Posts Tagged: desigualdade de género

CCIF/UMAR – SIMPÓSIO “SEXISMO NAS UNIVERSIDADES EM PORTUGAL” – HOJE, 6 de JULHO, às 18 horas, na Rua da Cozinha Económica, Bloco D, 30 M e N, 1300-149 – ALCÂNTARA – Lisboa.

Caras/os amigas/os, ​​ Esta semana teremos uma actividades a não perder no nosso Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) e para as quais te convidamos: Quinta-Feira, 6 de Julho às 18h00 – 20h00 // Simpósio “Sexismo nas Universidades em

CCIF/UMAR – SIMPÓSIO “SEXISMO NAS UNIVERSIDADES EM PORTUGAL” – HOJE, 6 de JULHO, às 18 horas, na Rua da Cozinha Económica, Bloco D, 30 M e N, 1300-149 – ALCÂNTARA – Lisboa.

Caras/os amigas/os, ​​ Esta semana teremos uma actividades a não perder no nosso Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) e para as quais te convidamos: Quinta-Feira, 6 de Julho às 18h00 – 20h00 // Simpósio “Sexismo nas Universidades em

O 8 de MARÇO e A SITUAÇÃO DA MULHER EM PORTUGAL, por EUGÉNIO ROSA

  A SITUAÇÃO ATUAL DA MULHER EM PORTUGAL: alguns dados para reflexão Comemora-se no próximo dia 8 de Março o Dia Internacional da Mulher. É o momento adequado, pelo menos este, para refletir sobre o que a Mulher já conseguiu,

O 8 de MARÇO e A SITUAÇÃO DA MULHER EM PORTUGAL, por EUGÉNIO ROSA

  A SITUAÇÃO ATUAL DA MULHER EM PORTUGAL: alguns dados para reflexão Comemora-se no próximo dia 8 de Março o Dia Internacional da Mulher. É o momento adequado, pelo menos este, para refletir sobre o que a Mulher já conseguiu,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A MULHER INFANTA

    Estou satisfeito, ainda assim. Estou satisfeito porque afinal monarquia ainda é monarquia –  digan lo que digan. E porquê? Porque, apesar de uns sacanas de uns miseráveis juízes espanhóis (claramente laicos, plebeus e desconhecedores em absoluto dos valores

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A MULHER INFANTA

    Estou satisfeito, ainda assim. Estou satisfeito porque afinal monarquia ainda é monarquia –  digan lo que digan. E porquê? Porque, apesar de uns sacanas de uns miseráveis juízes espanhóis (claramente laicos, plebeus e desconhecedores em absoluto dos valores

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – A PARTIR DE HOJE AS MULHERES PASSAM A TRABALHAR SEM RECEBER

3 de Novembro de 2016 A partir de hoje as mulheres passam a trabalhar sem receber | Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis  Em média as mulheres portuguesas trabalham mais 61 dias do que os homens sem receber.

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – A PARTIR DE HOJE AS MULHERES PASSAM A TRABALHAR SEM RECEBER

3 de Novembro de 2016 A partir de hoje as mulheres passam a trabalhar sem receber | Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis  Em média as mulheres portuguesas trabalham mais 61 dias do que os homens sem receber.

UMA BREVE ANÁLISE DO RECENTE LIVRO A QUEDA DOS MACHOS DE PIO ABREU, por JÚLIO MARQUES MOTA

Uma breve análise do recente livro a queda dos machos de Pio Abreu Dedico o trabalho de publicação do texto abaixo ao meu amigo Pio de Abreu que acaba de escrever um muito bom livro chamada A queda dos machos[1],

UMA BREVE ANÁLISE DO RECENTE LIVRO A QUEDA DOS MACHOS DE PIO ABREU, por JÚLIO MARQUES MOTA

Uma breve análise do recente livro a queda dos machos de Pio Abreu Dedico o trabalho de publicação do texto abaixo ao meu amigo Pio de Abreu que acaba de escrever um muito bom livro chamada A queda dos machos[1],

SPGL – SINDICATO DOS PROFESSORES DA GRANDE LISBOA – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – A SITUAÇÃO DAS MULHERES NO EMPREGO E NO DESEMPREGO EM PORTUGAL | DEBATE

  9 de Maio de 2014     Na próxima segunda-feira 12 de maio às 17h o Sindicato dos Professores da Grande Lisboa promove, nas suas instalações um debate em torno da situação das mulheres no emprego e no desemprego

SPGL – SINDICATO DOS PROFESSORES DA GRANDE LISBOA – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – A SITUAÇÃO DAS MULHERES NO EMPREGO E NO DESEMPREGO EM PORTUGAL | DEBATE

  9 de Maio de 2014     Na próxima segunda-feira 12 de maio às 17h o Sindicato dos Professores da Grande Lisboa promove, nas suas instalações um debate em torno da situação das mulheres no emprego e no desemprego

Estado Novo: a subjugação da mulher – por Octopus

  Porque a memória é curta… O Estado Novo esforço-se para conservar a mulher no seu posto tradicional: mãe, dona-de casa e submissa ao marido. – O marido era o “chefe” de família. – As mulheres (na sua maioria) não

Estado Novo: a subjugação da mulher – por Octopus

  Porque a memória é curta… O Estado Novo esforço-se para conservar a mulher no seu posto tradicional: mãe, dona-de casa e submissa ao marido. – O marido era o “chefe” de família. – As mulheres (na sua maioria) não

UMAR – CICLO GÉNERO EM DEBATE

8 de Abril de 2013 – CIEG/ISCSP-UTL Para mais informações sobre este evento poderá consultar o link: http://www.iscsp.utl.pt/    

UMAR – CICLO GÉNERO EM DEBATE

8 de Abril de 2013 – CIEG/ISCSP-UTL Para mais informações sobre este evento poderá consultar o link: http://www.iscsp.utl.pt/    

EDITORIAL: A BRUTALIDADE

Uma senhora, Tahani Khalil Ghemati, arquitecta e escritora, num post no blogue intitulado Não te esqueças de regar a tua oliveira (ver o endereço http://www.agendaculturel.com/ Chronique_Tahani+Khalil+Ghemati_ La_Libye_invente_l_infidelite_Hallal) conta-nos que no seu país natal, a Líbia, o Supremo Tribunal acaba de

EDITORIAL: A BRUTALIDADE

Uma senhora, Tahani Khalil Ghemati, arquitecta e escritora, num post no blogue intitulado Não te esqueças de regar a tua oliveira (ver o endereço http://www.agendaculturel.com/ Chronique_Tahani+Khalil+Ghemati_ La_Libye_invente_l_infidelite_Hallal) conta-nos que no seu país natal, a Líbia, o Supremo Tribunal acaba de

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – Desigualdade salarial entre homens e mulheres chega a ser de 800€

Foi ontem publicado o relatório da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género sobre Igualdade de Género em Portugal 2011 e que dá conta que “a remuneração média mensal de base recebida pelas mulheres em 2010 foi de 801,81

PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – Desigualdade salarial entre homens e mulheres chega a ser de 800€

Foi ontem publicado o relatório da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género sobre Igualdade de Género em Portugal 2011 e que dá conta que “a remuneração média mensal de base recebida pelas mulheres em 2010 foi de 801,81