Posts Tagged: contos & crónicas

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – NOTICIÁRIOS INVENTADOS – MÚSICA

    Na sequência largamente noticiada nos media (e com o habitual furor das inteligentes e atentas redes sociais) sobre o que se passou naquela importante e internacional urbe e mundialmente conhecida capital da cultura – que aqui entre nós

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – NOTICIÁRIOS INVENTADOS – MÚSICA

    Na sequência largamente noticiada nos media (e com o habitual furor das inteligentes e atentas redes sociais) sobre o que se passou naquela importante e internacional urbe e mundialmente conhecida capital da cultura – que aqui entre nós

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – AS CONFUSÕES POLÍTICAS

  Adoro (e simultaneamente confundem-me) as confusões políticas. E quanto mais actuais, melhor, mais efervescentes mais apetitosas e degustativas. Sobretudo as daquela interessante Esquerda (as da Direita já nem me preocupam, apenas nelas cago, já que tenho outras ideias e

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – AS CONFUSÕES POLÍTICAS

  Adoro (e simultaneamente confundem-me) as confusões políticas. E quanto mais actuais, melhor, mais efervescentes mais apetitosas e degustativas. Sobretudo as daquela interessante Esquerda (as da Direita já nem me preocupam, apenas nelas cago, já que tenho outras ideias e

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – EXISTO, LOGO PENSO

    Eu acho extremamente interessante que amigos meus – pessoas naturalmente com uma formação de Esquerda, como eu – confiem, aplaudam e depositem secretas (ou até menos secretas) esperanças nas pessoas. Na populaça. No chamado e indefinido Povo, uma

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – EXISTO, LOGO PENSO

    Eu acho extremamente interessante que amigos meus – pessoas naturalmente com uma formação de Esquerda, como eu – confiem, aplaudam e depositem secretas (ou até menos secretas) esperanças nas pessoas. Na populaça. No chamado e indefinido Povo, uma

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – UM MONTE PIO

    O Montepio. Um nome tão santo! Monte,  traço,  Pio.  Ou então Monte (sem traço) Pio. Ou já mais modernamente, Monte (simplesmente) pio. Tudo junto. Montepio, prontos. Tal qual e tão santo como o Espírito Santo, por exemplo. Uma

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – UM MONTE PIO

    O Montepio. Um nome tão santo! Monte,  traço,  Pio.  Ou então Monte (sem traço) Pio. Ou já mais modernamente, Monte (simplesmente) pio. Tudo junto. Montepio, prontos. Tal qual e tão santo como o Espírito Santo, por exemplo. Uma

CONTOS & CRÓNICAS – AS MEMÓRIAS DO CINEMA OLYMPIA – uma crónica revivalista, de CARLOS REIS

    O Jazz dançado dos anos 40, aqui com o Glenn Miller, num excerto de um filme ultra-piroso com uma actor super-hiper-ultra-piroso chamado John Payne. Tão realmente pires e canastrão que se percebe logo que está a fingir que

CONTOS & CRÓNICAS – AS MEMÓRIAS DO CINEMA OLYMPIA – uma crónica revivalista, de CARLOS REIS

    O Jazz dançado dos anos 40, aqui com o Glenn Miller, num excerto de um filme ultra-piroso com uma actor super-hiper-ultra-piroso chamado John Payne. Tão realmente pires e canastrão que se percebe logo que está a fingir que

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – MONARKIAS

    Vocês desculpem-me, mas eu adoro as monarquias. São giras, são vistosas, são genuína e lapalissemente reais. Coloridas. Folclóricas e sempre cheias de povo à volta (cada vez menos, é assim infelizmente: só minorias são esclarecidas) há um fulgor,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – MONARKIAS

    Vocês desculpem-me, mas eu adoro as monarquias. São giras, são vistosas, são genuína e lapalissemente reais. Coloridas. Folclóricas e sempre cheias de povo à volta (cada vez menos, é assim infelizmente: só minorias são esclarecidas) há um fulgor,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O PAÍS MEDÍOCRE – O CENTENO

    Ainda bem que sempre declinei convites para pertencer (pertencer, que expressão horrível) a este ou àquele Partido (de Esquerda, claro) desde os tempos do Verão quente, até hoje. Com o desenvolver desta penosa, pegajosa e reles polémica em

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O PAÍS MEDÍOCRE – O CENTENO

    Ainda bem que sempre declinei convites para pertencer (pertencer, que expressão horrível) a este ou àquele Partido (de Esquerda, claro) desde os tempos do Verão quente, até hoje. Com o desenvolver desta penosa, pegajosa e reles polémica em

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O PAÍS MEDÍOCRE – O CAVACO

    I quit! I give up…! Parte de uma letra que faz parte de um curioso e já antigo tema musical (https://www.youtube.com/watch?v=q_GkjymuQ9U) expressão que eu subscrevo, relativamente a este país. A este sub-país – terminologia do meu velho e

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O PAÍS MEDÍOCRE – O CAVACO

    I quit! I give up…! Parte de uma letra que faz parte de um curioso e já antigo tema musical (https://www.youtube.com/watch?v=q_GkjymuQ9U) expressão que eu subscrevo, relativamente a este país. A este sub-país – terminologia do meu velho e

CONTOS & CRÓNICAS – COMO É POSSIVEL? – por Hélder Mateus da Costa

    O homem passa a vida a dizer mentiras, não se cala e insiste insiste…é simples…ele sabe que os “Seus” sabem que é mentira e ficam armados para tratarem da saúde aos amigalhaços, que também sabem que é mentira,

CONTOS & CRÓNICAS – COMO É POSSIVEL? – por Hélder Mateus da Costa

    O homem passa a vida a dizer mentiras, não se cala e insiste insiste…é simples…ele sabe que os “Seus” sabem que é mentira e ficam armados para tratarem da saúde aos amigalhaços, que também sabem que é mentira,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – LÁ VEM A CORRUPÇÃO QUE TEM MUITO QUE CONTAR

Eu tenho uma teoria, difícil de provar, eu sei. Mas também quero lá saber. Eu explico, no entanto. Não há rapazes maus? Pois não: são quase sempre péssimos, à partida. Depois e com o tempo, é que lá conseguimos discernir

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – LÁ VEM A CORRUPÇÃO QUE TEM MUITO QUE CONTAR

Eu tenho uma teoria, difícil de provar, eu sei. Mas também quero lá saber. Eu explico, no entanto. Não há rapazes maus? Pois não: são quase sempre péssimos, à partida. Depois e com o tempo, é que lá conseguimos discernir

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – SÃO TODOS TÃO QUERIDOS

  Estou fascinado. O Trump não pára (*) de nos surpreender. A sua última e derradeira nomeação política (parece que foi hoje, vejam lá, estejam atentos, vejam as tvs, vão às nets, façam a vossa obrigação) é a de um

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – SÃO TODOS TÃO QUERIDOS

  Estou fascinado. O Trump não pára (*) de nos surpreender. A sua última e derradeira nomeação política (parece que foi hoje, vejam lá, estejam atentos, vejam as tvs, vão às nets, façam a vossa obrigação) é a de um

CONTOS & CRÓNICAS – ALGÉS QUIBIR – uma crónica revivalista, de CARLOS REIS

    Não havia automóvel próprio pra domingos num outro tempo, mas podia sempre escolher-se o eléctrico desejado – comprido, curto, com atrelado, sem atrelado, franzino, gordo, arredondado, potente, sóbrio – mas o aberto, ah, o aberto! Era mesmo o

CONTOS & CRÓNICAS – ALGÉS QUIBIR – uma crónica revivalista, de CARLOS REIS

    Não havia automóvel próprio pra domingos num outro tempo, mas podia sempre escolher-se o eléctrico desejado – comprido, curto, com atrelado, sem atrelado, franzino, gordo, arredondado, potente, sóbrio – mas o aberto, ah, o aberto! Era mesmo o

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O FILME DA RTP 2 QUE PASSOU ÀS DUAS DA MADRUGADA….A ALTA BURGUESIA PORTUGUESA.

    O mais notável e espantoso (e nojento, criminoso, degradante e vil) talvez nem sejam só aquelas queridas e sofredoras famílias – assim tão indecentemente ameaçadas, as pobres, pela reles populaça, comunistas e outras andrajosas personagens do género e

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O FILME DA RTP 2 QUE PASSOU ÀS DUAS DA MADRUGADA….A ALTA BURGUESIA PORTUGUESA.

    O mais notável e espantoso (e nojento, criminoso, degradante e vil) talvez nem sejam só aquelas queridas e sofredoras famílias – assim tão indecentemente ameaçadas, as pobres, pela reles populaça, comunistas e outras andrajosas personagens do género e

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A GUERRA. E A HONESTIDADE. COISAS DIFÍCEIS DE EXPLICAR

    Não tenho (nada) de que me orgulhar. Quero eu dizer, refiro-me a Angola, ao que me calhou, à guerra colonial, aquela espécie de destino, de fado, quase que afinal de uma rotina a certa altura, um tem que

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A GUERRA. E A HONESTIDADE. COISAS DIFÍCEIS DE EXPLICAR

    Não tenho (nada) de que me orgulhar. Quero eu dizer, refiro-me a Angola, ao que me calhou, à guerra colonial, aquela espécie de destino, de fado, quase que afinal de uma rotina a certa altura, um tem que

CONTOS & CRÓNICAS – HÉLDER MATEUS DA COSTA – AMÉRICA, PRIMEIRO?

    América, primeiro? “América, primeiro !”vociferou o ridículo personagem da pala amarela, actual presidente dos Estados Unidos. O tal personagem célebre pelo reality show “ponha -se na rua!”, expulsando candiidatos a serem os tais milionários self made man, organizador

CONTOS & CRÓNICAS – HÉLDER MATEUS DA COSTA – AMÉRICA, PRIMEIRO?

    América, primeiro? “América, primeiro !”vociferou o ridículo personagem da pala amarela, actual presidente dos Estados Unidos. O tal personagem célebre pelo reality show “ponha -se na rua!”, expulsando candiidatos a serem os tais milionários self made man, organizador