Posts Tagged: carta aberta

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – SALVADOR SOBRAL

  Meu caro e querido Salvador Sobral Ter de repente esta musicalmente abúlica e pindérica população a teus pés, não te afecta em demasia, eu sei, eu ainda assim calculo. É natural que te saiba bem, afinal és um cantor

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – SALVADOR SOBRAL

  Meu caro e querido Salvador Sobral Ter de repente esta musicalmente abúlica e pindérica população a teus pés, não te afecta em demasia, eu sei, eu ainda assim calculo. É natural que te saiba bem, afinal és um cantor

CARTA AO MEU CAMARADA ANTÓNIO COSTA – de ANTÓNIO GOMES MARQUES

Caro António Tenho andado arredado das actividades do nosso partido, não dando seguimento sequer aos vários convites que me chegam, incluindo reuniões do Gabinete de Estudos, e, nomeadamente, para sessões em que me anunciam a tua presença, mas o pagamento

CARTA AO MEU CAMARADA ANTÓNIO COSTA – de ANTÓNIO GOMES MARQUES

Caro António Tenho andado arredado das actividades do nosso partido, não dando seguimento sequer aos vários convites que me chegam, incluindo reuniões do Gabinete de Estudos, e, nomeadamente, para sessões em que me anunciam a tua presença, mas o pagamento

DEFICIENTES INDIGNADOS – CARTA ABERTA À CARRIS

(97) (d)Eficientes Indignados/ CARTA ABERTA À CARRIS A Carris foi, durante vários anos, uma das empresas que mais evoluiu na acessibilidade aos transportes públicos em Portugal. No entanto, ao longo dos últimos anos, esta situação mudou para pior, tendo a

DEFICIENTES INDIGNADOS – CARTA ABERTA À CARRIS

(97) (d)Eficientes Indignados/ CARTA ABERTA À CARRIS A Carris foi, durante vários anos, uma das empresas que mais evoluiu na acessibilidade aos transportes públicos em Portugal. No entanto, ao longo dos últimos anos, esta situação mudou para pior, tendo a

CARTA ABERTA A ANTÓNIO COSTA E AOS SOCIALISTAS DE TODOS OS QUADRANTES, por Júlio Marques Mota – II

(conclusão) … Vivemos num período crítico, onde a distância crítica face ao presente se impõe para não andarmos às cabeçadas ao real e a dizer que nos dói a cabeça por não o entendermos. Aqui por exemplo, um excerto de

CARTA ABERTA A ANTÓNIO COSTA E AOS SOCIALISTAS DE TODOS OS QUADRANTES, por Júlio Marques Mota – II

(conclusão) … Vivemos num período crítico, onde a distância crítica face ao presente se impõe para não andarmos às cabeçadas ao real e a dizer que nos dói a cabeça por não o entendermos. Aqui por exemplo, um excerto de

CARTA ABERTA A ANTÓNIO COSTA E AOS SOCIALISTAS DE TODOS OS QUADRANTES, por Júlio Marques Mota – I

Caro Camarada António Costa, Caros camaradas As eleições passaram. Como calculava, o António Costa é acusado de não ter ganho e por isso deve ser politicamente morto. Politicamente morto por não ter sido o partido mais votado quando em confronto

CARTA ABERTA A ANTÓNIO COSTA E AOS SOCIALISTAS DE TODOS OS QUADRANTES, por Júlio Marques Mota – I

Caro Camarada António Costa, Caros camaradas As eleições passaram. Como calculava, o António Costa é acusado de não ter ganho e por isso deve ser politicamente morto. Politicamente morto por não ter sido o partido mais votado quando em confronto

CARTA ABERTA DE UM CIDADÃO GREGO A ALEXIS TSIPRAS – pela redacção de OKEANEWS – VINCENT VAURY

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Carta aberta de um cidadão grego a  ALEXIS TSIPRAS  La Rédaction, Vincent Vaury, Lettre ouverte d’un citoyen grec à Alexis Tsipras  Okeanews, 22 de Julho de 2015   Na terça-feira  21 de Julho, no

CARTA ABERTA DE UM CIDADÃO GREGO A ALEXIS TSIPRAS – pela redacção de OKEANEWS – VINCENT VAURY

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Carta aberta de um cidadão grego a  ALEXIS TSIPRAS  La Rédaction, Vincent Vaury, Lettre ouverte d’un citoyen grec à Alexis Tsipras  Okeanews, 22 de Julho de 2015   Na terça-feira  21 de Julho, no

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – CARTA ABERTA A ANGELA MERKEL DE ORGANIZAÇÕES DE TRABALHADORES PRECÁRIOS DO SUL DA EUROPA

 13 de Novembro de 2014 Carta Aberta a Angela Merkel de organizações de trabalhadores precários do Sul da Europa | Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis Carta Aberta da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, de

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – CARTA ABERTA A ANGELA MERKEL DE ORGANIZAÇÕES DE TRABALHADORES PRECÁRIOS DO SUL DA EUROPA

 13 de Novembro de 2014 Carta Aberta a Angela Merkel de organizações de trabalhadores precários do Sul da Europa | Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis Carta Aberta da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, de

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO

23 de Junho de 2014 CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO Ao Dr. Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro, Na passada sexta-feira, 20 de Junho, em plena Assembleia da República, ouvimo-lo dizer que “não há precariedade, mas há estabilidade laboral” no que diz respeito

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO

23 de Junho de 2014 CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO Ao Dr. Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro, Na passada sexta-feira, 20 de Junho, em plena Assembleia da República, ouvimo-lo dizer que “não há precariedade, mas há estabilidade laboral” no que diz respeito

CARTA ABERTA aos ORGANIZADORES DO FESTIVAL DO DESASSOSSEGO, na CASA FERNANDO PESSOA – por Manuela Degerine

Com o pedido de publicação recebemos esta carta de Filipa Maria Torto Gonçalves, que passamos a reproduzir   Tantas personagens numa máscara   Exmos. Srs. Organizadores do Festival do Desassossego na Casa Fernando Pessoa O vosso último debate reuniu Francisco

CARTA ABERTA aos ORGANIZADORES DO FESTIVAL DO DESASSOSSEGO, na CASA FERNANDO PESSOA – por Manuela Degerine

Com o pedido de publicação recebemos esta carta de Filipa Maria Torto Gonçalves, que passamos a reproduzir   Tantas personagens numa máscara   Exmos. Srs. Organizadores do Festival do Desassossego na Casa Fernando Pessoa O vosso último debate reuniu Francisco

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (39)

SOU BAIRRISTA O amor à cidade do Porto, não se explica, sente-se. Mas, só percebe o que se sente, quem cá vem, quem nos visita, e nos olha com “olhos de ver”. Às vezes, muitas vezes, dá-me uma coisa assim.

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (39)

SOU BAIRRISTA O amor à cidade do Porto, não se explica, sente-se. Mas, só percebe o que se sente, quem cá vem, quem nos visita, e nos olha com “olhos de ver”. Às vezes, muitas vezes, dá-me uma coisa assim.

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Carta aberta aos jovens  (Ανοιχτή επιστολή προς τους νέους) Esta “carta aberta aos jovens” foi escrita por intelectuais e artistas da cena nacional grega: historiadores, sociólogos, matemáticos, arquitectos, linguistas, advogados, filósofos, escritores, poetas, pintores,

RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Carta aberta aos jovens  (Ανοιχτή επιστολή προς τους νέους) Esta “carta aberta aos jovens” foi escrita por intelectuais e artistas da cena nacional grega: historiadores, sociólogos, matemáticos, arquitectos, linguistas, advogados, filósofos, escritores, poetas, pintores,

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Carta aberta a um Presidente qualquer na União Europeia, a François Hollande, o seu primeiro destinatário a quem terá sido entregue e em que, talvez,   Cavaco  Silva possa ser  o segundo. Adaptação mínima de uma carta de Jean-Luc Schaffhauser antigo

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Carta aberta a um Presidente qualquer na União Europeia, a François Hollande, o seu primeiro destinatário a quem terá sido entregue e em que, talvez,   Cavaco  Silva possa ser  o segundo. Adaptação mínima de uma carta de Jean-Luc Schaffhauser antigo

LEIAM NA TERÇA-FEIRA, ÀS 22 HORAS, UMA CARTA ABERTA …

A UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA QUALQUER DA UNIÃO EUROPEIA. PODERÁ SER O NOSSO, SE A QUISER RECEBER E LER.    

LEIAM NA TERÇA-FEIRA, ÀS 22 HORAS, UMA CARTA ABERTA …

A UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA QUALQUER DA UNIÃO EUROPEIA. PODERÁ SER O NOSSO, SE A QUISER RECEBER E LER.