Posts Tagged: política orçamental

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 2º Texto – A Alemanha – O que é que se passa com a Alemanha?

(Nick Kounis, 5 de Abril de 2019)

As autoridades alemãs poderiam fazer mais para incentivar uma transição para a procura interna, o que seria bom para a Alemanha e para a zona euro. O ponto de partida mais óbvio seria o reforço do estímulo orçamental. Na verdade, até mesmo o BCE começou a insinuar isso.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 2º Texto – A Alemanha – O que é que se passa com a Alemanha?

(Nick Kounis, 5 de Abril de 2019)

As autoridades alemãs poderiam fazer mais para incentivar uma transição para a procura interna, o que seria bom para a Alemanha e para a zona euro. O ponto de partida mais óbvio seria o reforço do estímulo orçamental. Na verdade, até mesmo o BCE começou a insinuar isso.

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 C

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3c Modern Money Mechanics, 6 de Dezembro de 2010   Compreendendo as razões de ser da tributação Num sistema assente

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 C

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3c Modern Money Mechanics, 6 de Dezembro de 2010   Compreendendo as razões de ser da tributação Num sistema assente

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 B

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3b Modern Money Mechanics, 29 de Novembro de 2010 Compreender o ambiente monetário Qualquer noção de sustentabilidade fiscal tem de

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 B

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3b Modern Money Mechanics, 29 de Novembro de 2010 Compreender o ambiente monetário Qualquer noção de sustentabilidade fiscal tem de

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 A

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3a Modern Money Mechanics, 22 de Novembro de 2010   Neste blogue irei completar a minha análise do conceito da

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 3 A

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A sustentabilidade da dívida – Parte 3 Bill Mitchell, Fiscal sustainability 101 – Part 3a Modern Money Mechanics, 22 de Novembro de 2010   Neste blogue irei completar a minha análise do conceito da

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 2 – II

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida – Parte 2 Bill Mitchell – Fiscal sustainability 101 – Part 2 Billy Blog, 16 de Junho de 2009 (conclusão) … Todos os erros de lógica

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 2 – II

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida – Parte 2 Bill Mitchell – Fiscal sustainability 101 – Part 2 Billy Blog, 16 de Junho de 2009 (conclusão) … Todos os erros de lógica

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 2 – I

Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida – Parte 2 Bill Mitchell – Fiscal sustainability 101 – Part 2 Billy Blog, 16 de Junho de 2009   Esta é a parte 2 da  minha  pequena mini-série sobre o que poderíamos

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 2 – I

Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida – Parte 2 Bill Mitchell – Fiscal sustainability 101 – Part 2 Billy Blog, 16 de Junho de 2009   Esta é a parte 2 da  minha  pequena mini-série sobre o que poderíamos

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 1B

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida Bill Mitchell, Fiscal Sustainability Modern Money Mechanics, 1 de Novembro de 2010 Um companheiro ligado ao neo-liberal  American Enterprise Institute, Desmond Lachman, também não é capaz de

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 1B

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida Bill Mitchell, Fiscal Sustainability Modern Money Mechanics, 1 de Novembro de 2010 Um companheiro ligado ao neo-liberal  American Enterprise Institute, Desmond Lachman, também não é capaz de

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 1A

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida Bill Mitchell, Fiscal Sustainability Modern Money Mechanics, 25 de Outubro de 2010 Cumprimentos  desde Amsterdão onde eu estou a partir de agora  a passar alguns dias

A CRISE AUSTERITÁRIA E A QUADRATURA DO CÍRCULO – REFLEXÕES SOBRE A CRISE DA ECONOMIA, DO PENSAMENTO ECONÓMICO E DA DEMOCRACIA – TEXTOS DE REFERÊNCIA PARA ENTENDER A REALIDADE PRESENTE – B) BILL MITCHELL. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA DÍVIDA – PARTE 1A

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Algumas questões sobre a sustentabilidade da dívida Bill Mitchell, Fiscal Sustainability Modern Money Mechanics, 25 de Outubro de 2010 Cumprimentos  desde Amsterdão onde eu estou a partir de agora  a passar alguns dias

REINO UNIDO – IMPACTO DA POLÍTICA ORÇAMENTAL DEFLACIONISTA – por TEJVAN PETTINGER

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Impacto da política orçamental deflacionista Tejvan Pettinger, Impact of deflationary fiscal policy in UK Economics.help, 6 de Fevereiro de 2015 on February 6, 2015 in economics Um relatório publicado por  NIESR sugere que austeridade levada a cabo

REINO UNIDO – IMPACTO DA POLÍTICA ORÇAMENTAL DEFLACIONISTA – por TEJVAN PETTINGER

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Impacto da política orçamental deflacionista Tejvan Pettinger, Impact of deflationary fiscal policy in UK Economics.help, 6 de Fevereiro de 2015 on February 6, 2015 in economics Um relatório publicado por  NIESR sugere que austeridade levada a cabo

PORQUE É QUE O DÉFICE ESTRUTURAL NÃO EXISTE, por JOHN WEEKS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Porque é que o Défice Estrutural   não existe John Weeks, Why The Structural Deficit Does Not Exist Social Europe, 5 de Dezembro de 2014   Deficit Politics Há poucos dias o governo italiano opôs-se

PORQUE É QUE O DÉFICE ESTRUTURAL NÃO EXISTE, por JOHN WEEKS

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Porque é que o Défice Estrutural   não existe John Weeks, Why The Structural Deficit Does Not Exist Social Europe, 5 de Dezembro de 2014   Deficit Politics Há poucos dias o governo italiano opôs-se

AS RAZÕES DA CRISE NA EUROPA. ANÁLISE DO CONTEXTO GLOBAL E DAS RESPOSTAS POSSÍVEIS À DRAMÁTICA SITUAÇÃO ACTUAL – 6. A MANOBRAZINHA DE TITO BOERI E MASSIMO BORDIGNON

Selecção, tradução, nota introdutória e organização por Júlio Marques Mota, a partir de estatísticas oficiais 6 A manobrazinha de  Tito Boeri e Massimo Bordignon, La manovrina   Nota introdutória ao texto A manobrazinha, de Tito Boeri e Massimo Bordignon, Um

AS RAZÕES DA CRISE NA EUROPA. ANÁLISE DO CONTEXTO GLOBAL E DAS RESPOSTAS POSSÍVEIS À DRAMÁTICA SITUAÇÃO ACTUAL – 6. A MANOBRAZINHA DE TITO BOERI E MASSIMO BORDIGNON

Selecção, tradução, nota introdutória e organização por Júlio Marques Mota, a partir de estatísticas oficiais 6 A manobrazinha de  Tito Boeri e Massimo Bordignon, La manovrina   Nota introdutória ao texto A manobrazinha, de Tito Boeri e Massimo Bordignon, Um

SOBRE OS LEOPARDOS QUE QUEREM BEM SERVIR BRUXELAS – DA FRANÇA, FALEMOS ENTÃO DA POLÍTICA DE HOLLANDE. – CICE, PACTO DE RESPONSABILIDADE: NÃO SE ALTERA UMA POLÍTICA QUE PERDE – por GUILLAUME DUVAL.

Selecção, tradução e introdução por Júlio Marques Mota 2. CICE, Pacto de responsabilidade: não se altera uma política que perde Guillaume Duval,  Cice, pacte de responsabilité : on ne change pas une politique qui perd Alternatives Économiques, Setembro de 2014

SOBRE OS LEOPARDOS QUE QUEREM BEM SERVIR BRUXELAS – DA FRANÇA, FALEMOS ENTÃO DA POLÍTICA DE HOLLANDE. – CICE, PACTO DE RESPONSABILIDADE: NÃO SE ALTERA UMA POLÍTICA QUE PERDE – por GUILLAUME DUVAL.

Selecção, tradução e introdução por Júlio Marques Mota 2. CICE, Pacto de responsabilidade: não se altera uma política que perde Guillaume Duval,  Cice, pacte de responsabilité : on ne change pas une politique qui perd Alternatives Économiques, Setembro de 2014

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota A imposição das políticas de austeridade mantém-se  Eric Heyer, OFCE Este texto resume as perspectivas de 2013-2014 de OFCE para a economia francesa. Em média anual, a economia francesa deve ter em  2013

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota A imposição das políticas de austeridade mantém-se  Eric Heyer, OFCE Este texto resume as perspectivas de 2013-2014 de OFCE para a economia francesa. Em média anual, a economia francesa deve ter em  2013

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A VERDADEIRA LIÇÃO DA GRANDE DEPRESSÃO: A POLÍTICA ORÇAMENTAL É EFICAZ! Novos  ataques ao New Deal de Roosevelt alimentados  pela velha – e desacreditada – ideologia   30 de Agosto de 2010 Marshall

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A VERDADEIRA LIÇÃO DA GRANDE DEPRESSÃO: A POLÍTICA ORÇAMENTAL É EFICAZ! Novos  ataques ao New Deal de Roosevelt alimentados  pela velha – e desacreditada – ideologia   30 de Agosto de 2010 Marshall

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A VERDADEIRA LIÇÃO DA GRANDE DEPRESSÃO: A POLÍTICA ORÇAMENTAL É EFICAZ! Novos  ataques ao New Deal de Roosevelt alimentados  pela velha – e desacreditada – ideologia   30 de Agosto de 2010

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A VERDADEIRA LIÇÃO DA GRANDE DEPRESSÃO: A POLÍTICA ORÇAMENTAL É EFICAZ! Novos  ataques ao New Deal de Roosevelt alimentados  pela velha – e desacreditada – ideologia   30 de Agosto de 2010