Posts Tagged: pena de morte

DIA 30 DE NOVEMBRO: “CIDADES PELA VIDA- CIDADES CONTRA A PENA DE MORTE” por clara castilho

O evento “Cidades pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte” celebra-se todos os anos no dia 30 de Novembro, data da primeira abolição da pena capital no Grão-Ducado da Toscana em 1786, Portugal foi o segundo estado moderno

DIA 30 DE NOVEMBRO: “CIDADES PELA VIDA- CIDADES CONTRA A PENA DE MORTE” por clara castilho

O evento “Cidades pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte” celebra-se todos os anos no dia 30 de Novembro, data da primeira abolição da pena capital no Grão-Ducado da Toscana em 1786, Portugal foi o segundo estado moderno

DIA 30 DE NOVEMBRO, NO ARCO DA RUA AUGUSTA, LISBOA, ASSINALA-SE O DIA INTERNACIONAL “CIDADES PELA VIDA – CIDADES CONTRA A PENA DE MORTE” por Clara Castilho

A Amnistia Internacional, no seu site, chama-nos a atenção para a forma como em Portugal irão assinalar o dia internacional “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”, dia 30 de Novembro. E nesse dia, em parceria com

DIA 30 DE NOVEMBRO, NO ARCO DA RUA AUGUSTA, LISBOA, ASSINALA-SE O DIA INTERNACIONAL “CIDADES PELA VIDA – CIDADES CONTRA A PENA DE MORTE” por Clara Castilho

A Amnistia Internacional, no seu site, chama-nos a atenção para a forma como em Portugal irão assinalar o dia internacional “Cidades Pela Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”, dia 30 de Novembro. E nesse dia, em parceria com

VALE A PENA A SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL! por clara castilho

Meriam Ibrahim, que estava condenada à morte por enforcamento por ter recusado o islão irá ser libertada, informou uma fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Sudão, citada pela BBC. Há dias deu à luz na prisão. As autoridades

VALE A PENA A SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL! por clara castilho

Meriam Ibrahim, que estava condenada à morte por enforcamento por ter recusado o islão irá ser libertada, informou uma fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Sudão, citada pela BBC. Há dias deu à luz na prisão. As autoridades

CONDENAÇÃO À MORTE DEVIDO A NÃO PROFESSAR A FÉ RELIGIOSA DO REGIME EM VIGOR por Clara Castilho

Num país onde a sentença de  morte foi abolida para crimes políticos em 1852, para crimes civis em 1867, para todos os crimes, incluindo os militares em 1911, tendo sido readmitida para traição em tempo de guerra em 1916, e

CONDENAÇÃO À MORTE DEVIDO A NÃO PROFESSAR A FÉ RELIGIOSA DO REGIME EM VIGOR por Clara Castilho

Num país onde a sentença de  morte foi abolida para crimes políticos em 1852, para crimes civis em 1867, para todos os crimes, incluindo os militares em 1911, tendo sido readmitida para traição em tempo de guerra em 1916, e

EDITORIAL – AS PENAS DE MORTE NO EGIPTO. A BARBÁRIE QUE NOS ESPREITA.

No Egipto um tribunal condenou à morte 683 pessoas pela morte de um polícia, para além de outras acusações. Entretanto será de recordar que em Março o mesmo  tribunal condenou igualmente à morte 529 pessoas, em condições que terão sido

EDITORIAL – AS PENAS DE MORTE NO EGIPTO. A BARBÁRIE QUE NOS ESPREITA.

No Egipto um tribunal condenou à morte 683 pessoas pela morte de um polícia, para além de outras acusações. Entretanto será de recordar que em Março o mesmo  tribunal condenou igualmente à morte 529 pessoas, em condições que terão sido

AMINISTIA INTERNACIONAL CHAMA A ATENÇÃO PARA O PROBLEMA DA PENA DE MORTE EM TODO O MUNDO por clara castilho

A Amnistia Internacional publicou o seu Relatório “Pena de Morte em 2013: um pequeno número de países responsável pelo aumento mundial de execuções”.  A pena de morte é uma violação dos direitos humanos que reconhece a cada pessoa o direito

AMINISTIA INTERNACIONAL CHAMA A ATENÇÃO PARA O PROBLEMA DA PENA DE MORTE EM TODO O MUNDO por clara castilho

A Amnistia Internacional publicou o seu Relatório “Pena de Morte em 2013: um pequeno número de países responsável pelo aumento mundial de execuções”.  A pena de morte é uma violação dos direitos humanos que reconhece a cada pessoa o direito

ABOLIÇÃO DA PENA DE MORTE: UM IMPERATIVO DA HUMANIDADE – por Álvaro José Ferreira

NOTA PRÉVIA – Para ouvir a música há que aceder à página http://nossaradio.blogspot.pt/2013/05/abolicao-da-pena-de-morte-um-imperativo.html e clicar no “play áudio”.  Maryland: 18.º dos Estados Unidos da América a abolir a pena de morte. É um daqueles casos que com inteira legitimidade, e

ABOLIÇÃO DA PENA DE MORTE: UM IMPERATIVO DA HUMANIDADE – por Álvaro José Ferreira

NOTA PRÉVIA – Para ouvir a música há que aceder à página http://nossaradio.blogspot.pt/2013/05/abolicao-da-pena-de-morte-um-imperativo.html e clicar no “play áudio”.  Maryland: 18.º dos Estados Unidos da América a abolir a pena de morte. É um daqueles casos que com inteira legitimidade, e