IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (20)

imagenspoesia1

OLHO PARA TI

DSC07165-X-960x

Olho para ti
E vejo que não estás cá
Aquém
O teu corpo, sim
A mão que me afaga, também.

Saíste em busca do nada
Do cheiro da madressilva em mim
Do pomar que se vê ao longe, além
Do doce sabor da amora
E da felicidade sonhada

Olho para ti
Sentindo o teu perfume.
Ao que cheira nem eu sei;
A água de rosas
Da cor do lume
Ou a algum pomar que atravessei.

 

(In Uma, Duas Vezes e Três)

7 Comments

  1. Aos poetas deve-se perguntar se poderiam viver sem escrever. Se a resposta for negativa, estamos perante aqueles que fazem a verdadeira poesia.

Leave a Reply