IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (129)

OU NOUTRO QUALQUER LUGAR

 

 

Falando do tempo

E da minha desejada eternidade

Escrevo do dia que há-de vir

Recomeçando o movimento

Da escrita das palavras

Mostrando o resíduo da dor

Como se tivesse a certeza

De que amanhã,

Usando uma imagem geográfica

E talvez alguma insanidade,

Ainda cá estou

Vivo

Aqui, neste lugar

Na suavidade desta cor

Com a noção de estar

Inundado do som de sorrisos

Com fluidez no pensar

Sem a iminência de uma paragem

Ou de ser levado por uma qualquer aragem

E com o pensamento rico

E invulgar

Embora, ao invés,

Tanto possa estar aqui

Como em qualquer outro lugar.

.

.

.

About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

One comment

  1. Pingback: IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (129) | joanvergall

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: