O AUMENTO DA REMUNERAÇÃO BASE NAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS APÓS A REPOSIÇÃO DOS CORTES FOI APENAS DE 2,8% E VARIOU MUITO POR CATEGORIA E A SUBIDA DA DESPESA COM PESSOAL EM 2019 NÃO FOI 540 MILHÕES € COMO AFIRMA CENTENO MAS SIM 315,7 MILHÕES € – por EUGÉNIO ROSA

Eugénio Rosa, edr2@netcabo.pt – 15-2-2020

OS NÚMEROS DE CENTENO SOBRE O AUMENTO DA DESPESA DEVIDO ÀS PROGRESSÕES NAS CARREIRAS DA FUNÇÃO PÚBLICA NÃO BATEM CERTO COM OS DO MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. UM CONCURSO PARA A CONTRATAÇÃO DE 1.000 TÉCNICOS SUPERIORES QUE ESTÁ PARALISADO OU A FORMA COMO CENTENO ENGANA E DESTRÓI OS SERVIÇOS PÚBLICOS, INCLUINDO A ADSE

Quadro 1 – O aumento dos salários na Administração Pública segundo o governo OS NÚMEROS DO COMUNICADO DO GOVERNO NÃO … More

MESMO COM AS PROGRESSÕES NAS CARREIRAS O AUMENTO DAS REMUNERAÇÕES ILÍQUIDAS (antes dos descontos) DA FUNÇÃO PÚBLICA VARIOU ENTRE 2,7% (RBMMB) E 4,9%(GMMB) ENTRE 2009 E 2019, PORTANTO MUITO INFERIOR À SUBIDA DE PREÇOS QUE FOI DE 11,18% – por EUGÉNIO ROSA

MESMO ANTES DOS DESCONTOS (ADSE, CGA, IRS) O PODER DE COMPRA DA REMUNERAÇÃO MÉDIA MENSAL E DO GANHO MÉDIO MENSAL … More