Posts Tagged: josé valle de figueiredo

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (304)

O PORTO E AQUI À BEIRA, EM IMAGENS (91)               REGRESSO D’A FOZ LITERÁRIA   O Dr. José Valle de Figueiredo regressa com uma nova temporada do Ciclo Foz Literária, desta vez com a

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (304)

O PORTO E AQUI À BEIRA, EM IMAGENS (91)               REGRESSO D’A FOZ LITERÁRIA   O Dr. José Valle de Figueiredo regressa com uma nova temporada do Ciclo Foz Literária, desta vez com a

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (290)

TOMÉ DE SOUSA – SÃO PEDRO DE RATES Tomé de Sousa (1503-1579) foi um militar e político português. Primeiro Governador-geral do Brasil, cargo que exerceu de 1549 a 1553, e Fidalgo da Casa Real, Tomé de Sousa nasceu em São

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (290)

TOMÉ DE SOUSA – SÃO PEDRO DE RATES Tomé de Sousa (1503-1579) foi um militar e político português. Primeiro Governador-geral do Brasil, cargo que exerceu de 1549 a 1553, e Fidalgo da Casa Real, Tomé de Sousa nasceu em São

UMA CARTA DO PORTO – por José Fernando Magalhães (284)

  3ª ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO Forte de São João Baptista da Foz do Douro . . Sob o título genérico ” QUANDO AS PONTES TAMBÉM NOS ILUMINAM”, vai decorrer amanhã e Sábado este terceiro encontro Nacional, onde se vão

UMA CARTA DO PORTO – por José Fernando Magalhães (284)

  3ª ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO Forte de São João Baptista da Foz do Douro . . Sob o título genérico ” QUANDO AS PONTES TAMBÉM NOS ILUMINAM”, vai decorrer amanhã e Sábado este terceiro encontro Nacional, onde se vão

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (283)

E SE FALÁSSEMOS DE FÉRIAS No passado dia 15, no Forte de São João Baptista da Foz do Douro, realizou-se mais uma sessão do Ciclo Foz Literária. Sem a presença do seu Comissário, Dr. José Valle de Figueiredo, os quatro

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (283)

E SE FALÁSSEMOS DE FÉRIAS No passado dia 15, no Forte de São João Baptista da Foz do Douro, realizou-se mais uma sessão do Ciclo Foz Literária. Sem a presença do seu Comissário, Dr. José Valle de Figueiredo, os quatro

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (281)

OVAR FOI ATÉ S. PEDRO DE RATES       Por causa das comemorações dos 180 anos do nascimento de Joaquim Guilherme Gomes Coelho, o nosso Júlio Dinis, organizou a Câmara Municipal de Ovar em parceria com a Junta de

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (281)

OVAR FOI ATÉ S. PEDRO DE RATES       Por causa das comemorações dos 180 anos do nascimento de Joaquim Guilherme Gomes Coelho, o nosso Júlio Dinis, organizou a Câmara Municipal de Ovar em parceria com a Junta de

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (278)

A FOZ DO DOURO AVANÇA SOBRE A ESTRELA POR CAUSA DE RAUL BRANDÃO   Placa com desenho de Raul Brandão – de Carlos Carneiro (1928)     imagens (em baixo) da colocação de uma placa na casa onde também viveu

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (278)

A FOZ DO DOURO AVANÇA SOBRE A ESTRELA POR CAUSA DE RAUL BRANDÃO   Placa com desenho de Raul Brandão – de Carlos Carneiro (1928)     imagens (em baixo) da colocação de uma placa na casa onde também viveu

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (274)

INTEGRIDADE E CULTURA NUM HOMEM DE BEM, NUM HOMEM BOM Tive a felicidade de conhecer José Valle de Figueiredo em 2014. Há muito pouco tempo, como se vê. Estes cinco anos de convívios que semana a semana se foram tornando

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (274)

INTEGRIDADE E CULTURA NUM HOMEM DE BEM, NUM HOMEM BOM Tive a felicidade de conhecer José Valle de Figueiredo em 2014. Há muito pouco tempo, como se vê. Estes cinco anos de convívios que semana a semana se foram tornando

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (273)

O PORTO EM IMAGENS (73)                       . . .+ Foi hoje, pelas 17h30   Uma delegação de Amigos de Tondela, Parada de Gonta, Póvoa de Varzim e São Pedro de

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (273)

O PORTO EM IMAGENS (73)                       . . .+ Foi hoje, pelas 17h30   Uma delegação de Amigos de Tondela, Parada de Gonta, Póvoa de Varzim e São Pedro de

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (269)

O PORTO EM IMAGENS (70)                         . . .   . . . . . . . . .  

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (269)

O PORTO EM IMAGENS (70)                         . . .   . . . . . . . . .  

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (268)

31 de Janeiro de 1891 Revolta Republicana no Porto. A Revolta de 31 de Janeiro de 1891 foi o primeiro movimento revolucionário que teve por objectivo a implantação do regime republicano em Portugal. Com uma carga por parte da Guarda

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (268)

31 de Janeiro de 1891 Revolta Republicana no Porto. A Revolta de 31 de Janeiro de 1891 foi o primeiro movimento revolucionário que teve por objectivo a implantação do regime republicano em Portugal. Com uma carga por parte da Guarda

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (259)

O PORTO E AO SEU LADO, EM IMAGENS (2) . . . V Colóquio Internacional dos Caminhos de Santiago 16 e 17 de Novembro Igreja Românica de S. Pedro de Rates . . . MAIS UMA “FOZ LITERÁRIA” Desta vez

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (259)

O PORTO E AO SEU LADO, EM IMAGENS (2) . . . V Colóquio Internacional dos Caminhos de Santiago 16 e 17 de Novembro Igreja Românica de S. Pedro de Rates . . . MAIS UMA “FOZ LITERÁRIA” Desta vez

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (249)

SÃO PEDRO DE RATES (de novo) Como disse na crónica nº 218, de 25 de Janeiro p.p., “De vez em quando acontece, saímos do Porto!” E assim foi, mais uma vez, regressando a Rates.       Respondendo ao desafio

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (249)

SÃO PEDRO DE RATES (de novo) Como disse na crónica nº 218, de 25 de Janeiro p.p., “De vez em quando acontece, saímos do Porto!” E assim foi, mais uma vez, regressando a Rates.       Respondendo ao desafio

UMA CARTA DO PORTO – por José Magalhães (238)

2º ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO Nos passados dias 8 e 9 de Junho, realizou-se na Foz do Douro o 2º Encontro Nacional de Literaturismo, que, como da 1ª vez, teve o Comissariado do Dr. José Valle de Figueiredo. Tal como

UMA CARTA DO PORTO – por José Magalhães (238)

2º ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO Nos passados dias 8 e 9 de Junho, realizou-se na Foz do Douro o 2º Encontro Nacional de Literaturismo, que, como da 1ª vez, teve o Comissariado do Dr. José Valle de Figueiredo. Tal como

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (236)

  O PORTO EM IMAGENS (57)                   2º ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO   No dia 8 de Junho há mais um dos habituais jantares literários: “Camilo, Raul Brandão e Aquilino Ribeiro vêm

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (236)

  O PORTO EM IMAGENS (57)                   2º ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURISMO   No dia 8 de Junho há mais um dos habituais jantares literários: “Camilo, Raul Brandão e Aquilino Ribeiro vêm