Posts Tagged: política

Autópsia de uma morte já anunciada, a do PSF

Júlio Marques Mota

A história de uma morte anunciada e pelos vistos bem desejada pelos altos quadros do PSF tem dois grandes marcos bem claros a assinalar o seu começo como tragédia e o seu fim como farsa: a posição de Mitterrand I em Março de 1983 quando faz a sua viragem à direita, para as políticas de rigor, faltando às promessas eleitorais que lhe deram o cargo de Presidente e a sua opção consequente foi então optar por satisfazer a Alemanha  de Helmut  Kohl  contra a maioria de todos aqueles que o elegeram.

Autópsia de uma morte já anunciada, a do PSF

Júlio Marques Mota

A história de uma morte anunciada e pelos vistos bem desejada pelos altos quadros do PSF tem dois grandes marcos bem claros a assinalar o seu começo como tragédia e o seu fim como farsa: a posição de Mitterrand I em Março de 1983 quando faz a sua viragem à direita, para as políticas de rigor, faltando às promessas eleitorais que lhe deram o cargo de Presidente e a sua opção consequente foi então optar por satisfazer a Alemanha  de Helmut  Kohl  contra a maioria de todos aqueles que o elegeram.

Legislativas em França – Macron: a festa já acabou! Por Jean-Luc Gréau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Legislativas em França – Macron: a festa já acabou! Muitas catástrofes no horizonte Por Jean-Luc Gréau, economista francês   Publicado por Causeur.fr em 8 de junho de 2017 http://www.causeur.fr/macronmania-macron-legislatives-44354.html   Todas os meios

Legislativas em França – Macron: a festa já acabou! Por Jean-Luc Gréau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Legislativas em França – Macron: a festa já acabou! Muitas catástrofes no horizonte Por Jean-Luc Gréau, economista francês   Publicado por Causeur.fr em 8 de junho de 2017 http://www.causeur.fr/macronmania-macron-legislatives-44354.html   Todas os meios

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França, por Júlio Marques Mota (última parte)

Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França       Por Júlio Marques Mota, 30 de maio de 2017 (última parte)  Mas se a explicitação

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França, por Júlio Marques Mota (última parte)

Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França       Por Júlio Marques Mota, 30 de maio de 2017 (última parte)  Mas se a explicitação

Legislativas : para uma Assembleia (verdadeiramente) nacional, por Gil Mihaely

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Legislativas : para uma Assembleia (verdadeiramente) nacional Se não houver maioria, Macron deverá ter em conta a opinião pública. Por Gil Mihaely,  historiador e  diretor da revista Causeur Publicado em 9 de junho de 2017

Legislativas : para uma Assembleia (verdadeiramente) nacional, por Gil Mihaely

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Legislativas : para uma Assembleia (verdadeiramente) nacional Se não houver maioria, Macron deverá ter em conta a opinião pública. Por Gil Mihaely,  historiador e  diretor da revista Causeur Publicado em 9 de junho de 2017

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França, por Júlio Marques Mota (1ª parte)

Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França       Por Júlio Marques Mota, 30 de maio de 2017 (1ª parte)  Dedico esta peça sobretudo

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França, por Júlio Marques Mota (1ª parte)

Em jeito de conclusão: Considerações à volta de algumas razões que levaram ao desastre e à farsa das eleições presidenciais em França       Por Júlio Marques Mota, 30 de maio de 2017 (1ª parte)  Dedico esta peça sobretudo

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.12 – Da natureza do fascismo e do recurso ao argumento moral, por Claude Rochet

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.12 – Da natureza do fascismo e do recurso ao argumento moral  Por Claude Rochet, 29

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.12 – Da natureza do fascismo e do recurso ao argumento moral, por Claude Rochet

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.12 – Da natureza do fascismo e do recurso ao argumento moral  Por Claude Rochet, 29

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.10 – Macron, a grande impostura, por Jean-Loup Izambert

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.10 – Macron, a grande impostura. O que esconde Emmanuel Macron aos franceses.  Por Jean-Loup Izambert,

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.10 – Macron, a grande impostura, por Jean-Loup Izambert

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.10 – Macron, a grande impostura. O que esconde Emmanuel Macron aos franceses.  Por Jean-Loup Izambert,

Crónica sobre os anos 80, sobre “VIVA A CRISE! “

Júlio Marques Mota

“Eles enterraram tudo – a utopia, o pensamento crítico, a contestação, Marx, o comunismo e mesmo a história. O nosso mundo tornou-se um campo de ruínas, quando o deles se mostrava cheio de beleza e se afirmava com altivez, certo da superioridade das suas palavras de ordem: submissão ao mercado, à modernização tecnocrática, ao espírito de empresa e ao dinheiro-rei.

Crónica sobre os anos 80, sobre “VIVA A CRISE! “

Júlio Marques Mota

“Eles enterraram tudo – a utopia, o pensamento crítico, a contestação, Marx, o comunismo e mesmo a história. O nosso mundo tornou-se um campo de ruínas, quando o deles se mostrava cheio de beleza e se afirmava com altivez, certo da superioridade das suas palavras de ordem: submissão ao mercado, à modernização tecnocrática, ao espírito de empresa e ao dinheiro-rei.

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.9 – Emmanuel Macron: este homem é perigoso, por Anicet Le Pors

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.9 – Emmanuel Macron: este homem é perigoso Por Anicet Le Pors, 4 de maio de

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.9 – Emmanuel Macron: este homem é perigoso, por Anicet Le Pors

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder Texto 4.9 – Emmanuel Macron: este homem é perigoso Por Anicet Le Pors, 4 de maio de

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.8 – Frente Republicana: inventário antes da liquidação, por Oudy Ch. Bloch

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder   Texto 4. 8 – Frente Republicana: inventário antes da liquidação.  Provavelmente será a última vez que

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4.8 – Frente Republicana: inventário antes da liquidação, por Oudy Ch. Bloch

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder   Texto 4. 8 – Frente Republicana: inventário antes da liquidação.  Provavelmente será a última vez que

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4. 6 – Presidenciais: a armadilha Macron–Le Pen, por Régis de Castelnau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder  Texto 4. 6 – Presidenciais: a armadilha Macron–Le Pen. Porque estamos a viver uma situação gravíssima [1]   Régis

De uma crise a outra, dos anos de Mitterrand aos anos de Hollande, da tragédia de outrora à farsa de agora. 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder. Texto 4. 6 – Presidenciais: a armadilha Macron–Le Pen, por Régis de Castelnau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4ª Parte: Os tempos do declínio de Hollande, os da farsa, os da transmissão do poder  Texto 4. 6 – Presidenciais: a armadilha Macron–Le Pen. Porque estamos a viver uma situação gravíssima [1]   Régis