Posts Tagged: camilo castelo branco

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (168)

JANTAR LITERÁRIO NA FOZ DO DOURO, PORTO   – CAMILO, EÇA e RAMALHO VIERAM JANTAR CONNOSCO – ACONTECEU no DIA 3 de FEVEREIRO, na TASCA DO BAIRRO Por iniciativa da Associação Cultural “O PROGRESSO DA FOZ” e da “FOZ LITERÁRIA”, realizou-se,

O MINISTRO E O JORNALISTA, de CAMILO DE CASTELO BRANCO

OBRIGADO AO PROJECTO GUTENBERG E A PEDRO SABORANO   In Folhas Cahidas, Apanhadas na Lama, por um antigo juiz das almas de Campanhan, Tipographia F. G. da Fonseca, Porto, 1854 This eBook is for the use of anyone anywhere at no cost

APE – EVOCAÇÃO DE CAMILO CASTELO BRANCO (1825 – 1890), por ocasião dos 125 anos da sua morte.

Prezados Consócios A Associação Portuguesa de Escritores, por ocasião dos 125 anos da morte de Camilo Castelo Branco, vai celebrar, em Lisboa, duas sessões, uma mesa-redonda e um jantar-tertúlia, nos próximos dias, 22 e 29 de Junho, respectivamente. Dia 22

NESTE DIA… – Em 16 de Março de 1825, nasceu Camilo Castelo Branco

No dia 16 de Março de 1825, nasceu em Lisboa Camilo Castelo Branco, glória das letras portuguesas, que se suicidaria a 1 de Junho de 1890 na sua casa de São Miguel de Seide. Produziu uma obra valiosa composta por

“Camilo Castelo Branco e o garfo”, de José Viale Moutinho – por Inês Figueiras

Conhecido camilianista, José Viale Moutinho surpreendeu-nos com a edição de Camilo Castelo Branco e o garfo (Âncora Editora, Março de 2013), uma obra que disseca a gastronomia nas obras do génio de São Miguel de Seide. Inês Figueiras, leu o livro

UMA CARTA DO PORTO – Por José Fernando Magalhães (20)

O PASSEIO ALEGRE, AS PALMEIRAS E A TREMELIQUEIRA Foi local de romaria nocturna durante algumas dezenas de anos. Era vê-los, alinhados, lado a lado, à espera que o fenómeno acontecesse. E acontecia todas as noites do ano. Sem falhar, pontualmente,

VIDAS LUSÓFONAS – CAMILO CASTELO BRANCO, por ELIAS TORRES

O rigor histórico não está condenado à prosa de notário, é possível conviver com as figuras do passado. Saber o que foi, pode ajudar-nos a talhar o que será.  Elias Torres vem da Galiza para visitar   CAMILO CASTELO BRANCO