Posts Tagged: eugénio rosa

OS DIFERENTES REGIMES DE REFORMA NA SEGURANÇA SOCIAL E DE APOSENTAÇÃO NA CGA – por EUGÉNIO ROSA

    OS DIFERENTES REGIMES DE REFORMA NA SEGURANÇA SOCIAL E DE APOSENTAÇÃO NA CGA: reunimos num quadro os diferentes regimes para um mais fácil entendimento. O governo (Vieira da Silva) não cumpriu a promessa feita no início da legislatura

OS DIFERENTES REGIMES DE REFORMA NA SEGURANÇA SOCIAL E DE APOSENTAÇÃO NA CGA – por EUGÉNIO ROSA

    OS DIFERENTES REGIMES DE REFORMA NA SEGURANÇA SOCIAL E DE APOSENTAÇÃO NA CGA: reunimos num quadro os diferentes regimes para um mais fácil entendimento. O governo (Vieira da Silva) não cumpriu a promessa feita no início da legislatura

O PROJETO DE DECRETO-LEI DO GOVERNO, SÓ PERMITE AOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PUBLICA A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA SE AOS 60 ANOS TIVEREM PELO MENOS 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÕES. SE NÃO TIVEREM NUNCA A PODERÃO OBTER – por EUGÉNIO ROSA

O QUE DIZ O PROJETO DE DECRETO- LEI DO GOVERNO QUE FOI ENVIADO AOS SINDICATOS SOBRE O DIREITO A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA: a confirmação de uma caricatura A ELIMINAÇÃO DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE: em que condições é eliminado O FATOR DE

O PROJETO DE DECRETO-LEI DO GOVERNO, SÓ PERMITE AOS TRABALHADORES DA FUNÇÃO PUBLICA A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA SE AOS 60 ANOS TIVEREM PELO MENOS 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÕES. SE NÃO TIVEREM NUNCA A PODERÃO OBTER – por EUGÉNIO ROSA

O QUE DIZ O PROJETO DE DECRETO- LEI DO GOVERNO QUE FOI ENVIADO AOS SINDICATOS SOBRE O DIREITO A APOSENTAÇÃO ANTECIPADA: a confirmação de uma caricatura A ELIMINAÇÃO DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE: em que condições é eliminado O FATOR DE

A SITUAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA MONTEPIO, AS CONTAS CONSOLIDADAS DE 2018 E A ASSEMBLEIA GERAL DE 15 DE JULHO DE 2019 – INFORMAÇÃO 3/2019 AOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO – por EUGÉNIO ROSA

Assembleia Geral do Montepio realiza-se no dia 15 de julho de 2019, pelas 21h00, NA AULA MAGNA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA (na Cidade Universitária, Lisboa) https://www.montepio.org/institucional/informacao-legal/ ( para aceder carregar o ponteiro sobre este link) Quadro 1 – Capitais Próprios

A SITUAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA MONTEPIO, AS CONTAS CONSOLIDADAS DE 2018 E A ASSEMBLEIA GERAL DE 15 DE JULHO DE 2019 – INFORMAÇÃO 3/2019 AOS ASSOCIADOS DO MONTEPIO – por EUGÉNIO ROSA

Assembleia Geral do Montepio realiza-se no dia 15 de julho de 2019, pelas 21h00, NA AULA MAGNA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA (na Cidade Universitária, Lisboa) https://www.montepio.org/institucional/informacao-legal/ ( para aceder carregar o ponteiro sobre este link) Quadro 1 – Capitais Próprios

SERÁ A DÍVIDA PÚBLICA UM PROBLEMA? – ANTÓNIO COSTA JÁ AFIRMOU QUE O OBJETIVO DO PS NA PRÓXIMA LEGISLATURA É REDUZIR A DÍVIDA PÚBLICA PARA 100%, O QUE É SÓ POSSÍVEL COM A CONTINUAÇÃO DA POLÍTICA DE CORTES ENORMES NA DESPESA PÚBLICA ESSENCIAL

O RITMO DE AUMENTO, A DIMENSÃO DA DÍVIDA PÚBLICA, E COMO TEM SIDO FINANCIADA Quadro 1 – Evolução da Dívida Pública 2009/2019 e seu financiamento O INVESTIMENTO PÚBLICO CORRESPONDEU APENAS A 66% DOS JUROS PAGOS Quadro 2 – Investimento público

SERÁ A DÍVIDA PÚBLICA UM PROBLEMA? – ANTÓNIO COSTA JÁ AFIRMOU QUE O OBJETIVO DO PS NA PRÓXIMA LEGISLATURA É REDUZIR A DÍVIDA PÚBLICA PARA 100%, O QUE É SÓ POSSÍVEL COM A CONTINUAÇÃO DA POLÍTICA DE CORTES ENORMES NA DESPESA PÚBLICA ESSENCIAL

O RITMO DE AUMENTO, A DIMENSÃO DA DÍVIDA PÚBLICA, E COMO TEM SIDO FINANCIADA Quadro 1 – Evolução da Dívida Pública 2009/2019 e seu financiamento O INVESTIMENTO PÚBLICO CORRESPONDEU APENAS A 66% DOS JUROS PAGOS Quadro 2 – Investimento público

É URGENTE QUE A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E O GOVERNO DEBATAM A SITUAÇÃO DIFÍCIL DOS PROFISSIONAIS DO SNS SE QUISEREM EVITAR A DESTRUIÇÃO DO SNS – por EUGÉNIO ROSA

OS ENCARGOS ATUAIS COM PESSOAL NO SNS CONTINUAM A SER INFERIORES AOS DE 2010 A REDUÇÃO DA REMUNERAÇÃO BASE MÉDIA REAL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE ENTRE 2010 E 2019 FOI MAIOR DEVIDO AOS ENORMES AUMENTOS DO IRS E DA ADSE,

É URGENTE QUE A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E O GOVERNO DEBATAM A SITUAÇÃO DIFÍCIL DOS PROFISSIONAIS DO SNS SE QUISEREM EVITAR A DESTRUIÇÃO DO SNS – por EUGÉNIO ROSA

OS ENCARGOS ATUAIS COM PESSOAL NO SNS CONTINUAM A SER INFERIORES AOS DE 2010 A REDUÇÃO DA REMUNERAÇÃO BASE MÉDIA REAL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE ENTRE 2010 E 2019 FOI MAIOR DEVIDO AOS ENORMES AUMENTOS DO IRS E DA ADSE,

INFORMAÇÃO 4/2019 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – NÃO É VERDADE QUE A “ADSE ABATE 13 MILHÕES À DIVIDA DOS HOSPITAIS PRIVADOS” COMO DIVULGOU O “PÚBLICO” EM 24 DE MAIO DE 2019 – por EUGÉNIO ROSA

O CONSELHO DIRETIVO DA ADSE NÃO ABATEU NEM PERDOOU 13 MILHÕES € DAS DÍVIDAS DOS HOSPITAIS PRIVADOS OS DESCONTOS E OS CUSTOS COM OS REGIMES CONVENCIONADO E LIVRE EM 2018 O SALDO EM DINHEIRO ATINGIA 582 MILHÕES € MAS DÍVIDAS

INFORMAÇÃO 4/2019 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – NÃO É VERDADE QUE A “ADSE ABATE 13 MILHÕES À DIVIDA DOS HOSPITAIS PRIVADOS” COMO DIVULGOU O “PÚBLICO” EM 24 DE MAIO DE 2019 – por EUGÉNIO ROSA

O CONSELHO DIRETIVO DA ADSE NÃO ABATEU NEM PERDOOU 13 MILHÕES € DAS DÍVIDAS DOS HOSPITAIS PRIVADOS OS DESCONTOS E OS CUSTOS COM OS REGIMES CONVENCIONADO E LIVRE EM 2018 O SALDO EM DINHEIRO ATINGIA 582 MILHÕES € MAS DÍVIDAS

SALÁRIOS REAIS DIMINUEM EM PORTUGAL ENTRE 2015 E 2018 SEGUNDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO – por EUGÉNIO ROSA

http://gep.msess.gov.pt/estatistica/gerais/be.html Quadro 1 – Evolução da Remuneração Base Mensal e do Ganho Mensal nominais e reais dos trabalhadores portugueses – setor privado- período 2015/2018 A EXPULSÃO PARA O ESTRANGEIRO DOS TRABALHADORES MAIS QUALIFICADOS Quadro 2 – A variação da Remuneração

SALÁRIOS REAIS DIMINUEM EM PORTUGAL ENTRE 2015 E 2018 SEGUNDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO – por EUGÉNIO ROSA

http://gep.msess.gov.pt/estatistica/gerais/be.html Quadro 1 – Evolução da Remuneração Base Mensal e do Ganho Mensal nominais e reais dos trabalhadores portugueses – setor privado- período 2015/2018 A EXPULSÃO PARA O ESTRANGEIRO DOS TRABALHADORES MAIS QUALIFICADOS Quadro 2 – A variação da Remuneração

O BANCO MONTEPIO EM 2018, por EUGÉNIO ROSA

O BANCO MONTEPIO EM 2018: liquidez confortável mas negócio bancário em queda e sem indícios de recuperação e a urgência de afastar a administração de Tomás Correia da Associação Mutualista que está a contaminar todo o grupo e a dificultar

O BANCO MONTEPIO EM 2018, por EUGÉNIO ROSA

O BANCO MONTEPIO EM 2018: liquidez confortável mas negócio bancário em queda e sem indícios de recuperação e a urgência de afastar a administração de Tomás Correia da Associação Mutualista que está a contaminar todo o grupo e a dificultar

INFORMAÇÃO 3/2019 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – AS DESIGUALDADES NO TRATAMENTO DOS BENEFICIÁRIOS HERDADAS DO PASSADO QUE AINDA EXISTEM NA ADSE – por EUGÉNIO ROSA

AS DESIGUALDADES NO TRATAMENTO DOS BENEFICIÁRIOS HERDADAS DO PASSADO QUE AINDA EXISTEM NA ADSE: uns beneficiários em internamentos longos (cuidados continuados) podem ter apoios até 2.394€/mês no Regime convencionado e até 6.621€/mês no Regime livre, enquanto outros em lares têm

INFORMAÇÃO 3/2019 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – AS DESIGUALDADES NO TRATAMENTO DOS BENEFICIÁRIOS HERDADAS DO PASSADO QUE AINDA EXISTEM NA ADSE – por EUGÉNIO ROSA

AS DESIGUALDADES NO TRATAMENTO DOS BENEFICIÁRIOS HERDADAS DO PASSADO QUE AINDA EXISTEM NA ADSE: uns beneficiários em internamentos longos (cuidados continuados) podem ter apoios até 2.394€/mês no Regime convencionado e até 6.621€/mês no Regime livre, enquanto outros em lares têm

OS PROJETOS DA NOVA LEI DE BASES DA SAÚDE EM DEBATE NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NÃO RESOLVEM OS PROBLEMAS GRAVES DO SERVIÇO NACIONAL SAÚDE (SNS) – por EUGÉNIO ROSA

A REDUÇÃO DA DESPESA COM A SAÚDE (pública + privada) EM PORTUGAL O SUBFINANCIAMENTO CRÓNICO DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE (SNS) EM NENHUM DOS PROJETOS DE NOVA LEI DE BASES DE SAÚDE EXISTE QUALQUER NORMA QUE PONHA UM TRAVÃO À

OS PROJETOS DA NOVA LEI DE BASES DA SAÚDE EM DEBATE NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NÃO RESOLVEM OS PROBLEMAS GRAVES DO SERVIÇO NACIONAL SAÚDE (SNS) – por EUGÉNIO ROSA

A REDUÇÃO DA DESPESA COM A SAÚDE (pública + privada) EM PORTUGAL O SUBFINANCIAMENTO CRÓNICO DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE (SNS) EM NENHUM DOS PROJETOS DE NOVA LEI DE BASES DE SAÚDE EXISTE QUALQUER NORMA QUE PONHA UM TRAVÃO À

A IMPORTÂNCIA DAS MULHERES NA CRIAÇÃO DE RIQUEZA E NO DESENVOLVIMENTO DO PAÍS E COMO CONTINUA A SER DESVALORIZADA A SUA CONTRIBUIÇÃO – por EUGÉNIO ROSA.

A MULHER JÁ CONSTITUI QUASE METADE DA POPULAÇÃO ATIVA DO PAÍS E MUITO MAIS DE METADE DA POPULAÇÃO ATIVA COM O ENSINO SUPERIOR Quadro 1 – População ativa por níveis de escolaridade e por sexo Quadro 2 – A subutilização

A IMPORTÂNCIA DAS MULHERES NA CRIAÇÃO DE RIQUEZA E NO DESENVOLVIMENTO DO PAÍS E COMO CONTINUA A SER DESVALORIZADA A SUA CONTRIBUIÇÃO – por EUGÉNIO ROSA.

A MULHER JÁ CONSTITUI QUASE METADE DA POPULAÇÃO ATIVA DO PAÍS E MUITO MAIS DE METADE DA POPULAÇÃO ATIVA COM O ENSINO SUPERIOR Quadro 1 – População ativa por níveis de escolaridade e por sexo Quadro 2 – A subutilização

A SUBUTILIZAÇÃO DO TRABALHO EM PORTUGAL, OS BAIXOS SALÁRIOS E AS BAIXÍSSIMAS PENSÕES, E A REDUZIDA COBERTURA DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO – por EUGÉNIO ROSA.

A SUBUTILIZAÇÃO DO TRABALHO REDUZIU-SE EM PORTUGAL MAS É AINDA INSUFICIENTE, A PERPETUAÇÃO DOS BAIXOS SALÁRIOS EXPULSA PARA O ESTRANGEIRO OS MAIS QUALIFICADOS. Quadro 1 – A dimensão da subutilização do trabalho em Portugal – 2015/2018 Quadro 2- Salários líquidos

A SUBUTILIZAÇÃO DO TRABALHO EM PORTUGAL, OS BAIXOS SALÁRIOS E AS BAIXÍSSIMAS PENSÕES, E A REDUZIDA COBERTURA DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO – por EUGÉNIO ROSA.

A SUBUTILIZAÇÃO DO TRABALHO REDUZIU-SE EM PORTUGAL MAS É AINDA INSUFICIENTE, A PERPETUAÇÃO DOS BAIXOS SALÁRIOS EXPULSA PARA O ESTRANGEIRO OS MAIS QUALIFICADOS. Quadro 1 – A dimensão da subutilização do trabalho em Portugal – 2015/2018 Quadro 2- Salários líquidos

A GESTÃO RUINOSA DA ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA, A SITUAÇÃO DO BANCO MONTEPIO E A DIFÍCIL SITUAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA, E O RISCO DO BANCO TER DE PAGAR AINDA AS COIMAS APLICADAS À ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA

A DIMENSÃO DA DESTRUIÇÃO CAUSADA PELA ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA Quadro 1 – Dados das contas do Banco Montepio – destruição causada por Tomás Correia A SITUAÇÃO DO BANCO MONTEPIO E A SITUAÇÃO DIFÍCIL DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA Quadro 2 –

A GESTÃO RUINOSA DA ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA, A SITUAÇÃO DO BANCO MONTEPIO E A DIFÍCIL SITUAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA, E O RISCO DO BANCO TER DE PAGAR AINDA AS COIMAS APLICADAS À ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA

A DIMENSÃO DA DESTRUIÇÃO CAUSADA PELA ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA Quadro 1 – Dados das contas do Banco Montepio – destruição causada por Tomás Correia A SITUAÇÃO DO BANCO MONTEPIO E A SITUAÇÃO DIFÍCIL DA ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA Quadro 2 –