IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (60)

imagenspoesia1

QUANTO DEVE DEMORAR UM ABRAÇO

 

DSC09897-palácio-de-Cristal--U-1000x

 

Preciso de um beijo, amor,

E de um abraço,

Terno, forte, sentido, apertado,

E de me encostar no teu regaço.

O teu silêncio prolongado

Dói-me, intriga-me,

E começo a duvidar.

A tua lonjura a isso me obriga,

Mesmo não o querendo pensar.

Mentes-me agora, amor?

Quando começaste a mentir?

Nunca foste o que dizias

Mas eras o que fazias.

De que te serve chorar em vez de rir?

E a mim esquecer em vez de sentir?

De que nos serve, amor,

De que nos serve?

Preciso de um beijo teu, amor,

E de um abraço apertado

Comprido, prolongado

Como o teu silêncio, amor,

Como o teu silêncio.

Preciso de me encostar sem fim

De me enroscar por fim,

Amor, no teu regaço,

Tanto tempo

Mas, tanto tempo

Quanto o tempo que deve demorar um abraço.

 

 

Leave a Reply