IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (119)

 

SEDUÇÃO

 

 

Quero seduzir-te

Fazer-te parte de mim

E levar-te por bons e por maus caminhos,

Quero usar as minhas ironias

Apreciar as tuas graças

E utilizar a subtileza das palavras,

Mas, nada.

Fico à espera de uma palavra tua

E, nada,

Torturas-me com o teu silêncio

Feito de nada.

Como companhia só tenho um telefone mudo

Uma folha vazia

Um jornal antigo

E uma caneta

Que escreve palavras feitas de cinza.

Todos te olham

E tu olhas de volta

Todos falam para ti

E tu respondes

Ouço-te em toda a parte

Por toda a parte

Mas não é comigo que falas

Nem uma palavra

Ou que olhas

Comigo é só silêncio, mudez, desprezo,

Nada!

.

.

.

About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

5 comments

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (119) | joanvergall

  2. Admirável poema !

    Grande abraço.

    Liked by 1 person

  3. Maria Filomena MCS

    Belo poema! Beijos

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: