Posts Tagged: internet

Cimeira da UE: avanço ou recuo na reconstrução da Europa? Texto 10 – Análise macroeconómica prospetiva italiana e uma avaliação do Mecanismo Europeu de Estabilidade ‘pandémico’ e do Fundo de Recuperação. Por Antonella Stirati

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   Texto 10 – Análise macroeconómica prospetiva italiana e uma avaliação do Mecanismo Europeu de Estabilidade ‘pandémico’ e do Fundo de Recuperação   Por Antonella Stirati Publicado por  em 08/07/2020 (“Analisi macroeconomica, prospettive italiane

A GALIZA COMO TAREFA – abaladiço – Ernesto V. Souza

Se lembrarem, no Auto da Lusitânia intercalado com o entremez Todo-o-Mundo e Ninguém, de 1532, decorre este pequeno diálogo de carácter plenamente clássico e sapiencial: […] Todo o Mundo: e meu tempo todo inteiro sempre é buscar dinheiro e sempre

A Europa impotente face à perspetiva de uma tragédia global ? Texto 18. Democracia, euro-obrigações e rendimento para acabar com o mal-estar social. Por Daniela Preziosi

Um mês de março intenso em reuniões, em tragédias, em desacordos afirmados, em acordos adiados, em ameaças feitas e desfeitas ou adiadas, tudo isto se passou na União Europeia que se mostra claramente impotente face à tragédia Covid 19 e

2009-2019, Uma Década Infernal – 9. A Morte da Boa Internet Foi um Trabalho Interno. Por Jason Linkins

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota   9. A Morte da Boa Internet Foi um Trabalho Interno  Por Jason Linkins Publicado por em 31 de dezembro de 2019 (ver aqui)   Bem-vindos à Década Infernal, o nosso olhar sobre

A GALIZA COMO TAREFA – pêndulo – Ernesto V. Souza

Na ilusão de liberdades, na miragem digital e na enchente de informação que chegou com internet talvez esquecemos, imprudentemente, aquele mito conservador, ou ameaça escolar, da história ser pendular. Assim, em nada, diremos: houve um tempo em que a internacionalização,

Códigos informáticos, algoritmos GAFA [Google, Amazon, Facebook e Apple]: desativar a máquina infernal. Por Jonathan Koskas

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Códigos informáticos, algoritmos GAFA [Google, Amazon, Facebook e Apple]: desativar a máquina infernal. Será necessário prever um procedimento para estabelecer “um período de inatividade” dos algoritmos?    por Jonathan Koskas Publicado por  em

Os despedimentos em massa estão de volta. O leitor está em risco? Por Adam Taggart

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Os despedimentos em massa estão de volta. O leitor está em risco? Haverá milhões de pessoas que irão perder os seus empregos na próxima recessão. O leitor vai perder o seu emprego?  Por

A GALIZA COMO TAREFA – world wide web war – Ernesto V. Souza

Não por mais anunciado, foi que estávamos precavidos. O conflito comercial Estados Unidos da América vs. República Popular da China, com Google e Huawei, como modernas esquadras tecnológicas em rumo de colisão, deflagrou assim, como qualquer uma das grandes guerras

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O SENSO DE HUMOR, A GRAMÁTICA E OS SEUS CONTRÁRIOS

  😎       🙂      🙂     lol    …e etc. Estas e outras sinalefas (e mais umas tantas que a minha incapacidade cultural não consegue de todo abarcar) fazem parte, aparecem hoje frequentemente em comunicações, missivas e vária informação digital, como se sabe

A minha neta e a crise no Serviço Nacional de Saúde. Ainda algumas reflexões mais sobre a democracia, em Portugal e na União Europeia – Anexo 4 : A política económica e o custo de nada fazer – Parte D: Perito da ONU para as questões da pobreza, Professor Philip Alston, diz que as políticas do Reino Unido causaram uma miséria desnecessária

Anexo 4 : A política económica e o custo de nada fazer – Parte D: Perito da ONU para as questões da pobreza, Professor Philip Alston, diz que as políticas do Reino Unido causaram uma miséria desnecessária Texto composto a

A CANETA MÁGICA – Catarse ou catar-se? (1) – por Carlos Loures

Este texto é uma nova versão do que, com título e conteúdo semelhantes, foi publicado no Estrolabio.   O blogue é uma forma moderna de catarse. Moderna e barata, pois os psiquiatras não cobram pouco… É também uma forma de cada bloguista

CARTA DE BRAGA – “Onde morrem os pássaros?” – por ANTÓNIO OLIVEIRA

        Baudelaire dizia que o poeta pode ser qualquer coisa, menos não ser contemporâneo, porque ser contemporâneo é olhar o que se passa em volta e saber contá-lo! Creio que a contemporaneidade talvez resida nisto, na convivência

PORQUE É QUE AS REDES SOCIAIS ESTÃO A DAR CABO DA DEMOCRACIA, por UMAIR HAQUE

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Porque é que as redes sociais estão a dar cabo da Democracia Três lições acerca do último fiasco de Facebook   Why Social Media is Blowing Up Democracy – Three Lessons From