UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (213)

.

FRANCISCO DA SILVA GOUVEIA

Como muitos outros nossos importantes conterrâneos, está, este ilustre Portuense, esquecido. Ninguém, ou muito pouca gente, sabe quem ele foi.

Este ano fez 145 anos que nasceu e na próxima quinta-feira, 28 deste mês de Dezembro, fará 66 que faleceu.

Está enterrado, ao lado da sua mulher Claire Jeancourt Gouveia, no cemitério de Agramonte.

 

FRANCISCO DA SILVA GOUVEIA
imagem internet

 

Foi um dos mais importantes escultores da sua época e autor da mais célebre estatueta, de Eça de Queirós, alguma vez feita.

Desenhador exímio, escultor de excelência e poeta, obteve das maiores honrarias na sua vida profissional.

Recebeu em 1900, na Grande Exposição Universal de Paris, a medalha de prata, e foi agraciado pelo Rei D. Carlos com a Ordem de Sant’Iago da Espada.

Filho de um abastado comerciante da Rua de São João, desde cedo mostrou interesse pelo desenho. Por influência do seu tio, Caetano Pinho da Silva, foi estudar para a Academia Portuense de Belas Artes.

Terminado o curso, partiu para Paris, onde foi discípulo de Auguste Rodin e de Jean Antoine Injalbert, e recebeu aulas de Alexandre Falguière, Denys Puech e Pierre Louis Rouillard, sendo admitido na Academia Julien e Calaron.

Francisco da Silva Gouveia casou com Claire Jeancourt Gouveia, na igreja de Notre Dame des Champs, em Paris, tendo como madrinha a Senhora Duquesa de Palmela.

Regressado a Portugal, promoveu muitas exposições individuais e viveu os seus últimos anos no Lar da Ordem Terceira do Carmo, onde tinha um quarto com janelas viradas para a Praça de Carlos Alberto.

Entre muitos trabalhos, e com a prestimosa colaboração da Casa Museu Teixeira Lopes, aqui vos deixo uma das peças do escultor, que se encontra  em exposição.

 

Estatueta “JOVEM MÃE” 1909
25cm altura
Colecção Casa Museu Teixeira Lopes – cmtl 000323

 

E este é o desenho da mais célebre estatueta feita sobre Eça de Queirós

 

.

.

.

.

HOJE COMEÇOU O INVERNO

Hoje, 21 de Dezembro, comemora-se o Solstício de Inverno.

Começou oficialmente o Inverno no Hemisfério Norte,

e o Verão no Hemisfério Sul.

O início do Inverno deu-se  quando foram 16h28m em Portugal.

Hoje, temos o dia mais curto do ano, e vamos ter a noite mais longa!

.

.

 

0

ENTRETANTO,

DESEJO

UM

 

Imagens tiradas da internet

.

.

 

 

.

About José Fernando Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

5 comments

  1. Pingback: UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (213) | joanvergall

  2. Inácio Marques de Sousa

    Meu caro Amigo José Magalhães, agradeço-lhe os Votos e devolvo com muita consideração e amizade.
    Mais um bom trabalho a merecer parabéns.

    Liked by 1 person

  3. Pois eu era mais um que desconhecia a obra do Silva Gouveia…
    Agradeço a lição bem como os votos de Boas Festas que retribuo com Amizade.
    Um abraço.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: