] Depois disto é necessário calcular o Output Gap.

Output Gap: é a diferença entre o PIB verificado (ou previsto) e o PIB Potencial. Esta diferença dá-nos uma ideia da fase do “ciclo” em que estamos.[…]

São estas as previsões de longo prazo que constavam do Programa de Estabilidade e Crescimento (2015-2019):

Segundo este gráfico, a partir de 2020, sempre que a economia estiver a crescer a mais de 1% estará em “sobreaquecimento”, e por isso o défice estrutural vai aumentar automaticamente por efeito do PIB Potencial. Mas vejamos de outra forma, mais uma vez usando os dados do PEC 2015-2019.[…]

Depois de calculado, as regras são sempre aplicadas?

Depois deste esforço técnico é preciso saber se as regras do saldo estrutural se aplicam de forma igual para todos os países, e a resposta é não. Vejamos três casos diferentes.

França – A Comissão abriu um Procedimento por Défices Excessivos em 2009 e recomendou que França corrigisse o défice nominal até 2012. Entretanto essa meta foi adiada para 2013, para 2015 e

Espanha – Espanha tem défices nominais superiores aos de Portugal. Deveria ter conseguido um défice de 6,5% em 2013, 5,8% em 2014, 4,2% em 2015, e 2,8 em 2015. Essa é a proposta do draft, mas a Comissão Europeia desconfia e diz que, em 2016, o défice ainda estará em 3,5%.[…]

Itália – Para 2016 a Itália está a propor um défice nominal de 2,2%, muito acima, segundo as palavras da

Áustria – A Áustria tinha previsto uma variação do défice estrutural de 0% em 2016. A Comissão Europeia requeria uma melhoria de 0,1pp. mas o esperado é que o défice aumente 0,4pp. Ainda assim, como nos casos anteriores, a Comissão Europeia aprovou o draft, declarando-o em risco de não conformidade.

Note-se que, em qualquer dos casos, os desvios nos ajustamentos estruturais são superiores ou equivalentes aos que estavam em cima da mesa em Portugal, que acabou por acordar com Bruxelas uma redução do défice em 0,3 pp. Por simples curiosidade, vale a pena comparar as previsões das diferentes instituições internacionais para a evolução do défice estrutural em Portugal:

Quando nem a Comissão Europeia, a OCDE e o FMI conseguem acordar na metodologia para determinar o défice, por que razão deveria o país sujeitar-se à arbitrariedade de Bruxelas?

Independentemente do ângulo, a resposta é sempre a mesma. Tanto na forma do seu cálculo, como na avaliação técnica que depois é feita do seu cumprimento, o défice estrutural é uma medida discricionária que serve um propósito claro: controlar politicamente os orçamentos nacionais, mesmo que cumpram genericamente as regras europeias, consoante a cor, direcção e poder do governo em causa.

Ler o artigo em: http://www.publico.pt/n1722789

3 – Índice da miséria. Portugal entre a Colômbia e a Costa Rica – Telmo Fonseca/Dinheiro Vivo (08/02/2016)

Inflação e desemprego galopantes atiram o país novamente para o topo da tabela. Portugal surge na 16ª posição, melhorando duas posições face a 2015.

O ranking elaborado pela Bloomberg é calculado utilizando as estimativas económicas de cada país, com a compilação dos dados disponíveis sobre inflação e desemprego.

Dentro do espaço comunitário, a Grécia encabeça a tabela (surgindo na 4ª posição do ranking global), não só devido ao facto de um quarto da população estar desempregada, mas também tendo em conta os recentes desenvolvimentos na economia grega. Espanha, Sérvia, Croácia e Chipre surgem antes de Portugal, que ainda assim melhorou duas posições em relação ao ano passado no ranking em que ninguém quer estar.

Enquanto os habitantes da Venezuela e a Argentina sofrem com a inflação, África do Sul, Grécia e Ucrânia lutam desesperadamente contra uma taxa de desemprego que teima em crescer. No extremo oposto, as economias mais felizes não mudaram muito em relação ao ano anterior. A taxa de desemprego abaixo de 1% registada desde 2011 na Tailândia – estimativa justificada não só pelo facto de o setor agrícola absorver grande parte da população, mas também por não existirem quaisquer apoios para desempregados – coloca o país na melhor posição mundial, seguido por Singapura, Suíça, Japão e Taiwan.

Ler o artigo em: http://www.dinheirovivo.pt/economia/venezuela-e-de-novo-a-economia-mais-miseravel-do-mundo/

4 – Americanos e chineses tomam conta dos seguros em Portugal – Filipe Alves e Tiago Freire/Económico (10/02/2016)

Compra da Açoreana pela Apollo reforça hegemonia de grupos estrangeiros. Movimentos de consolidação no sector vão prosseguir.

A compra da Açoreana pela Apollo é o mais recente capítulo de uma tendência que se tem vindo a acentuar desde o resgate internacional de Portugal, em 2011: a compra das principais seguradoras portuguesas por grupos de capital maioritariamente estrangeiro, numa altura em que o sector assiste a movimentos de consolidação.

Os factores que explicam esta tendência são, essencialmente, três: a venda do negócio segurador da Caixa Geral de Depósitos (CGD), no âmbito dos compromissos assumidos com a ‘troika’; a necessidade crescente de a banca se desfazer dos seus negócios no ramo segurador, devido às regras de Basileia III, que penalizam os rácios de capital dos bancos com participações em seguradoras; e a conjuntura económica difícil que se abateu sobre Portugal nos últimos anos.[…]

Ler o artigo em: http://economico.sapo.pt/noticias/americanos-e-chineses-tomam-conta-dos-seguros-em-portugal_242129.html

5 – Juros da dívida em 4,5% pela primeira vez desde Março de 2014 – Rui Barroso/Jornal de negócios (11/02/2016)

O prémio de risco face à Alemanha aumentou para o valor mais alto desde Novembro de 2013, com a dívida nacional a ser pressionada pelos receios da reacção das agências de “rating” ao Orçamento do Estado.

A taxa exigida pelos investidores para deterem dívida portuguesa ultrapassou esta quinta-feira a barreira dos 4% pela primeira vez desde Março de 2014. A pressão sobre a dívida portuguesa surge numa altura em que aumentam as preocupações sobre qual será a reacção da DBRS às medidas constantes no Orçamento do Estado para 2016 e se isso resultará numa descida do “rating” de Portugal.[…]

Ler o artigo em: http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/taxas_de_juro/detalhe/juro_a_dez_anos_ultrapassa_a_fasquia_de_4.html

6 – A máfia laboral – José Soeiro/Expresso (12/02/2016)

Receba sem compromisso um estagiário durante dois dias. Experimente grátis.” São estes os termos do anúncio da work4u, um empresa especializada na angariação de estagiários. Lê-se e não se acredita. O estagiário tem de pagar 30 euros à empresa angariadora em troca da fantástica oferta de cinco entrevistas com “empresas acolhedoras”. As despesas para as entrevistas ficam por conta do candidato. Se alguma delas proporcionar um estágio, ainda que à borla, o trabalhador paga mais 30 euros como taxa de “ativação do estágio”. É mau de mais mas não fica por aqui.[…]

Bem vindos ao maravilhoso mundo da escravatura moderna.

Quem se aproveita do desespero e da ausência de oportunidades para fazer negócio com a angariação de pessoas não é só velhaco. É criminoso. Afinal de contas, com base em que enquadramento é que poderia desenvolver-se esta atividade? Como classificar, se não como escravatura, um trabalho sem qualquer garantia de remuneração?[…]

Ler o artigo em: http://expresso.sapo.pt/blogues/jose-soeiro/2016-02-12-A-mafia-laboral

7 – Travão às reformas antecipadas já em Março – Denise Fernandes/Económico (11/02/2016)

Serviços vão enviar cartas a quem pediu a pensão este ano a alertar para o corte a que serão sujeitos e a questionar se querem manter o requerimento.

O acesso às reformas antecipadas na Segurança Social deverá voltar a ficar mais restrito a partir de Março. Segundo o ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, a lei do ano passado que permite a aposentação apenas aos 60 anos de idade e 40 anos de serviço estará em vigor no próximo mês. O objectivo é evitar cortes substanciais no valor das pensões que, de acordo com dados oficiais, fazem com que haja pessoas, aos 55 anos, a reformar-se com apenas 176 euros de pensão.

Até à entrada em vigor da nova lei, mantêm-se as regras actuais, ou seja, a possibilidade de reforma antecipada aos 55 anos de idade e pelo menos 30 anos de contribuições, com as devidas penalizações. Assim, quem se reformar antes da idade legal (66 anos e dois meses) sofre um corte de 13,34% pelo factor de sustentabilidade, ao qual acresce 0,5% por cada mês de antecipação.[…]

Ler o artigo em: http://economico.sapo.pt/noticias/travao-as-reformas-antecipadas-ja-em-marco_242259.html

8 – “Quem tem 2000 euros de rendimento tem uma posição privilegiada” – Nuno Saraiva e Luís Reis Ribeiro/DN (09/02/2016)

ORLANDO ALMEIDA/GLOBAL IMAGENS – Entrevista a Mário Centeno. O ministro das Finanças justifica as linhas do OE2016 desde o projeto inicial, de que gostava mais.

Ler o artigo em: http://www.dn.pt/portugal/interior/quem-tem-2000-euros-de-rendimento-tem-uma-posicao-privilegiada-5021473.html

9 – Rajoy usa exemplo de Portugal contra aliança de esquerdas – Susana Salvador/DN (12/02/2016)

Rajoy e Rivera reuniram-se numa sala neutra, no Congresso espanhol, com o quadro ‘Jeu de Paume’, de Antoni Tàpies, em fundo   |  REUTERS/SUSANA VERA

Primeiro-ministro falou do aumento do prémio de risco português para alertar contra perigo de uma coligação entre PSOE, Podemos e nacionalistas. Hoje, reúne-se com Sánchez

Um governo de coligação entre os socialistas, o Podemos e os nacionalistas “é o pior que pode acontecer em Espanha nos próximos quatro anos”, defendeu ontem o primeiro-ministro espanhol. Mariano Rajoy não hesitou em usar o exemplo de Portugal para falar dos malefícios de uma aliança de esquerdas, citando os dados que colocam o prémio de risco da dívida portuguesa acima dos 400 pontos. “É o pior que podia acontecer aos espanhóis”, disse Rajoy no final do encontro com o presidente do Ciudadanos, Albert Rivera.[…]

Ler o artigo em: http://www.dn.pt/mundo/interior/rajoy-usa-exemplo-de-portugal-contra-alianca-de-esquerdas-5025587.html

10- Bashar al-Assad admite risco de invasão da Arábia Saudita ou Turquia – Lusa/DN (12/02/2016)

REUTERS/BASSAM KHABIEH – Presidente sírio recusa acusações de que o seu regime é responsável por crimes de guerra.

O Presidente sírio, Bashar al-Assad, admitiu hoje o risco de invasão da Síria pela Arábia Saudita ou pela Turquia e sublinhou que o objetivo da batalha de Alepo (norte) é cortar o acesso à fronteira com a Turquia.[…]

Ler o artigo em: http://www.dn.pt/mundo/interior/presidente-admite-risco-de-invasao-da-arabia-saudita-ou-turquia-5026985.html

11 – Síria. Quase meio milhão de pessoas já morreram em cinco anos de guerra civil

Joana Azevedo Viana/Expresso (11/0/2016) – Os habitantes da província de Alepo são massacrados quer pelos ataques das forças de Bashar al-Assad, como o da imagem, quer por ataques falhados das forças da coligação

HOSAM KATAN/REUTERS – Cruz Vermelha Internacional alerta que a deterioração humanitária na província síria de Alepo já deslocou 50 mil pessoas e diz que cidade está, neste momento, sem abastecimento de água. […]

ALEPO A FERRO E FOGO ESTÁ SEM ÁGUA E JÁ PERDEU 50 MIL HABITANTES EM DEZ DIAS

O intensificar das batalhas no terreno em Alepo e o aumento dos bombardeamentos aéreos nessa província já deslocaram “cerca de 50 mil pessoas”, alertou esta quinta-feira a Cruz Vermelha Internacional, referindo que a situação humanitária está a deteriorar-se rapidamente e que, neste momento, o fornecimento de água à cidade está completamente cortado.[…]

Em apenas dez dias, mais de 500 pessoas já perderam a vida em Alepo.

Ler o artigo em: http://expresso.sapo.pt/internacional/2016-02-11-Siria.-Quase-meio-milhao-de-pessoas-ja-morreram-em-cinco-anos-de-guerra-civil

12- Acordo para cessar-fogo na Síria – PÚBLICO (12/02/2016)

Bashar al-Assad decidido a recuperar o controlo da totalidade do país

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, anunciou na madrugada desta sexta-feira que a comunidade internacional, Rússia incluída, chegou a um acordo “ambicioso” para um cessar-fogo na Síria dentro uma semana.

A declaração de Kerry foi feita numa conferência de imprensa ao lado do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, após um encontro em Munique, na Alemanha, do Grupo Internacional de Apoio à Síria.[…]

A guerra na Síria já terá feito pelo menos 470 mil mortos e quase dois milhões de feridos, segundo o relatório de um instituto sírio publicado nesta quinta-feira.

Ler o artigo em: http://www.publico.pt/n1723101

13 – Europa poderá contar com sistema de defesa antimíssil dos EUA já a partir de julho – LUSA (09/02/2016)

A partir de julho, data da próxima cimeira de chefes de Estado da NATO, em Varsóvia, a Europa já poderá contar com o sistema de defesa antimíssil norte-americano, sob comando da aliança atlântica.

Segundo fonte oficial da NATO, os “trabalhos estão a decorrer a todo o vapor” para iniciar o funcionamento, faseado, por altura do encontro na Polónia, em 08 e 09 de julho, após decisão conjunta dos 28 países membros de adoção do sistema integrado de Defesa contra Mísseis Balísticos (BMD), tomada na cimeira de Lisboa em 2010 e aprovada formalmente em Chicago, Estados Unidos, em 2012.[…]

Ler o artigo em: http://www.sapo.pt/noticias/europa-podera-contar-com-sistema-de-defesa_56ba3dc4e5f993b21e358e2c

14- Nasceu uma “nova Guerra Fria” avisa a Medvedev – DN/Lusa (13/02/2016)

REUTERS – O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, afirmou hoje que as relações entre a Rússia e o Ocidente entraram numa “nova Guerra Fria”.

“Podemos dizer as coisas claramente: deslizámos para um período de uma nova Guerra Fria”, declarou Medvedev numa conferência sobre segurança a decorrer na cidade alemã de Munique.

No contexto das tensões prov,ocadas pelo conflito na Ucrânia e do apoio de Moscovo ao regime sírio, Dmitri Medvedev disse que “o que resta é uma política de inimizade da NATO [sigla em inglês da Organização do Tratado do Atlântico Norte] em relação à Rússia”.[…]

Ler o artigo em: http://www.dn.pt/mundo/interior/nasceu-uma-nova-guerra-fria-avisa-a-medvedev-5028196.html

15 – Que espuma é esta que turva o Tejo?

Pedro Rios , Teresa Abecasis (com Joana Bourgard)/RR (11/02/2016)

A poluição no Tejo esteve entre os piores factos ambientais de 2015 para a Quercus. As descargas poluentes continuam e há quem tema pelo futuro do rio. A Renascença percorreu o Tejo até à fronteira com Espanha.

“A água ontem estava preta. De vez em quando aparece assim, mesmo negra, negra, negra.” Júlio Letra, 75 anos, habituou-se a ver a água do Tejo com cores e cheiros pouco desejáveis, sobretudo para quem, como ele, vive da pesca da lampreia, do sável e dos outros bichos que o rio dá.[…]

Escaroupim (Salvaterra de Magos), Ortiga (Mação) e Via Velha de Rodão (Castelo Branco): os três pontos da reportagem da Renascença

Na margem do rio, Júlio Letra e António “Simãozinho” traçam o diagnóstico: “As ETAR e as fábricas largam a poluição para o Tejo e depois aparece aqui em baixo”. Estamos a 70 quilómetros da foz do rio e a 170 de Vila Velha de Rodão, junto a Espanha, cuja zona industrial surge em quase todos os discursos como principal culpada do estado do Tejo.[…]

Ler o artigo e ver os vídeos em: http://rr.sapo.pt/noticia/46599/que_espuma_e_esta_que_turva_o_tejo?utm_source=rss

16 – Como mudámos o nosso Planeta

Ver imagens em: http://www.dn.pt/galerias/fotos/ciencia/interior/12-imagens-de-como-mudamos-o-nosso-planeta-5017890.html

17 – Lapa: um pedaço da história de Portugal para conhecer no Porto – Sérgio Pires/DN (09/02/2016)

A igreja foi começada a construir em 1756  |  IGOR MARTINS/GLOBAL IMAGENS

Da igreja que acolhe o mausoléu de D. Pedro IV ao primeiro cemitério romântico português, há um valioso património a descobrir

Para a igreja da Lapa merecer uma visita bastaria recordar que antes de morrer, a 24 de setembro de 1834, D. Pedro IV deixou como último desejo que o seu coração fosse entregue à cidade Invicta, como agradecimento à população pelo apoio durante o Cerco do Porto, entre julho de 1832 e agosto de 1833, durante a Guerra Civil entre liberais e absolutistas.[…]

Órgão de tubos é tocado todos os domingos  |  IGOR MARTINS/GLOBAL IMAGENS

Há obras de arte que saltam à vista: desde a tela de 20 metros do pintor portuense Joaquim Rafael que se destaca no altar, encimado por uma estátua central de Nossa Senhora da Lapa, até aos vitrais no extremo oposto da nave da igreja, concebidos pelo artista italiano Ricardo Leone, que envolvem o monumental órgão de tubos.

O maior instrumento deste tipo em Portugal impressiona desde logo pelas cerca de 32 toneladas, 15 metros de altura, 10 de largura e 5 de profundidade, dispondo de 64 registos, 256 combinações, 4 teclados e 4500 tubos capazes de produzir um som único que pode ser fruído pelo público nas missas de domingo.

Ler o artigo em: http://www.dn.pt/artes/interior/lapa-um-pedaco-da-historia-de-portugal-para-conhecer-no-porto-5021241.html

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: