Category Archives: Política

O NOSSO RESPEITO POR ASSANGE – ASSANGE, por ERIC WERNER

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   O que é um herói, pergunta o estudante? Estás a pensar em Assange, disse o advogado? Um herói é alguém que prefere a glória, mas à custa de uma morte rápida em

O NOSSO RESPEITO POR ASSANGE – ASSANGE, por ERIC WERNER

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   O que é um herói, pergunta o estudante? Estás a pensar em Assange, disse o advogado? Um herói é alguém que prefere a glória, mas à custa de uma morte rápida em

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro. Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. Uma retrospetiva: o que significou realmente “a partilha de riscos” na zona euro  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 11 de outubro de 2018 (texto original aqui) O presente

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 14. Uma análise sobre a criação da União Europeia e sobre a sua trajetória até aos dias de hoje – Parte II

(Entrevista a  Olivier Delorme por GALAAD WILGOS, 04/12/2018)

Dito isto, acredito agora que a dissolução da UE deixará de ter lugar de forma pacífica, negociada e regular, como seria desejável. Devido à falta de coragem de todas as forças políticas constituídas, da sua recusa em explicar claramente porque razão é necessário sair deste impasse, da sua teimosia em cultivar ambiguidades e artifícios (Plano A – Plano B, desobediência aos tratados…), o que reflete quer a trágica ilusão de que tudo pode ser mudado neste edifício, quer o desejo de esconder que nada será mudado.
.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 14. Uma análise sobre a criação da União Europeia e sobre a sua trajetória até aos dias de hoje – Parte II

(Entrevista a  Olivier Delorme por GALAAD WILGOS, 04/12/2018)

Dito isto, acredito agora que a dissolução da UE deixará de ter lugar de forma pacífica, negociada e regular, como seria desejável. Devido à falta de coragem de todas as forças políticas constituídas, da sua recusa em explicar claramente porque razão é necessário sair deste impasse, da sua teimosia em cultivar ambiguidades e artifícios (Plano A – Plano B, desobediência aos tratados…), o que reflete quer a trágica ilusão de que tudo pode ser mudado neste edifício, quer o desejo de esconder que nada será mudado.
.

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (2/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,

BRASIL DE FATO – A IMPOTÊNCIA DOS ECONOMISTAS LIBERAIS, por JOSÉ LUÍS FIORI – enviado por CAMILO JOSEPH

  Eles raciocinam como se estivessem no ponto zero da história, dentro de uma economia homogênea e com atores equipotentes   José Luís Fiori* Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ), 10 de Abril de 2019     “Quem

BRASIL DE FATO – A IMPOTÊNCIA DOS ECONOMISTAS LIBERAIS, por JOSÉ LUÍS FIORI – enviado por CAMILO JOSEPH

  Eles raciocinam como se estivessem no ponto zero da história, dentro de uma economia homogênea e com atores equipotentes   José Luís Fiori* Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ), 10 de Abril de 2019     “Quem

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (1/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (1/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (1/2). Por Marcello Minenna, Giovanni Dosi e Andrea Roventini

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 13. Expansões monetárias do BCE e desequilíbrios doTARGET2 na zona euro: uma decomposição baseada na balança de pagamentos (1/2)  Por Marcello Minenna – Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), Rome,

A GALIZA COMO TAREFA – geografia – Ernesto V. Souza

Nos últimos anos, as escolhas da Real Academia Galega afastaram-me mais que muito de uma celebração muito querida e que me pareceu, desde que lembre, um grande acerto político e cultural, académico e popular. O Dia das Letras galegas, já

A GALIZA COMO TAREFA – geografia – Ernesto V. Souza

Nos últimos anos, as escolhas da Real Academia Galega afastaram-me mais que muito de uma celebração muito querida e que me pareceu, desde que lembre, um grande acerto político e cultural, académico e popular. O Dia das Letras galegas, já

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 12. Segregação de risco e fragilidade de mercado na zona euro . Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 12. Segregação de risco e fragilidade de mercado na zona euro   Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em em 8 de Junho de 2018 (texto original aqui) O presente texto é de

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 12. Segregação de risco e fragilidade de mercado na zona euro . Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 12. Segregação de risco e fragilidade de mercado na zona euro   Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em em 8 de Junho de 2018 (texto original aqui) O presente texto é de

O acordo da Itália com a China: Muita excitação sobre quase nada. Por Domenico Mario Nuti

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Agradecemos a Domenico Mario Nuti o envio deste texto, com o título original Italy’s deal with China: Much Ado About Nothing Much. Este texto foi publicado por DOC Research Institute (ver aqui) O

O acordo da Itália com a China: Muita excitação sobre quase nada. Por Domenico Mario Nuti

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Agradecemos a Domenico Mario Nuti o envio deste texto, com o título original Italy’s deal with China: Much Ado About Nothing Much. Este texto foi publicado por DOC Research Institute (ver aqui) O

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 11. Chegar às euro-obrigações através da reforma do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 11. Chegar às euro-obrigações através da reforma do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE)  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 21 de novembro de 2017 (texto aqui) O seguinte texto sobre

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 11. Chegar às euro-obrigações através da reforma do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE). Por Marcello Minenna

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 11. Chegar às euro-obrigações através da reforma do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE)  Por Marcello Minenna Publicado por Financial Times, Alphaville, em 21 de novembro de 2017 (texto aqui) O seguinte texto sobre

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 10. TARGET2 e os Balanços do Banco Central (5/5). Por Karl Whelan

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 10. TARGET2 e os Balanços do Banco Central (5/5) Por Karl Whelan  University College Dublin, Novo rascunho em 17 de março de 2013 (texto original aqui) [Nota do editor: em virtude da extensão do

Do plano técnico ao plano político: do sistema Target 2 à fragmentação financeira da União Europeia – 10. TARGET2 e os Balanços do Banco Central (5/5). Por Karl Whelan

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 10. TARGET2 e os Balanços do Banco Central (5/5) Por Karl Whelan  University College Dublin, Novo rascunho em 17 de março de 2013 (texto original aqui) [Nota do editor: em virtude da extensão do

HÉLDER MATEUS DA COSTA – UM JANTAR EM LOS ANGELES

  Alguns amigos perguntam -me porque é que deixei de escrever com alguma frequência sobre o que se passa urbi et orbi. Porque me cansei de ver que tudo de ordinário e péssimo passava incólume a qualquer crítica ou indignação.Mas

HÉLDER MATEUS DA COSTA – UM JANTAR EM LOS ANGELES

  Alguns amigos perguntam -me porque é que deixei de escrever com alguma frequência sobre o que se passa urbi et orbi. Porque me cansei de ver que tudo de ordinário e péssimo passava incólume a qualquer crítica ou indignação.Mas

Uma análise das tentativas de descredibilização dos Coletes Amarelos. Por Júlio Marques Mota

Uma carta a uma amiga minha, a Maria Odete, em torno de uma conversa entre nós havida  Por Júlio Marques Mota em 28 de março de 2019 Ontem, a falar com uma velha amiga minha, Maria Odete, pessoa mais entrada

Uma análise das tentativas de descredibilização dos Coletes Amarelos. Por Júlio Marques Mota

Uma carta a uma amiga minha, a Maria Odete, em torno de uma conversa entre nós havida  Por Júlio Marques Mota em 28 de março de 2019 Ontem, a falar com uma velha amiga minha, Maria Odete, pessoa mais entrada