OS TRABALHADORES DAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS (Central, Local e Regional) VÃO CONTINUAR A PERDER PODER DE COMPRA EM 2023 E A DEGRADAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS UTILIZADOS PELA POPULAÇÃO VAI CONTINUAR TAMBÉM – por EUGÉNIO ROSA

    ______________  (1) https://www.portugal.gov.pt/     Eugénio Rosa, edr2@netcabo.pt, 30/11/2022

O SALDO GLOBAL DA SEGURANÇA SOCIAL SÓ NOS PRIMEIROS 9 MESES DE 2022 (até set.2022) ATINGE JÁ 2.897,8 MILHÕES €, O QUE CONTRASTA COM AS PENSÕES MÉDIAS DE POBREZA QUE PAGA, E A PERDA DE PODER DE COMPRA DOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA DESDE MARÇO DE 2021, NOMEADAMENTE APÓS O INÍCIO DAS SANÇÕES E DA GUERRA – por EUGÉNIO ROSA

      Eugénio Rosa, edr2@netcabo.pt , 12/11/2022

A SEMANA DE 4 DIAS, A BAIXA PRODUTIVIDADE E OS BAIXOS SALÁRIOS CAUSADOS PELO REDUZIDO INVESTIMENTO, A FALTA DE EFICIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DEVIDO À FALTA DE INVESTIMENTO E DE TRABALHADORES, por EUGÉNIO ROSA

     Eugénio Rosa, edr2@netcabo.pt  

AS CONTAS MANIPULADAS DO GOVERNO SOBRE O AUMENTO DAS REMUNERAÇÕES DOS TRABALHADORES DAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS EM 2023 PARA ENGANAR A OPINIÃO PÚBLICA E O SALDO DE 4004,7 MILHÕES € PREVISTOS NA SEGURANÇA SOCIAL EM 2023 À CUSTA DO AUMENTO DA POBREZA DOS PENSIONISTAS, por EUGÉNIO ROSA

    Eugénio Rosa, edr2@netcabo.pt – 17/10/2022

O ESTRANGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA ADSE PELO GOVERNO (SEAP/MP/MF) QUE CENTRALIZA E ADIA DECISÕES, A AMEAÇA DA REDUÇÃO DOS REEMBOLSOS NO REGIME LIVRE, A DISSOCIAÇÃO DE ATOS E MÉDICOS NO REGIME CONVENCIONADO PELOS GRANDES PRESTADORES DIFICULTANDO O ACESSO DOS BENEFICÁRIOS A CUIDADOS DE SAÚDE, A PRESSÃO DOS GRANDES GRUPOS SAÚDE PARA AUMENTAR OS PREÇOS COM A JUSTIFICAÇÃO DA GUERRA E DAS SANÇÕES E A AMEAÇA DE MAIS DISSOCIAÇÕES DE ATOS E MÉDICOS NO REGIME CONVENCIONADO EM 2023 – por EUGÉNIO ROSA

    INFORMAÇÃO AOS 1.300.000 BENEFICIÁRIOS DA ADSE E ÀQUELES QUE A QUEREM CONHECER             … More