Posts Tagged: bill mitchell

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 8. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 5 – conclusão. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 8. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 5 – conclusão. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 7. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 4 – edição robot. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 7. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 4 – edição robot. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 6. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 3. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 6. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 3. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 5. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 2. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 5. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 2. Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 4. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 1. Por Bill Mitchell.

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 4. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 1. Por Bill Mitchell.

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui) – de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 3. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 0. O trabalho é importante para o bem estar humano. Por Bill Mitchell.

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui)– de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito no

Ajudará o rendimento básico universal à recuperação do trabalhismo britânico? – 3. Justificar-se-á o rendimento básico garantido? Parte 0. O trabalho é importante para o bem estar humano. Por Bill Mitchell.

Seleção e tradução de Francisco Tavares _____________________ Publicamos uma minisérie de 8 textos sobre o debate rendimento básico universal versus garantia de emprego. O primeiro texto (ver aqui)– de Guy Standing – datado de 15 de janeiro último, escrito no

A DISTOPIA DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS DA AUSTRÁLIA – UMA OUTRA ENTRADA PARA O BOLETIM NEOLIBERAL – por BILL MITCHELL

Australia’s bushfire dystopia – another entry for the neoliberal report card, por Bill Mitchell Bill Mitchell – Modern Monetary Theory, 9 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A crise da Austrália É difícil sentir

A DISTOPIA DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS DA AUSTRÁLIA – UMA OUTRA ENTRADA PARA O BOLETIM NEOLIBERAL – por BILL MITCHELL

Australia’s bushfire dystopia – another entry for the neoliberal report card, por Bill Mitchell Bill Mitchell – Modern Monetary Theory, 9 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A crise da Austrália É difícil sentir

O fim do dinheiro. Por Chris Martenson

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _____________________________ Dada a relevância do tema do texto e das omissões e incorreções que contém, serão apresentados comentários onde se nos afigurou serem mais relevantes. JM ______________________________ O fim do dinheiro Prepare-se para

O fim do dinheiro. Por Chris Martenson

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _____________________________ Dada a relevância do tema do texto e das omissões e incorreções que contém, serão apresentados comentários onde se nos afigurou serem mais relevantes. JM ______________________________ O fim do dinheiro Prepare-se para

Será que a Teoria Monetária Moderna (MMT) nos poderia realmente salvar? Por Charles Hugh Smith

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _____________________________ Dada a relevância do tema do texto e das omissões e incorreções que contém, serão apresentados comentários onde se nos afigurou serem mais relevantes. JM ______________________________ Será que a Teoria Monetária Moderna

Será que a Teoria Monetária Moderna (MMT) nos poderia realmente salvar? Por Charles Hugh Smith

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _____________________________ Dada a relevância do tema do texto e das omissões e incorreções que contém, serão apresentados comentários onde se nos afigurou serem mais relevantes. JM ______________________________ Será que a Teoria Monetária Moderna

Crise da democracia, crise da Política, Crise da Economia: o olhar de alguns analistas não neoliberais – 16. A zona euro, um castelo de cartas a cair (conclusão). Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   16. A zona euro, um castelo de cartas a cair – condenada desde o início (conclusão)         Por Bill Mitchell, publicado em 26 de outubro de 2016   (conclusão)

Crise da democracia, crise da Política, Crise da Economia: o olhar de alguns analistas não neoliberais – 16. A zona euro, um castelo de cartas a cair (conclusão). Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   16. A zona euro, um castelo de cartas a cair – condenada desde o início (conclusão)         Por Bill Mitchell, publicado em 26 de outubro de 2016   (conclusão)

Crise da democracia, crise da Política, Crise da Economia: o olhar de alguns analistas não neoliberais – 16. A zona euro, um castelo de cartas a cair (1ª parte). Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota     16. A zona euro, um castelo de cartas a cair – condenada desde o início (1ª parte)           Por Bill Mitchell, publicado em 26 de outubro de

Crise da democracia, crise da Política, Crise da Economia: o olhar de alguns analistas não neoliberais – 16. A zona euro, um castelo de cartas a cair (1ª parte). Por Bill Mitchell

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota     16. A zona euro, um castelo de cartas a cair – condenada desde o início (1ª parte)           Por Bill Mitchell, publicado em 26 de outubro de

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 3ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuízos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente – 3ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 3ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuízos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente – 3ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 2ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuizos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente- 2ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC will

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 2ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuizos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente- 2ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC will

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 1ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuizos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente- 1ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC will

CRISE DA DEMOCRACIA, CRISE DA POLÍTICA, CRISE DA ECONOMIA: O OLHAR DE ALGUNS ANALISTAS NÃO NEOLIBERAIS – 11. O MERCADO DE TRABALHO AMERICANO A DEGRADAR-SE: OS PREJUIZOS DA GRANDE CRISE FINANCEIRA TEM AINDA UMA LONGA VIDA PELA FRENTE- 1ª PARTE – por BILL MITCHELL

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota O mercado de trabalho americano a degradar-se: os prejuizos da grande crise financeira tem ainda uma longa vida pela frente- 1ª Parte Bill Mitchell, US labour market deteriorating – the losses from GFC will