Category Archives: Economia

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte VI

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

O regime institucional da UEM – a independência política do BCE e o seu mandato para assegurar a estabilidade de preços em relação a outras preocupações, as regras de Maastricht que proíbem o financiamento monetário do Estado e o salvamento de Estados Membros em dificuldades financeiras e o Pacto de Estabilidade – refletiram em grande medida a preocupação do povo alemão, das suas elites, dos economistas monetários e do Tribunal Constitucional (Bundesverfassungsgericht, BVerfG 994; Joerges 2015) com a estabilidade de preços e com as finanças públicas sólidas.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte VI

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

O regime institucional da UEM – a independência política do BCE e o seu mandato para assegurar a estabilidade de preços em relação a outras preocupações, as regras de Maastricht que proíbem o financiamento monetário do Estado e o salvamento de Estados Membros em dificuldades financeiras e o Pacto de Estabilidade – refletiram em grande medida a preocupação do povo alemão, das suas elites, dos economistas monetários e do Tribunal Constitucional (Bundesverfassungsgericht, BVerfG 994; Joerges 2015) com a estabilidade de preços e com as finanças públicas sólidas.

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – VII – O FMI NÃO TEM O REMÉDIO CERTO PARA A ARGENTINA, por JON SINDREU

    IMF Doesn’t Have the Right Medicine for Argentina, por Jon Sindreu The Wall Street Journal, 2 de Outubro de 2018 Blogue Gonzallo Raffo Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A fixação do FMI em políticas duvidosas

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – VII – O FMI NÃO TEM O REMÉDIO CERTO PARA A ARGENTINA, por JON SINDREU

    IMF Doesn’t Have the Right Medicine for Argentina, por Jon Sindreu The Wall Street Journal, 2 de Outubro de 2018 Blogue Gonzallo Raffo Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A fixação do FMI em políticas duvidosas

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte V

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

Eventualmente, a economia alemã, vista como a “doente da zona euro ” em 1999, não só recuperou na União Monetária, como excedeu o seu desempenho anterior. Esta história de sucesso, porém, é menos o resultado de uma escolha brilhante ou sinistra de estratégia nacional do que da continuação, dependente do caminho, das respostas do lado da oferta aprendidas nas décadas anteriores: em recessões, o relançamento da procura e os aumentos salariais foram punidos pelo Bundesbank, os governos tiveram de consolidar os orçamentos do sector público e os sindicatos tiveram de defender os empregos existentes através da contenção salarial.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte V

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

Eventualmente, a economia alemã, vista como a “doente da zona euro ” em 1999, não só recuperou na União Monetária, como excedeu o seu desempenho anterior. Esta história de sucesso, porém, é menos o resultado de uma escolha brilhante ou sinistra de estratégia nacional do que da continuação, dependente do caminho, das respostas do lado da oferta aprendidas nas décadas anteriores: em recessões, o relançamento da procura e os aumentos salariais foram punidos pelo Bundesbank, os governos tiveram de consolidar os orçamentos do sector público e os sindicatos tiveram de defender os empregos existentes através da contenção salarial.

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – VI – THE ECONOMIST – OS TÍTULOS FINANCEIROS QUE COMPROMETEM – A ARGENTINA ENFRENTA A PERSPETIVA DE OUTRO INCUMPRIMENTO

  Um triunfo da oposição nas eleições primárias leva a uma  venda brutal a preço de saldo      The bonds that tie. Argentina faces the prospect of another default The Economist, 15 de Agosto de 2019 Blogue Gonzallo Raffo

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – VI – THE ECONOMIST – OS TÍTULOS FINANCEIROS QUE COMPROMETEM – A ARGENTINA ENFRENTA A PERSPETIVA DE OUTRO INCUMPRIMENTO

  Um triunfo da oposição nas eleições primárias leva a uma  venda brutal a preço de saldo      The bonds that tie. Argentina faces the prospect of another default The Economist, 15 de Agosto de 2019 Blogue Gonzallo Raffo

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – V – O PONTO DE VISTA DE UM OPERADOR AMERICANO NOS MERCADOS FINANCEIROS SOBRE A ARGENTINA – A LIÇÃO DA ARGENTINA: NÃO SE PODE ESTABILIZAR UMA ECONOMIA FALIDA, por JOHN RUBINO

The Lesson Of Argentina: You Can’t Stabilize A Bankrupt Economy, por John Rubino Dollar Colapse, 28 de Abrik de 2019 Blogue Gonzallo Raffo Argentine President’s Prospects Dim With Those of His Country’s Economy. por Jeffrey T. Lewis e Ryan Dube

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – V – O PONTO DE VISTA DE UM OPERADOR AMERICANO NOS MERCADOS FINANCEIROS SOBRE A ARGENTINA – A LIÇÃO DA ARGENTINA: NÃO SE PODE ESTABILIZAR UMA ECONOMIA FALIDA, por JOHN RUBINO

The Lesson Of Argentina: You Can’t Stabilize A Bankrupt Economy, por John Rubino Dollar Colapse, 28 de Abrik de 2019 Blogue Gonzallo Raffo Argentine President’s Prospects Dim With Those of His Country’s Economy. por Jeffrey T. Lewis e Ryan Dube

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte IV

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

O aumento acentuado das exportações alemãs após meados da década de 90 deveu-se em grande medida à abertura da Europa Central e Oriental, da Rússia e da China ao investimento capitalista e ao consumo após a queda da Cortina de Ferro. Isso impulsionou a procura mundial de exatamente aqueles bens de investimento e bens de consumo duráveis de alta qualidade nos quais as exportações alemãs se especializaram nas décadas anteriores.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte IV

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

O aumento acentuado das exportações alemãs após meados da década de 90 deveu-se em grande medida à abertura da Europa Central e Oriental, da Rússia e da China ao investimento capitalista e ao consumo após a queda da Cortina de Ferro. Isso impulsionou a procura mundial de exatamente aqueles bens de investimento e bens de consumo duráveis de alta qualidade nos quais as exportações alemãs se especializaram nas décadas anteriores.

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – IV – A ARGENTINA E O PERONISMO, HOJE – THE ECONOMIST – SE OS PERONISTAS VENCEREM NA ARGENTINA, QUAL DOS FERNÁNDEZ FICARÁ A COMANDAR?

  The Economist, If the Peronists win in Argentina, which Fernández will be in charge? 17 de Outubro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Alberto é um unitário. Não é como a sua colega de corrida

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – IV – A ARGENTINA E O PERONISMO, HOJE – THE ECONOMIST – SE OS PERONISTAS VENCEREM NA ARGENTINA, QUAL DOS FERNÁNDEZ FICARÁ A COMANDAR?

  The Economist, If the Peronists win in Argentina, which Fernández will be in charge? 17 de Outubro de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Alberto é um unitário. Não é como a sua colega de corrida

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – III – A DESIGUALDADE NO CHILE “ESTÁVEL” ACENDE O FOGO DA AGITAÇÃO, por BENEDICT MANDER

Inequality in ‘stable’ Chile ignites the fires of unrest, por Benedict Mander Finantial Times, 21 de Outubro de 2019 Blogue GonzalloRaffoInfonews, Outubro de 2019 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota   Tumultos sobre aumentos de preços mostram que os

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – III – A DESIGUALDADE NO CHILE “ESTÁVEL” ACENDE O FOGO DA AGITAÇÃO, por BENEDICT MANDER

Inequality in ‘stable’ Chile ignites the fires of unrest, por Benedict Mander Finantial Times, 21 de Outubro de 2019 Blogue GonzalloRaffoInfonews, Outubro de 2019 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota   Tumultos sobre aumentos de preços mostram que os

MINIBOTS: ILEGAIS, PERIGOSOS, DESNECESSÁRIOS. Por Mario Nuti

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota ________________________ Agradecemos a Domenico Mario Nuti a disponibilidade do presente texto e com ele esperamos que os nossos leitores se sintam enriquecidos em termos de conhecimento sobre os graves problemas com que se

MINIBOTS: ILEGAIS, PERIGOSOS, DESNECESSÁRIOS. Por Mario Nuti

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota ________________________ Agradecemos a Domenico Mario Nuti a disponibilidade do presente texto e com ele esperamos que os nossos leitores se sintam enriquecidos em termos de conhecimento sobre os graves problemas com que se

INFORMAÇÃO 5/2019 AOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO – TOMÁS CORREIA ANUNCIA A SAÍDA A PRAZO DO MONTEPIO MAS QUER MANTER-SE ATÉ 15 DE DEZEMBRO PARA CONTROLAR E GARANTIR QUE A SUCESSÃO É DE FIÉIS – por EUGÉNIO ROSA

ASSEMBLEIA DOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO NO DIA 4 DE NOVEMBRO DE 2019 NO COLISEU DE LISBOA, ÀS 21 HORAS, PARA APROVAR NOVOS ESTATUTOS E QUE PODE TAMBÉM SERVIR PARA CORRER RAPIDAMENTE COM TOMÁS CORREIA E PARA EXIGIR ELEIÇÕES IMEDIATAS PARA

INFORMAÇÃO 5/2019 AOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO – TOMÁS CORREIA ANUNCIA A SAÍDA A PRAZO DO MONTEPIO MAS QUER MANTER-SE ATÉ 15 DE DEZEMBRO PARA CONTROLAR E GARANTIR QUE A SUCESSÃO É DE FIÉIS – por EUGÉNIO ROSA

ASSEMBLEIA DOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO NO DIA 4 DE NOVEMBRO DE 2019 NO COLISEU DE LISBOA, ÀS 21 HORAS, PARA APROVAR NOVOS ESTATUTOS E QUE PODE TAMBÉM SERVIR PARA CORRER RAPIDAMENTE COM TOMÁS CORREIA E PARA EXIGIR ELEIÇÕES IMEDIATAS PARA

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – uma nova série – a introdução de JÚLIO MARQUES MOTA

      Meus caros Dado que toda a América latina está sob o fogo do descontentamento popular decidimos com urgência editar uma pequena série de textos  sobre as razões de fundo que estão por detrás do descontentamento popular que

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – uma nova série – a introdução de JÚLIO MARQUES MOTA

      Meus caros Dado que toda a América latina está sob o fogo do descontentamento popular decidimos com urgência editar uma pequena série de textos  sobre as razões de fundo que estão por detrás do descontentamento popular que

Filme de terror: Poderá o maior banco credor alemão sobreviver sozinho? Por The Economist

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  em 22 de junho de 2019 (ver aqui) Republicado por  (ver aqui)     Muito dependerá do sucesso do plano de reestruturação do Deutsche Bank No início deste mês, após o colapso das

Filme de terror: Poderá o maior banco credor alemão sobreviver sozinho? Por The Economist

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota  em 22 de junho de 2019 (ver aqui) Republicado por  (ver aqui)     Muito dependerá do sucesso do plano de reestruturação do Deutsche Bank No início deste mês, após o colapso das

BRASIL – DIÁLOGOS DO SUL – ENTREGA DO PRÉ-SAL A EMPRESAS ESTRANGEIRAS É UM DESASTRE TOTAL CONTRA INTERESSE PÚBLICO, por PATRICIA FACHIN – selecção de CAMILO JOSEPH

Entrega do Pré-Sal a Empresas Estrangeiras é um desastre total contra interesse público, por Patricia Fachin IHU Revista on-line, 11 de Outubro de 2019 Selecção de Camilo Joseph   Diretor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São

BRASIL – DIÁLOGOS DO SUL – ENTREGA DO PRÉ-SAL A EMPRESAS ESTRANGEIRAS É UM DESASTRE TOTAL CONTRA INTERESSE PÚBLICO, por PATRICIA FACHIN – selecção de CAMILO JOSEPH

Entrega do Pré-Sal a Empresas Estrangeiras é um desastre total contra interesse público, por Patricia Fachin IHU Revista on-line, 11 de Outubro de 2019 Selecção de Camilo Joseph   Diretor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte III

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

No Estado Providência social liberal, a baixa carga tributária e a distribuição desigual de rendimento estão associadas ao crescimento de serviços privados e financiados pelo setor privado – sugerindo que as famílias de alta rendimento estão a criar empregos para os trabalhadores de serviços de baixos salários. Nos estados de bem-estar social escandinavos de alta tributação, no outro extremo, os serviços prestados pelo Estado em educação, cuidados de saúde e serviços sociais para os jovens, para as pessoas doentes e para as pessoas mais velhas expandiram-se rapidamente depois de 1960.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte III

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

No Estado Providência social liberal, a baixa carga tributária e a distribuição desigual de rendimento estão associadas ao crescimento de serviços privados e financiados pelo setor privado – sugerindo que as famílias de alta rendimento estão a criar empregos para os trabalhadores de serviços de baixos salários. Nos estados de bem-estar social escandinavos de alta tributação, no outro extremo, os serviços prestados pelo Estado em educação, cuidados de saúde e serviços sociais para os jovens, para as pessoas doentes e para as pessoas mais velhas expandiram-se rapidamente depois de 1960.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte II

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

De um modo geral, a Alemanha não tentou proteger o mercado interno contra a concorrência estrangeira, o que teve como consequência que os bens de consumo sensíveis aos preços, como calçado, têxteis, vestuário e até mesmo câmaras e outras ferragens de baixo preço, deixaram de ser fornecidos pelos produtores alemães. E, ao contrário da França e da Itália, os carros japoneses de baixo preço eram comuns nas estradas alemãs já na década de 1960 (Katzenstein 1989, 143).

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 8º Texto – Alemanha: Um texto final, um texto de síntese. Parte II

(Fritz W. Scharpf, 18 de Fevereiro de 2018)

De um modo geral, a Alemanha não tentou proteger o mercado interno contra a concorrência estrangeira, o que teve como consequência que os bens de consumo sensíveis aos preços, como calçado, têxteis, vestuário e até mesmo câmaras e outras ferragens de baixo preço, deixaram de ser fornecidos pelos produtores alemães. E, ao contrário da França e da Itália, os carros japoneses de baixo preço eram comuns nas estradas alemãs já na década de 1960 (Katzenstein 1989, 143).